Restrição de crescimento intrauterino pode aumentar riscos de cegueira ao nascimento

0
202
Créditos: Memorisz / iStock / Getty Images.

A retinopatia da prematuridade é ​​uma doença caracterizada pelo crescimento anormal dos vasos sanguíneos da retina em recém-nascidos prematuros. Em alguns pacientes, se não for tratada, a retinopatia da prematuridade pode causar deficiência visual e cegueira.

A pesquisa conduzida por cientistas da Universidade da Califórnia, EUA, publicada na Scientific Reports, analisa a hipótese de que a restrição de crescimento intrauterino é um fator de risco para retinopatia da prematuridade.

Trata-se de uma pesquisa de prontuários realizada em uma unidade de terapia intensiva neonatal em Los Angeles, EUA em pacientes triados para retinopatia da prematuridade entre 1º de janeiro de 2011 e 31 de dezembro de 2018.

Todos os recém-nascidos internados na unidade de terapia intensiva neonatal que exigiram exames de triagem para retinopatia da prematuridade foram avaliados. Os critérios de inclusão consideraram: recém-nascidos nascidos com idade gestacional ≤ 30 semanas, massa ao nascer <1500 g ou idade gestacional > 30 semanas, mas com um curso clínico instável.

Os critérios de exclusão consideraram qualquer paciente sem registros pré-natais disponíveis para determinar o status, bebês com restrição de crescimento intrauterino devido a infecções virais congênitas ou anormalidades genéticas, ou dados ausentes nos resultados do exame de retinopatia da prematuridade.

As variáveis analisadas foram o pior estágio da retinopatia da prematuridade, conforme determinado pela oftalmoscopia indireta. Estágio e presença ou ausência de doença foram documentadas também.

Os resultados indicaram associação entre restrição de crescimento intrauterino pré-natal e pior quadro de retinopatia da prematuridade. Não houve relação entre idade gestacional baixa e retinopatia da prematuridade.

É importante destacar que a relação entre idade gestacional e retinopatia da prematuridade não está totalmente esclarecida na literatura. Um dos principais contribuintes para a discrepância entre esses estudos são as definições de variáveis ​​para idade gestacional, que mostraram reduzir significativamente a capacidade de tirar conclusões consistentes sobre os resultados para esse estudo.

Em suma, o artigo levanta um resultado importante, sugerindo que fatores que possam limitar o crescimento intrauterino podem aumentar as chances de cegueira, consequência da gravidade da retinopatia da prematuridade.