Cientista encontrou a prova de que Deus existe?

A comunidade teísta festejou ao ler em blogs e portais – em especial, àqueles que promovem a religião e a pseudociência – que um cientista, especializado em mecânica quântica, comprovou a existência de Deus.

No entanto, existem três problemas com a notícia em questão: o primeiro é que não existe nenhum estudo científico, revisado por pares, que apresente evidências para a existência de Deus; o segundo problema é a fonte utilizada, que é uma entrevista e não um estudo, publicada na Scientific American, com o físico Michio Kaku; o terceiro problema é o fato de que o cientista, agora aposentado, não faz nenhuma afirmação sobre a existência de Deus.

O que Michio Kaku afirma em sua entrevista, que não tem relação alguma com a existência de Deus, é uma hipótese, que não é bem defendida pela comunidade científica, que assume a existência de um quantum foam (ou espuma quântica) com wormholes (buracos de minhoca) que poderiam estar conectados com o passado.

Hipótese

Na primeira parte da entrevista, temos a seguinte afirmação:

“We would get the wormhole by grabbing it from the vacuum, because they’re everywhere. We think that at very small distances, 10-³³ centimeters, spacetime becomes foamy. The dominant structures at those quantum distances are probably wormholes, little bubbles, universes that pop into existence and then pop right back out of existence.”

Entretanto, como afirma o físico Daniel Vieira Lopes, que é Ph.D. em Teoria de Cordas:

“Esse ‘foam’ do espaço-tempo, não é todo mundo que considera isso. E mesmo assim, é algo que só se comenta, não dá nem para fazer contas com isso direito. A única abordagem matemática razoavelmente consistente (isto é, que dá para fazer alguma coisa) que eu conheço é Loop Quantum Gravity. O grande problema da entrevista inteira é ele assumir que existe esse Quantum Foam com wormholes e ainda fala como se fosse consenso: “we think”. Não, ele e outros poucos “think” isso. Só especificando: Loop Quantum Gravity tem um “foam” (que, se não me engano, é um “spin foam”), mas acho que eles passam longe de achar que existem wormholes que se conectam ao passado, ou qualquer coisa assim, ou seja, é só um número muito pequeno mesmo de físicos que leva a sério esse tipo de hipótese. Eu chutaria que o número dê para contar nos dedos da mão.”

CONTINUAR LENDO
Artigo anteriorA Série Sagan – The Sagan Series
Próximo artigoSuspeita de sabotagem francesa em Alcântara é comprovada por documentos
Douglas Rodrigues Aguiar de Oliveira
Sou fundador da Universo Racionalista | Graduando em Tecnologia em Redes de Computadores pela Universidade de Franca | Especialista em Fundamentals of Computing Network Security ( • Design and Analyze Secure Networked Systems • Basic Cryptography and Programming with Crypto API • Hacking and Patching • Secure Networked System with Firewall and IDS ) pela University of Colorado | Especialização em andamento em Cybersecurity ( • Computer Forensics • Network Security • Cybersecurity Fundamentals • Cybersecurity Risk Management • Cybersecurity Capstone ) pela Rochester Institute of Technology | Certificação em Information Security Specialist ( • InfoSec Foundation • Ethical Hacking Essentials • Computer Forensics Foundation ) pela ITCERTS | Certificação em Information Security Analyst ( • Information Security Policy Foundation • Vulnerability Management Foundation ) pela ITCERTS | Cursei integralmente as disciplinas teóricas em Licenciatura em Filosofia pela Universidade de Franca, mas não realizei o estágio supervisionado para a obtenção do diploma de Ensino Superior | Especialista em Journey of the Universe: A Story for Our Times pela Yale University | Colaborador do Instituto Ética, Racionalidade e Futuro da Humanidade | Colunista da Climatologia Geográfica | Membro da Rede Brasileira de Astrobiologia | Abaixo, segue o endereço do currículo na plataforma Lattes e LinkedIn.