Aluno e professor do IFRJ criam app para uso em laboratório de Química

Aplicativo Vidrarias

0
2382
App conta com dados e imagens sobre vidrarias, elementos essenciais em laboratórios de química (Foto: Paula Rodrigues/campus Duque de Caxias)

O técnico em Química Victor Hugo Lorenzo, formado no ano de 2016 e o professor de Física Vitor Lara, ambos do IFRJ de São Gonçalo, criaram um aplicativo para uso acadêmico. O app Vidrarias contém imagens e informações de uso de diversas vidrarias, elementos imprescindíveis no laboratório de Química. O objetivo da dupla é fornecer praticidade e informações relevantes ao alcance do celular e facilitar as práticas experimentais do curso Técnico em Química.

Atualmente o aplicativo está em sua segunda versão, que diferentemente da primeira, é gratuita. Mas continua disponível apenas para o sistema operacional Android. O professor Vitor Lara explica a mudança: “ Na primeira versão a gente tinha colocado um valor simbólico no aplicativo de cerca de dois reais, para valorizar o esforço e os méritos do Victor Hugo. Mas essa versão nova é gratuita. A ideia é que agora o aplicativo possa ser utilizado por um público muito mais amplo”, conta. Para Vitor Lara, a ampla rede dos Institutos Federais também pode permitir um uso extensivo do aplicativo.

O professor acredita que o uso de aplicativos em sala de aula pode ser proveitoso. “Claro que depende do uso que o professor faz deste tipo de aparelho. Ao mesmo tempo, é o tipo de coisa que vai depender das circunstâncias específicas da realidade escolar em que se trabalha”, observa. Ele conta que a idealização do aplicativo foi toda do aluno Victor Hugo, que só teve de receber subsídios – como prática de oficina e material de apoio – para o desenvolvimento e aprimoramento da ideia.

Arte do aplicativo Vidraria, desenvolvida por Kissya Kropf

Com a criação do app, Victor Hugo foi procurado por professores e alunos curiosos por saber mais sobre o desenvolvimento do Vidrarias. O aluno tem um conselho para aqueles que têm a ideia de criar um aplicativo, mas não sabem como executar: o site MIT App Inventor, plataforma gratuita que permite o desenvolvimento de apps (para Android apenas). Ele conta que tem planos de continuar produzindo aplicativos em outras áreas do ensino de Química, Física e Matemática. “Foi uma forma que eu encontrei de estudar e ajudar os outros”, diz Victor. Ele conta que sentia dificuldades com o uso de diversos tipos de vidrarias nos laboratório de Química. E acredita que o app poderá ser melhor aproveitado pelos novos alunos do ensino médio e técnico.

Os aplicativos movimentam anualmente US$ 25 bilhões no Brasil, cifras que fazem do país um dos maiores consumidores de apps no mundo. Segundo o professor Vitor Lara, esse fato deixa educadores e alunos inspirados e motivados para seguir na produção desse tipo de software. “O fato de termos desenvolvido um app com um estudante de nível médio é muito incomum, e também nos motiva”. Vitor Lara é um dos criadores do canal “Física em Cena”.

O professor Vitor Lara à esquerda e o estudante Vitor Hugo Lorenzo à direita (Foto: Jônatas Gomes)

Os alunos que pretendem criar um app podem entrar em contato com o professor. “Mas não posso prometer que vamos conseguir produzir qualquer tipo de aplicativo”, adianta o professor. “É fundamental verificar se as ferramentas disponíveis no MIT App Inventor permitem que se consiga desenvolver o app desejado”, diz. O professor Vitor Lara ainda não disponibilizou novos aplicativos, apesar de já ter elaborado uma série de aplicativos. Atualmente ele está estudando ferramentas como o Stencyl e o Construct, que permitem elaborar jogos 2D utilizando blocos lógicos. O funcionamento é muito parecido ao do MIT App Inventor. Com a vantagem de permitir exportar os jogos para diversas plataformas distintas, tanto em computadores e laptops quanto em smartphones.

Faça o download da versão gratuita do aplicativo Vidraria em: https://play.google.com/store/apps/details?id=appinventor.ai_fisicaemtablets.glassware

O aplicativo Vidrarias ainda não conta com patrocinador.

CONTINUAR LENDO