Pesquisadores estimam o custo mundial de subsidiar os Combustíveis Fósseis

1
369

Ontem foram divulgados os resultados de um ambicioso estudo que tentou estimar o tamanho dos subsídios mundiais aos combustíveis fósseis e qual seria o impacto da remoção desses subsídios.

No estudo, a equipe de economistas estimou que os subsídios mundiais foram por volta de $4,9 trilhões de dólares em 2013, projetado para $5,3 trilhões de dólares em 2015, o equivalente a 6,5% do PIB mundial. A maior parte desses subsídios (46%) deriva da precificação errada do impacto local da poluição, principalmente do carvão.

Os autores estimam que a eliminação desses subsídios em nível mundial reduziria as emissões de gás carbônico em 21%, mortes por poluição do ar cairiam 55%, enquanto aumentariam as receitas mundiais em 4% do PIB mundial. Os ganhos estariam bastante concentrados regionalmente, pois os subsídios aos combustíveis fósseis também são muito concentrados. Em ordem, China, Estados Unidos, Rússia, União Europeia e Índia são os maiores responsáveis por precificar os combustíveis fósseis abaixo do custo ótimo.

De toda forma, o mundo teria muito a ganhar com a eliminação dessa precificação incorreta dos custos dos combustíveis fósseis.

Fonte:

Coady, David, Ian Parry, Louis Sears, and Baoping Shang. 2017. “How Large Are Global Fossil Fuel Subsidies?” World Development 91 (March): 11–27. doi: 10.1016/j.worlddev.2016.10.004

CONTINUAR LENDO

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Pablo Recent comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Pablo
Visitante
Pablo

Acho irônico quando aplicam medidas chamadas de ”ambientais”, que apenas retardam os danos a natureza e não param seus efeitos.