Chimpanzés ‘tratam’ as feridas uns dos outros com insetos

Comportamento recém-observado revela empatia, disseram cientistas.

0
158
Crédito: Tobias Deschner.

Por Tess Joosse
Publicado na Science

Depois de ralar o joelho, você pode ter sido instruído a “esfregar um pouco de sujeira nele”. Mas e alguns insetos? Chimpanzés selvagens (Pan troglodytes) esfregam insetos em suas feridas abertas, talvez em um esforço para tratar tais ferimentos, como noticiado pelo The New York Times.

Cientistas testemunharam o comportamento pela primeira vez em 2019, no Parque Nacional de Loango, no Gabão. Ao longo dos próximos 2 anos, eles registraram 19 desses incidentes, relatam esta semana na Current Biology.

Os chimpanzés pegavam insetos voadores do ar, os espremiam entre os lábios e os esfregavam em feridas abertas — principalmente nos próprios ferimentos, mas também nos dos amigos. Os pesquisadores ainda não sabem quais insetos os chimpanzés estão usando, ou se essas pomadas de insetos têm algum efeito analgésico.

Mas como os chimpanzés não recebem nada tangível ao aliviar os cortes de seus amigos, o comportamento mostra que os animais podem sentir empatia pela dor e sofrimento de seus companheiros macacos, disseram cientistas.

Um chimpanzé, um macho adulto chamado Freddy, era um usuário particularmente entusiasmado dessa pomada de insetos, tratando-se várias vezes de ferimentos na cabeça, nos dois braços, na parte inferior das costas, no pulso esquerdo e no pênis. Um dia, os pesquisadores o observaram tratar-se duas vezes do mesmo ferimento no braço. Os pesquisadores não sabem como Freddy conseguiu esses ferimentos, mas alguns deles provavelmente envolveram brigas com outros machos.