Nova pesquisa: os sintomas do câncer podem aparecer anos antes do diagnóstico

O câncer poderá ser diagnosticado mais cedo do que nunca.

0
388
Crédito: Knight Cancer Institute.

Traduzido por Julio Batista
Original de Dan Robitzski, no Futurism

Graças a um amplo estudo genético, os médicos poderão em breve diagnosticar alguns tipos de câncer mais cedo do que nunca.

Novas pesquisas revelaram que sinais sutis de câncer podem surgir anos antes do diagnóstico de um paciente, de acordo com o The Guardian. Embora seja muito cedo para adotar as descobertas em um ambiente clínico, elas podem eventualmente fornecer aos médicos novas ferramentas para a detecção de câncer nos estágios iniciais – quando é mais facilmente tratável.

Cientistas do Francis Crick Institute realizaram uma análise genética de amostras de mais de 2.500 tumores correspondentes a 38 tipos de câncer, segundo o The Guardian. O trabalho, publicado quinta-feira na revista Nature, identificou mutações comuns ligadas ao câncer.

Eles descobriram que as mutações geralmente ocorreram dentro dos mesmos nove genes – e que podem aparecer anos antes de outros sinais discerníveis de câncer.

“Decifrar esses padrões significa que agora é possível desenvolver novos testes de diagnóstico que detectam sinais de câncer muito mais cedo”, disse Peter Guard Loo, um dos principais autores do estudo, ao The Guardian.

A equipe disse ao The Guardian que, se o trabalho deles for incorporado em testes clínicos, os médicos poderão detectar o câncer mais rapidamente em até um terço dos pacientes.

“Pode ser identificada essas [mutações precoces] e fazer algum tipo de imagem profunda em pacientes sujeitos ao desenvolvimento do câncer”, disse Van Loo ao The Guardian. “Ou ainda mais no futuro, seria possível conceber métodos realmente direcionados a essas células que destaquem em uma abordagem de imagem ou simplesmente as matem de uma só vez. Isso é um pouco de ficção científica no momento”.