Titã tem outra característica intrigante em comum com a Terra: seus oceanos mantém o mesmo nível

Créditos: NASA.

Por Carlos Zahumenszky
Publicado no Gizmodo

Titã tem algumas coisas em comum com a Terra. Como o nosso planeta, a lua de Saturno tem uma atmosfera densa. Também tem oceanos líquidos, mesmo que sejam de metano. Dois novos estudos independentes encontraram uma terceira semelhança bastante curiosa: seus oceanos têm um nível global.

Em outras palavras, não há muita diferença no nível dos oceanos e lagos de hidrocarbonetos de Titã em comparação com o Oceano Pacífico e o Oceano Atlântico.

Pode parecer evidente, mas é que grandes massas de líquido em um planeta não precisam preencher os buracos em sua superfície de forma uniforme até estarem no mesmo nível. Para que façam isso, eles precisam, em primeiro lugar, que haja uma gravidade suficiente. A segunda condição é que essas massas de líquido se comuniquem de alguma forma.

Na Terra é óbvio que se comunicam, mas e Titã? É aqui que o assunto fica interessante. O primeiro estudo publicado é precisamente o mapa mais preciso que temos de Titã até o momento, extraído dos dados da sonda Cassini. Ainda existem algumas zonas sombreadas nesse mapa, mas, em geral, podemos garantir que os oceanos de hidrocarbonetos do satélite não são tão vastos como para se comunicar de uma forma visível.

Se eles não se comunicam com a superfície, a conclusão mais lógica é que eles fazem no subsolo, mas isso é apenas uma hipótese. Alex Hayes e sua equipe suspeitam que a crosta de Titã é porosa e conta com numerosos canais subterrâneos de hidrocarbonetos que são responsáveis por manter esse nível global.

Até o momento, isso é apenas uma conjectura, mas é uma que nos dá mais razões do que nunca para enviar uma sonda para examinar sua superfície e coletar mais dados do subsolo. Essa é uma das missões que a NASA está estudando para 2019.

Os estudos podem ser lidos aqui e aqui.

CONTINUAR LENDO
Artigo anteriorInteligência Artificial do Google confunde fotos de gorilas com pessoas
Próximo artigoMatando de fome o câncer hepático
Douglas Rodrigues Aguiar de Oliveira
Sou fundador do Universo Racionalista | Graduando em Tecnologia em Redes de Computadores pela Universidade de Franca | Pós-graduando em Ethical Hacking e Cybersecurity do Centro de Inovação VincIT (UNICIV) pela Faculdade Eficaz | Especializando em Cybersecurity pela Rochester Institute of Technology (edX MicroMasters Programs) | Especialização em Fundamentals of Computing Network Security pela University of Colorado System (Coursera Specialization) | Especialização em Journey of the Universe: A Story for Our Times pela Yale University (Coursera Specialization) | Graduação interrompida em Licenciatura em Filosofia pela Universidade de Franca | Colaborador do Instituto Ética, Racionalidade e Futuro da Humanidade | Colunista da Climatologia Geográfica | Membro da Rede Brasileira de Astrobiologia | Membro do Science Vlogs Brasil | Interesse em Divulgação Científica das ciências fáticas em geral | Interesse em Filosofia da Ciência no problema da demarcação entre Ciência e Pseudociência e da justificação entre Realismo e Antirrealismo | Estudando também o problema entre Tecnologia e Pseudotecnologia na Filosofia da Tecnologia | Interesse em Segurança Defensiva e Segurança Ofensiva em sites, servidores e redes de computadores | Endereço do Currículo Lattes e do LinkedIn.