Cientista brasileira ganha o prêmio Tollestrup por suas contribuições para a pesquisa em Energia Escura

Na imagem, a cientista Marcelle Soares-Santos agraciada com o prêmio.

Publicado no Fermilab Today

O Comitê de Investigação Pós-Doutoral da Alvin Tollestrup Award selecionou a brasileira Marcelle Soares-Santos para o prêmio de 2014. Marcelle foi agraciada na Reunião Anual de Colaboradores do Fermilab.

Em um comunicado oficial, o Comitê do Prêmio, presidido por Daniel Whiteson da Universidade da Califórnia, Irvine, reconheceu Marcelle por “suas contribuições para a pesquisa sobre a Energia Escura, desde a construção de equipamentos até a análise física de alto nível.”

A Associação de Pesquisa da Universidade dá o prêmio a cada ano para o melhor trabalho realizado por um pesquisador de pós-doutorado no Fermilab ou em colaboração com cientistas do Fermilab.

Marcelle veio pela primeira vez ao Fermilab como estudante de doutorado da Universidade de São Paulo. Ela começou a trabalhar em 2010. Durante a construção da Câmera de Energia Escura no Fermilab e sua instalação no Observatório Interamericano de Cerro Tololo, no Chile, seu papel era o de testar instrumentos utilizados na pesquisa através de simulações.

“Eu acho gratificante construir coisas, e eu pretendo fazer mais do mesmo”, disse Marcelle. “É algo realmente fascinante saber que há uma pequena porção de equipamentos lá fora, que está melhorando a ciência cada vez mais, não só para mim, mas para todos que desejam contribuir, principalmente para a comunidade de astrofísica de partículas.”

Agora a câmera está instalada e funcionando. Marcelle utiliza esta câmera para procurar novos aglomerados de galáxias nas imagens.

“Agora estou produzindo um catálogo que vai para os mais altos redshifts desde sempre”, disse Marcelle. “Ele será um dos maiores catálogos de aglomerados de galáxias já publicados.”

Seu trabalho também se estende para além do objetivo original e atinge novos reinos da cosmologia. Ela olha para a luz associada a eventos de ondas gravitacionais. Até o momento, ninguém jamais observou esses eventos, que são produzidos a partir de colisões de estrelas de nêutrons ou colisões entre uma estrela de nêutrons e um buraco negro.

Brenna Flaugher, chefe do Departamento de Astrofísica do Fermilab na Divisão de Física de Partículas, recomenda Marcelle para o prêmio por causa dessas diversas contribuições para DES.

“Marcelle é uma pesquisadora de pós-doutorado. Ela estava nos controles para as primeiras observações do céu no DECAM”, disse Flaugher. “Desde então, ela vem trabalhando com os dados DES para gerar resultados científicos e desenvolver novas maneiras de entender a formação do nosso universo.”

Além do reconhecimento, Marcelle disse que o prêmio tem um significado especial para ela por causa de seu homônimo.

“É um prêmio em homenagem a alguém que também tem muita experiência com instrumentação”, disse Marcelle. “Alvin está com 90 anos de idade. No ano passado dei uma palestra, e ele estava sentado na primeira fila, fazendo perguntas e me testando. Eu quero ser assim.”

CONTINUAR LENDO
Artigo anteriorCientistas encontram a menor estrela conhecida
Próximo artigoHistória da Filosofia no Brasil – Parte 04
Douglas Rodrigues Aguiar de Oliveira
Sou fundador do Universo Racionalista | Graduando em Tecnologia em Redes de Computadores pela Universidade de Franca | Pós-graduando em Ethical Hacking e Cybersecurity do Centro de Inovação VincIT (UNICIV) pela Faculdade Eficaz | Especializando em Cybersecurity pela Rochester Institute of Technology (edX MicroMasters Programs) | Especialização em Fundamentals of Computing Network Security pela University of Colorado System (Coursera Specialization) | Especialização em Journey of the Universe: A Story for Our Times pela Yale University (Coursera Specialization) | Graduação interrompida em Licenciatura em Filosofia pela Universidade de Franca | Colaborador do Instituto Ética, Racionalidade e Futuro da Humanidade | Colunista da Climatologia Geográfica | Membro da Rede Brasileira de Astrobiologia | Membro do Science Vlogs Brasil | Interesse em Divulgação Científica das ciências fáticas em geral | Interesse em Filosofia da Ciência no problema da demarcação entre Ciência e Pseudociência e da justificação entre Realismo e Antirrealismo | Estudando também o problema entre Tecnologia e Pseudotecnologia na Filosofia da Tecnologia | Interesse em Segurança Defensiva e Segurança Ofensiva em sites, servidores e redes de computadores | Endereço do Currículo Lattes e do LinkedIn.