Dez exoplanetas que os humanos podem colonizar [10]: Kepler 438b

0
1182

Artigo traduzido e originalmente publicado em ListVerse.

No último post da série ”Dez exoplanetas que os humanos podem colonizar”, é claro que temos que destacar o mais promissor de todos eles: Kepler 438b, da estrela Kepler 438.

Kepler 438, a estrela deste sistema planetário, está a aproximadamente 473 anos-luz da Terra na direção da constelação de Lyra. Esta estrela tem aproximadamente 4,4 bilhões de anos de idade e é uma anã vermelha. Sua luz é mais escura, o que torna a zona habitável mais próxima à estrela do que seria com uma estrela mais brilhante.

Kepler 438b está propenso a receber grandes quantidades de radiação de sua estrela Kepler 438, pois esta emite foguetes estelares muito mais poderosos do que o Sol emite, conforme retratado na concepção deste artista.

O exoplaneta Kepler 438b, apenas 12 por cento maior do que a Terra, foi descrito como sendo um dos planetas mais parecidos como a Terra já encontrados, em termos de tamanho e temperatura, tendo um Índice de Similaridade com a Terra (ESI) de 0,88, o mais alto conhecido até agora. Ele provavelmente é rochoso e parece orbitar dentro da zona habitável de sua estrela, permitindo a presença de água líquida.

Kepler 438b também tem um raio 1,1 vezes o raio da Terra. Embora todos esses fatores favoreçam a capacidade do exoplaneta de hospedar algum tipo de vida reconhecível, a temperatura média de Kepler 438b de 3 graus Celsius (37 ° F) pode ser um problema para os seres humanos.

Comparação do tamanho aproximado de Kepler-438b (à direita) com a Terra.

É possível que os seres humanos pudessem se adaptar para viver a tais temperaturas, mas não seria fácil. Este exoplaneta é mais hospitaleiro para as fases iniciais do desenvolvimento da vida do que para abrigar a colonização humana neste momento.

CONTINUAR LENDO