China abriu um hospital inteiramente operado por robôs

0
523
Crédito: CloudMinds.

Por Victor Tangermann
Publicado no Futurism

Para dar aos trabalhadores da área saúde extremamente sobrecarregados uma pausa necessária, relata a CNBC, a China tentou algo novo: equipar um hospital de campanha inteiramente com robôs.

A instalação, apelidada de Smart Field Hospital (Hospital de Campanha Inteligente, do inglês), executou tarefas básicas de triagem, como rastreamento de temperatura, frequência cardíaca e níveis de oxigênio no sangue, através de robôs, cortesia da CloudMinds, uma startup de Pequim.

O objetivo: minimizar a propagação da infecção, pois os robôs podem ser facilmente desinfetados e não transmitem doenças, de acordo com o fundador da startup.

Diga “Ahhh…”

Os pacientes usavam pulseiras inteligentes para rastrear seus sinais vitais. Outros robôs cuidavam dos pacientes, trazendo-lhes comida e bebida, além de remédios. Alguns robôs dançam um pouco para manter os pacientes entretidos.

Uma equipe de pesquisadores inclusive demonstrou com sucesso um robô que pode limpar a garganta dos pacientes remotamente, minimizando o contato dos profissionais de saúde do hospital.

“Os médicos viram que os robôs e dispositivos inteligentes eram úteis no monitoramento remoto dos sinais vitais dos pacientes sem contato direto”, disse à CNBC o fundador e CEO da CloudMinds, Bill Huang.

Caminho para a recuperação

Agora, o Smart Field Hospital está em modo de alerta, caso haja um ressurgimento dos casos de COVID-19 no país, de acordo com a CNET. A CloudMinds implantou mais de 100 robôs em hospitais, hotéis e escolas chinesas.

A notícia chega depois que a China relatou zero novos casos locais de COVID-19 na quinta-feira. Embora esses números devam ser atentamente acompanhados, é um sinal promissor de que o país está começando seu longo caminho para a recuperação.