20 ‘Guerreiros de Terracota’ são descobertos em poço ao redor do túmulo secreto do 1º imperador da China

0
503
Arqueólogos encontraram mais de 20 guerreiros de terracota em um dos poços ao redor do túmulo do 1º imperador da China. Um desses poços é mostrado aqui. Crédito: Shutterstock.

Por Owen Jarus
Publicado na Live Science

Arqueólogos descobriram mais de 20 novos Guerreiros de Terracota, figuras em tamanho real construídas para proteger o primeiro imperador da China na vida após a morte.

Acredita-se que o exército de terracota consista em 8.000 “guerreiros” esculpidos localizados em três poços cerca de um quilômetro e meio a nordeste do mausoléu do imperador Qin Shi Huang (259 a.C. a 210 a.C.), que unificou a China em 221 a.C. Arqueólogos escavaram cerca de 2.000 desses soldados realistas, que foram enterrados com armas como bestas, lanças e espadas, algumas das quais ainda estão intactas.

Qin Shi Huang tornou-se rei de Qin em 247 a.C, um dos vários estados disputando terra e poder na China. Durante décadas, Qin foi crescendo, conquistando gradualmente territórios governados por outros estados; e em 221 a.C., os rivais de Qin foram derrotados e Qin Shi Huang tornou-se imperador da China.

Os Guerreiros de Terracota foram criados com detalhes realistas. Créditos: Danny Lehman / Getty Images.

Os textos históricos chineses não dizem nada sobre o exército de terracota ou o motivo dele ter sido construído. O exército poderia ter sido uma maneira de elevar o status do imperador, principalmente porque após a morte de Qin Shi Huang em 210 a.C., sua família foi derrotada por uma rebelião liderada pelo que se tornaria a Dinastia Han; essa dinastia provavelmente não quis destacar as realizações do primeiro imperador. Além disso, os arqueólogos modernos muitas vezes interpretam o exército como sendo criado para servir a Qin Shi Huang na vida após a morte.

Os guerreiros recém-descobertos foram desenterrados no “poço um”, informou a China Global Television Network (CGTN). Este poço contém principalmente infantaria e carruagens; alguns dos guerreiros são generais e podem ser identificados por seus capacetes mais elaborados.

Uma foto dos guerreiros recém-escavados publicada no site da rede de televisão parece mostrar apenas a infantaria, mas pelo menos um dos guerreiros recém-descobertos é um general, informou a CGTN. Os guerreiros parecem estar em pedaços, e especialistas do Museu do Mausoléu do Imperador Qin Shi Huang os restaurarão, informou a CGTN.

A equipe arqueológica não retornou os pedidos de comentários no momento da publicação. Embora o site do Museu do Mausoléu do Imperador Qin Shi Huang não tenha nenhuma informação sobre os guerreiros recém-encontrados, disse que é comum que os guerreiros sejam encontrados em pedaços e reunidos novamente.

Esses guerreiros agora serão reunidos novamente. Resta saber se alguma cor original sobreviveu nos guerreiros recém-encontrados, ou quais novas informações eles revelarão sobre o exército de terracota.