Impactos de meteoritos podem criar os blocos de construção do DNA

3
3739
Figura 1: Esquema de formação de nucleobases por impacto de meteorito na Terra.

Publicado na Tohoku University

Um novo estudo mostrou que os impactos de meteoritos nos oceanos antigos podem ter criado nucleobases e aminoácidos. Pesquisadores da Universidade de Tohoku, do Instituto Nacional de Ciência dos Materiais e da Universidade de Hiroshima descobriram isso após realizar experimentos de impacto que simulam um meteorito atingindo um oceano antigo (Fig. 1).

Com uma análise precisa dos produtos recuperados após os impactos, a equipe encontrou a formação de nucleobases e aminoácidos a partir de compostos inorgânicos. A pesquisa foi divulgada esta semana na revista Earth and Planetary Science.

Toda a informação genética da vida moderna é armazenada no DNA na forma de sequências de nucleobases. No entanto, a formação de nucleobases a partir de compostos inorgânicos disponíveis na terra pré-biótica tinha sido considerada difícil.

Em 2009, esta equipe relatou a formação do mais simples aminoácido, glicina, através da simulação de impactos de meteoritos. Desta vez, eles substituíram a fonte de carbono com bicarbonato e conduziram experimentos de impacto na hipervelocidade de 1 km/s usando uma pistola propulsora de estágio único (Fig. 2).

Figura 2: Pistola propulsora de estágio único do Instituto Nacional de Ciência dos Materiais Japão utilizado para os experimentos de impacto na hipervelocidade.
Figura 2: Pistola propulsora de estágio único do Instituto Nacional de Ciência dos Materiais Japão utilizado para os experimentos de impacto na hipervelocidade.

Eles descobriram que a formação de uma grande variedade de blocos de construção da vida, incluindo dois tipos de nucleobases e nove tipos de aminoácidos proteinogenicos. Os resultados sugerem uma nova via para como as moléculas genéticas podem ter se formado primeiramente na Terra.

Esta pesquisa foi apoiada por JSPS KAKENHI (Número Grant: 22654063 e 24244084, e 23740402).

CONTINUAR LENDO