Cartunistas da Charlie Hebdo publicaram piada racista com ministra francesa?

12
7034

A notícia sobre o trágico atentado na França tem tomado conta dos meios de comunicação. O que reacendeu as discussões sobre a liberdade de expressão. Muitos declararam apoio a revista. Outros, apesar de lamentarem o ataque, optaram por não darem seu apoio, “Je ne suis pas Charlie” (Eu não sou Charlie). Esse tipo de discussão é totalmente válida, desde de que se faça baseada na verdade, o que parece ser um problema na internet. Sempre que algum acontecimento ganha destaque na mídia não demora até que falsas notícias comecem a circular nas redes sociais. E nesse caso não poderia ser diferente.

A imagem abaixo, que retrata a ministra da justiça Christiane Taubira com uma macaca, tem circulado bastante pelo facebook e alguns blogs, acompanhada de textos referentes ao não-apoio a revista devido ao seu conteúdo racista. Porém, a história não é bem assim, alguns detalhes importantes foram omitidos nesse caso.

A história tem início com uma publicação da revista Minute de 13 de novembro de 2013, que traz em sua capa a seguinte chamada “Maligne comme un singe, Taubira retrouve la banane”, algo como “Maliciosa como um macaco, Taubira encontra a banana”.

minute-une

A Minute é uma revista de extrema-direita apoiada pelo partido Front National, também de extrema-direita. Taubira já havia sido alvo de ofensas dos conservadores por conta do seu apoio ao casamento gay. Uma candidata do Front National, Anne Sophie Leclère, chegou a postar em seu facebook uma imagem comparando a ministra a uma macaco.

france-facebook-insult-monkey

A revista foi condenada a pagar uma multa e a candidata Anne a 9 meses de prisão. Ok, mas o que isso tem a ver com o Charlie? Voltando a imagem abaixo a charge realmente pertence a revista Charlie Hebdo, pode ser vista a assinatura do cartunista Charb na imagem. Porém a imagem está cortada, confira a imagem original abaixo:

charge 1

A charge apresenta os dizeres: “Rasseblement bleu racist”. Que faz menção a uma coalização política de direita, da qual o Front Nationfaz parte, a Rassemblement bleu Marine. A charge é uma sátira as declarações racistas da revista Minute e ao Front National. Hélène Valletta da revista Minute chegou a lançar uma provocação após as acusações de racismo dizendo que poderiam levar isso como uma sátira, já que ninguém se sente ofendido com o Charlie Hebdo.

Em resposta Charb publicou uma nota na página da Charlie Hebdo dizendo: “Minute n’est pas Charlie Hebdo. Le racisme n’est pas de l’humour” (Minute não é Charlie Hebdo. O racismo não é uma piada.) E declarou total apoio a ministra Taubira, vítima de racismo.

A declaração completa de Charb pode ser lida aqui, já que o site oficial está fora do ar: http://web.archive.org/web/20131121224851/http://www.charliehebdo.fr/news/minute-1046.html

Além do mais a ministra também declarou todo seu apoio e lamentou o atentado a sede da revista Charlie Hebdo. A discussão sobre o conteúdo da revista CH e sua forma de criticar o racismo da revista Minute devem seguir, ninguém deve estar livre de uma análise crítica, porém incentivamos que sejam feitas baseadas em dados verdadeiros.

_________________________________________________________________________

Notícia sobre a capa da Minute e a acusação de racismo: http://noticias.terra.com.br/mundo/europa/revista-francesa-e-condenada-por-comparar-ministra-a-macaco,93589048aa169410VgnCLD200000b1bf46d0RCRD.html

http://www.portugues.rfi.fr/franca/20131113-tribunal-de-paris-vai-investigar-revista-por-capa-racista-com-ministra-da-justica

Prisão da candidata do Front National:

http://rt.com/news/173160-france-facebook-insult-monkey/

Declaração de Charb sobre caso da revista Minute: http://web.archive.org/web/20131121224851/http://www.charliehebdo.fr/news/minute-1046.html

Sobre o Rassemblement Bleu Marine: //en.wikipedia.org/wiki/Rassemblement_bleu_Marine

CONTINUAR LENDO