5 fatos que você deve saber sobre as mulheres que moldaram a física moderna

Lise Meitner, que foi uma física austríaca, que desenvolveu a teoria que explica o processo de fissão nuclear.

Publicado no TED

A física teórica (e a companheira de TED) Shohini Ghose tem duas grandes paixões: a física e a defesa pela igualdade de gênero nas ciências. “Ainda há relativamente poucas mulheres na física – e quando mais alto se sobe na escadaria da academia ou da indústria, menos mulheres se encontra”, diz Ghose. “No entanto, as leis da física em si não têm gênero, e a beleza do universo é igualmente acessível a todos. Então, por que há tão poucas mulheres, e como podemos mudar isso?”

Recentemente, pedimos que Ghose compartilhasse cinco fatos favoritos sobre as mulheres e suas contribuições à física. Aqui estão eles:

1. Marie Curie é a única pessoa que ganhou o Prêmio Nobel em duas disciplinas científicas diferentes.

Primeiro, Marie Curie o ganhou em 1903 por seus estudos sobre a radioatividade. Ela dividiu o prêmio com seu marido Pierre Curie, e com o outro descobridor da radioatividade, Henri Bequerel. Originalmente, o comitê do prêmio Nobel selecionou apenas Pierre Curie – mas ele se recusou a aceitá-lo sem o reconhecimento adequado da contribuição de Marie. Então, em 1911, Marie Curie ganhou o Prêmio Nobel de Química por sua descoberta do rádio e do polônio e por seus estudos sobre eles.

2. Apenas duas mulheres ganharam o Prêmio Nobel de Física.

Maria Goeppert Mayer ganhou o Prêmio Nobel em 1963 por seu modelo de estrutura do núcleo atômico. Goeppert Mayer enfrentou uma grande dose de preconceito de gênero em sua carreira: ela teve que trabalhar em cargos não remunerados na Universidade de Columbia e na Universidade de Chicago, onde seu marido era empregado.

3. A física austríaca Lise Meitner foi a primeira a desenvolver a teoria que explica o processo de fissão nuclear.

No entanto, ela foi ignorada pelo Comitê do Nobel, que em vez disso acabou premiando o seu colega Otto Hahn com o prêmio em 1944. Meitner veio a ser conhecida como a “mãe da bomba atômica”, embora ela tenha se recusado a trabalhar no Projeto Manhattan depois de fugir da Alemanha nazista. O elemento 109 é chamado meitnerium em sua honra.

4. Albert Einstein disse que a matemática alemã Emmy Noether é um gênio criativo da matemática.

O Teorema de Noether é uma ideia fundamental em que grande parte da física moderna é construída. Publicado em 1918, o seu teorema afirma que, se um objeto tem simetria – isto é, se ele tem a mesma aparência, independentemente de mudanças de sua localização e de seu tempo – então isso leva a leis de conservação da natureza. Diz Ghose: “Um exemplo simples é um filme do movimento de uma bola quando você a joga. O movimento parece o mesmo se você executar o filme para trás no tempo (simetria de tempo). Isso significa que a energia total da bola continua sendo a mesma (conservação de energia) – a energia apenas é convertida em diferentes formas quando a bola se move. Esse é um exemplo bem simplificado, mas o teorema é amplamente aplicável e é um cavalo de batalha real da física moderna.”

5. A astrônoma e astrofísica britânica Cecilia Payne-Gaposchkin estabeleceu que o Sol e todas as outras estrelas são compostas principalmente de hidrogênio.

Payne-Gaposchkin mais tarde se tornou a primeira mulher a presidir um departamento (astronomia) em Harvard.

CONTINUAR LENDO
Artigo anteriorA pobreza afeta o desenvolvimento mental e o desempenho acadêmico das crianças
Próximo artigoO mistério dos grânulos de Newton finalmente explicado
Douglas Rodrigues Aguiar de Oliveira
Sou fundador do Universo Racionalista | Graduando em Tecnologia em Redes de Computadores pela Universidade de Franca | Pós-graduando em Ethical Hacking e Cybersecurity do Centro de Inovação VincIT (UNICIV) pela Faculdade Eficaz | Especializando em Cybersecurity pela Rochester Institute of Technology (edX MicroMasters Programs) | Especialização em Fundamentals of Computing Network Security pela University of Colorado System (Coursera Specialization) | Especialização em Journey of the Universe: A Story for Our Times pela Yale University (Coursera Specialization) | Graduação interrompida em Licenciatura em Filosofia pela Universidade de Franca | Colaborador do Instituto Ética, Racionalidade e Futuro da Humanidade | Colunista da Climatologia Geográfica | Membro da Rede Brasileira de Astrobiologia | Membro do Science Vlogs Brasil | Interesse em Divulgação Científica das ciências fáticas em geral | Interesse em Filosofia da Ciência no problema da demarcação entre Ciência e Pseudociência e da justificação entre Realismo e Antirrealismo | Estudando também o problema entre Tecnologia e Pseudotecnologia na Filosofia da Tecnologia | Interesse em Segurança Defensiva e Segurança Ofensiva em sites, servidores e redes de computadores | Endereço do Currículo Lattes e do LinkedIn.