O caçador de exoplanetas TESS da NASA descobre 21 mundos em um ano

A missão TESS da NASA.

O satélite buscador de exoplanetas TESS da NASA descobriu 21 mundos fora do sistema solar e observou outros eventos de interesse no céu do hemisfério sul durante seu primeiro ano de ciência.

O TESS (Transiting Exoplanet Survey Satellite) concentrou sua atenção no hemisfério norte para completar a expedição de caça de planetas mais completa já feita, de acordo com um relatório da NASA.

O satélite começou a procurar por exoplanetas (ou mundos que orbitam estrelas distantes) no céu do sul em julho de 2018, ao mesmo tempo que recompilava dados sobre supernovas, buracos negros e outros fenômenos em sua linha de visão. Junto com os planetas que o TESS descobriu, a missão identificou mais de 800 exoplanetas candidados à espera de confirmação por telescópios terrestres.

Para procurar exoplanetas, o TESS utilizou quatro câmeras grandes para ver uma seção do céu de 24 por 96 graus durante 27 dias de cada vez. Algumas dessas seções se sobrepõem porque algumas partes do céu são observadas por quase um ano.

O TESS concentra-se em estrelas a menos de 300 anos-luz do nosso sistema solar, observando os trânsitos, que são quedas periódicas no brilho causado por um objeto, como um planeta, que passa em frente da estrela.

Em 18 de julho, a parte sul da pesquisa foi concluída e a nave virou suas câmeras para o norte. Quando completar a seção norte em 2020, o TESS mapeará mais de três quartos do céu.

CONTINUAR LENDO