O aumento da temperatura global forçaria os aviões a transportarem menos passageiros

0
1118
(Fonte: PHOTOBANK GALLERY/SHUTTERSTOCK)
Temperaturas elevadas significam que mais aviões terão de descartar peso para decolar, sugerem estudos. (Fonte: PHOTOBANK GALLERY/SHUTTERSTOCK)

Por Maria Temming
Publicado na Science News

Como se já não passássemos sufoco com viagens aéreas, novas pesquisas sugerem que o aquecimento global forçará os aviões a transportarem menos passageiros para decolar. Enquanto um pouco mais de espaço para as pernas soa bem para nós, isso poderia tornar o voo mais caro.

Os pesquisadores examinaram o impacto do aumento das temperaturas em cinco tipos de aviões comerciais que saem de 19 dos aeroportos mais movimentados do mundo. Nas próximas décadas, eles descobriram que 10 a 30 por cento dos voos que decolam durante as horas mais quentes do dia podem enfrentar restrições de peso.

Isso ocorre porque partículas mais quentes de ar estão mais espalhadas, então elas acabando gerando menos elevação sob as asas do avião quando ele acelera na pista. Como resultado, o avião teria que ficar mais leve para decolar. Em alguns casos, um avião típico de 160 lugares teria que descartar 4% do peso – cerca de uma dúzia de passageiros, como calcularam os pesquisadores.

Este estudo, publicado na internet no dia 13 de julho na revista Climatic Change, expande o trabalho dos pesquisadores de 2015 sobre o impacto do aquecimento em quatro aeroportos dos EUA.

CONTINUAR LENDO