Sequenciado o mais antigo DNA de um hominídeo

Publicado na Nature

Nas escavações de um complexo de cavernas, na Serra de Atapuerca, no norte da Espanha, os cientistas desenterraram fósseis de hominídeos que variam a idade entre o Pleistoceno para o Holoceno.

Um desses sítios, o ‘Sima de los Huesos’ (‘poço de ossos’), produziu o maior conjunto mundial de fósseis de hominídeos do Pleistoceno Médio, compostos de pelo menos 28 indivíduos datados de mais de 300.000 anos atrás.

Os restos mortais compartilham uma série de características morfológicas com fósseis classificados como Homo heidelbergensis e também apresentam traços distintos derivados de Neandertais.

A sequência quase completa do genoma mitocondrial de um hominídeo de ‘Sima de los Huesos’, mostra que ele está intimamente relacionado com a linhagem mitocondrial de Denisovans, uma irmã do grupo da Eurásia (Oriental) de Neandertais. Os resultados abrem caminho para a pesquisa de DNA em hominídeos do Pleistoceno Médio.

CONTINUAR LENDO