ESO: maior complexo de telescópios do mundo, ainda usado por brasileiros

Mesmo com a expulsão do Brasil do consórcio ESO por calote, astrônomos brasileiros ainda conseguem usar os equipamentos, porém precisam concorrer com o mundo inteiro.

0
253
Very Large Telescope (VLT), do ESO, no Cerro Paranal, Atacama (Chile).

O ESO (European Southern Observatory) é um consórcio com o maior complexo de telescópios do mundo. Os sítios ficam no Deserto do Atacama (Chile), devido a baixa umidade do local e sua altura, tornando o lugar um dos melhores do mundo para instalar grandes telescópios de alta tecnologia.

O Brasil recentemente foi retirado do ESO por falta do pagamento necessário para se tornar membro. Porém, ainda assim, muitos pesquisadores brasileiros usam os telescópios e instrumentos do ESO para fazer sua pesquisa. A diferença é que eles pedem tempo de telescópio junto com o resto dos países do mundo, sem ter prioridade como membro.

O pesquisador, Heitor Fernandes, que atualmente faz doutorado na USP, usa o MUSE do Observatório Paranal do ESO para estudar o bojo da nossa galáxia, que é uma componente mais central da Via Láctea. Quer conhecer os sítios do ESO e saber mais sobre a ciência feita com seus telescópios? Os astrônomos do AstroTubers acabaram de visitar o ESO para fins de treinamento para suas pesquisas e aproveitaram para mostrar para vocês como tudo funciona por lá, além de entrevistarem vários pesquisadores. Vale a pena conferir o vídeo!

CONTINUAR LENDO