Sonda da NASA que explora asteroide acidentalmente captura imagem de buraco negro

0
305
Créditos: NASA / Goddard / University of Arizona / MIT / Harvard.

Traduzido por Julio Batista
Original de Victor Tangermann para o Futurism

A sonda OSIRIS-REx da NASA fez uma descoberta inesperada no ano passado, detectando um buraco negro emitindo uma enorme nuvem de raios X a cerca de 30.000 anos-luz de distância.

O buraco negro “dando uma de Robert” na imagem acima foi captado pelo Espectrômetro de Imagem de Raios-X REgolith (REXIS) da sonda, um instrumento construído por pesquisadores do MIT e Harvard para medir raios-X que o asteroide Bennu emite quando atingido pela radiação solar.

Prato da amostra

O OSIRIS-REx é uma missão em andamento de retorno de amostras do Bennu, uma rocha espacial escolhida pelos cientistas pela suspeita de conter moléculas orgânicas e que poderia revelar outros segredos sobre a origem do nosso Sistema Solar. A missão foi lançada em 2016 e alcançou o asteroide em dezembro de 2018.

Mas em novembro passado, o instrumento REXIS teve uma visão incomum.

“Nossas verificações iniciais não mostraram nenhum objeto catalogado anteriormente nessa posição no espaço”, disse Branden Allen, cientista de Harvard que fez a descoberta, em um comunicado.

Explosão de raios-X

Com a ajuda dos dados coletados pelo telescópio MAXI do Japão a bordo da Estação Espacial Internacional uma semana antes, a equipe identificou o ponto brilhante como um evento de raio-X envolvendo um buraco negro – uma explosão repentina de raios-X causada por um buraco negro consumindo matéria.

Segundo a NASA, é a primeira vez que uma explosão de raios X foi detectada no espaço interplanetário.