Astrônomos encontram o lugar perfeito para construir uma base na Lua

Imagem da entrada da caverna recém-descoberta. Créditos: Arizona State University/NASA/Goddard.

Por Carlos Zahumenszky
Publicado no Gizmodo

Desde que pisamos na Lua, o ser humano tem sonhado com a ideia de estabelecer uma colônia em nosso satélite. Hoje, finalmente, uma equipe de cientistas encontrou um lugar perfeito para começar a construí-la. Surpreendentemente, não é uma planície, mas uma caverna de origem vulcânica.

A ideia de construir uma base dentro de uma caverna parece ter o desejo de complicar a vida, mas, na realidade, isso nos facilita muito. A Lua não tem atmosfera ou magnetosfera próprias e os níveis de radiação que recebe do Sol são elevadas. Além disso, sua superfície sofre um bombardeio constante de pequenos meteoritos que podem causar danos muito sérios a qualquer estrutura que construamos na superfície.

A caverna está nas colinas de Marius, no Oceanus Procellarum. Créditos: NASA/Luner Orbiter 2.

Nossa melhor opção é construir no subsolo, mas para isso precisamos encontrar uma estrutura natural estável para começar. O passado vulcânico da Lua nos faz suspeitar que nosso satélite natural possui esse tipo de estrutura, mas, até agora, não foi encontrada nenhuma prova de sua existência.

Uma equipe de pesquisadores da NASA e JAXA (a agência espacial japonesa) vem examinando a superfície lunar há meses com ajuda da sonda geológica SELENE. Especificamente, eles têm estudado os ecos que emitem os buracos no solo lunar quando a nave os bombardeia com sinais de radar. Então, eles comparam esses ecos com os dados gravitacionais da sonda GRAIL, que serve para localizar zonas com menor densidade da Lua.

Tamanho da caverna, segundo os dados da SELENE e GRAIL. Créditos: David Blair/Purdue University.

A equipe fez uma passagem completa pelas colinas de Marius Hills, na região de Oceanus Procellarum. Um dos poços naturais dessa zona revelou uma caverna natural formada por um antigo túnel de lava, que é simplesmente enorme. A estrutura tem vários quilômetros de largura e, ao menos, um quilômetro de altura. Há espaço para construir uma cidade inteira no interior. Claro que, antes de tudo, é necessário enviar robôs e explorar melhor a cavidade, mas, de repente, a ideia de construir uma base na Lua virou um pouco mais viável.

CONTINUAR LENDO
Artigo anteriorRelâmpagos causam reações nucleares no céu
Próximo artigoRelevo do meio-irmão de Alexandre, o Grande é descoberto em templo egípcio
Douglas Rodrigues Aguiar de Oliveira
Sou fundador do Universo Racionalista | Graduando em Tecnologia em Redes de Computadores pela Universidade de Franca | Pós-graduando em Ethical Hacking e Cybersecurity do Centro de Inovação VincIT (UNICIV) pela Faculdade Eficaz | Especializando em Cybersecurity pela Rochester Institute of Technology (edX MicroMasters Programs) | Especialização em Fundamentals of Computing Network Security pela University of Colorado System (Coursera Specialization) | Especialização em Journey of the Universe: A Story for Our Times pela Yale University (Coursera Specialization) | Graduação interrompida em Licenciatura em Filosofia pela Universidade de Franca | Colaborador do Instituto Ética, Racionalidade e Futuro da Humanidade | Colunista da Climatologia Geográfica | Membro da Rede Brasileira de Astrobiologia | Membro do Science Vlogs Brasil | Interesse em Divulgação Científica das ciências fáticas em geral | Interesse em Filosofia da Ciência no problema da demarcação entre Ciência e Pseudociência e da justificação entre Realismo e Antirrealismo | Estudando também o problema entre Tecnologia e Pseudotecnologia na Filosofia da Tecnologia | Interesse em Segurança Defensiva e Segurança Ofensiva em sites, servidores e redes de computadores | Endereço do Currículo Lattes e do LinkedIn.