Tratamento com Realidade Virtual ajuda pessoas a superarem medo de altura

0
596
Créditos: Victor Tangermann.

Por Kristin Houser
Publicado na Futurism

Superando a acrofobia

Você tem medo de altura? Você não está sozinho. De fato, a acrofobia é um dos medos mais comuns do mundo. Agora, uma equipe de pesquisadores da Europa descobriu uma nova maneira de superar esse medo, sem precisar subir em nenhum penhasco ou até mesmo falar com um terapeuta.

Os pesquisadores recrutaram 100 voluntários para o seu estudo, todos clinicamente diagnosticados com medo de altura, mas que não estavam recebendo tratamento para sua fobia. Os pesquisadores então dividiram os voluntários em dois grupos. 51 voluntários serviram de controle, sem passar por nenhum tratamento, e 49 tiveram a oportunidade de passar por um tratamento de duas semanas com realidade virtual (VR) (47 concordaram, e 44 completaram o programa). Os pesquisadores publicaram os resultados do seu estudo clínico no periódico The Lancet Psychiatry na quarta-feira.

Um treinador virtual

Ao longo do programa de tratamento em VR, os voluntários usaram um headset VR para conversarem com um “treinador virtual” por seis sessões, cada um com exatamente trinta minutos. Esse treinador virtual perguntava questões sobre o medo de altura dos participantes e lhes contava fatos a respeito da fobia. Em seguida, o treinador guiava os voluntários através de uma série de cenários virtuais para ajudá-los a encararem seu medo. Essas atividades variavam de arremessar bolas acima de uma elevação até resgatar um gato em uma árvore. Ao fim de cada sessão, o treinador virtual perguntava a cada voluntário como eles se sentiram. O treinador também encorajava os voluntários a encararem alturas na vida real entre as sessões.

Todos os participantes do estudo preencheram um questionário sobre a severidade do seu medo de altura no começo dos testes, ao final do programa de tratamento com VR, e duas semanas depois do fim do programa. Ao final do estudo, 34 dos 49 voluntários no grupo de tratamento reportaram um medo de altura menor do que o que os pesquisadores exigiram deles para ingressarem no estudo. Participantes do grupo controle demonstraram um medo similar ao do reportado no início do estudo.

O futuro da saúde mental

Há outros exemplos que mostram que VR pode ajudar pessoas com problemas de saúde mental. Porém, esse é o primeiro estudo que mostra que um tratamento com VR pode produzir os resultados desejados sem a ajuda de um terapeuta humano profissional treinado (e provavelmente caro). Como o autor principal do estudo, Daniel Freeman, realçou em uma coletiva de imprensa, isso pode aumentar o número de pessoas que recebem o tratamento psicológico de que precisam, e não apenas para enfrentar o medo de altura – os pesquisadores pretendem ver se a sua abordagem automatizada, baseada em VR, pode funcionar para outras desordens.

CONTINUAR LENDO