“Planeta de Einstein”: Novo mundo alien é revelado pela relatividade

Publicado na Space

A teoria da relatividade geral de Einstein provou ser mais útil do que já se imaginava, através dela, cientistas descobriram um planeta alienígena em torno de outra estrela.

O “mundo” recém-descoberto – apelidado de “Planeta de Einstein” pelos astrônomos que a descobriram – é o mais recente de mais de 800 planetas conhecidos além do nosso sistema solar, e o primeiro a ser encontrado através deste método.

O planeta conhecido oficialmente como Kepler-76b, é 25% maior que Júpiter e pesa de 2 vezes mais, colocando-o em uma classe conhecida como “Júpiter Quente”. O planeta orbita uma estrela localizada a cerca de 2000 anos-luz da Terra na constelação de Cygnus.

Os pesquisadores aproveitaram efeitos sutis que foram previstos pela teoria da relatividade geral de Einstein para encontrar o planeta.

O primeiro é chamado de efeito “alegre”, e ocorre quando a luz da estrela-mãe ilumina o planeta “rebocador” tornado-o visível da Terra.

Efeitos relativísticos causados pelas partículas de luz, chamadas fótons, torna-se focada na direção do movimento da estrela.

“Esta é a primeira vez que esse aspecto da teoria da relatividade de Einstein foi usado para descobrir um planeta.” – Membro da equipe da pesquisa Tsevi Mazeh, da Universidade de Tel Aviv, em Israel, disse em um comunicado.

CONTINUAR LENDO