Cientistas enviam a voz de Stephen Hawking para o buraco negro mais próximo

Créditos: Shutterstock.

As cinzas de Stephen Hawking foram enterradas no dia 15 de junho na Abadia de Westminster. O ato coincidiu com o envio da voz do cosmólogo ao buraco negro mais próximo da Terra.

Como homenagem pessoal, o compositor grego Vangelis criou uma parte original da música com a voz do professor Hawking para a cerimônia, que foi enviada ao espaço pela estação terrestre da ESA em Cebreros.

Hawking, que foi um dos pioneiros em estudos teóricos de buracos negros, morreu em 14 de março de 2018 aos 76 anos de idade. Cabe destacar que ele previu que buracos negros emitiriam um brilho muito tênue, frequentemente chamado de ‘radiação Hawking’; além de propor uma teoria cosmológica explicada pela união da teoria da relatividade geral e da mecânica quântica.

A filha do professor Hawking, Lucy, disse: “Na época em que nosso pai foi enterrado, a composição de Vangelis com a voz de nosso pai foi transmitida ao Espaço. Isso é um gesto belo e simbólico que cria um elo entre a presença de nosso pai nesse planeta, seu desejo de ir ao Espaço e suas explorações do Universo em sua mente“.

A estação de Cebreros, localizada a 77 quilômetros a oeste de Madrid, faz parte da rede ESTRACK da ESA e alberga uma antena de 35 metros que oferece suporte as missões espaciais da ESA, incluindo a Mars Express e a Gaia. A transmissão começou às 13.42 CEST e o sinal foi transmitido ao buraco negro mais próximo da Terra, 1A 0620-00, alojado em um sistema binário com uma estrela anã laranja, relata a ESA.

“É fascinante e, ao mesmo tempo, passo a imaginar que a voz de Stephen Hawking junto com a música de Vangelis chegará ao buraco negro em cerca de 3.500 anos, onde se congelará no horizonte de eventos“, disse o professor Günther Hasinger, diretor de ciência da ESA.

Desde agora, as cinzas de Hawking repousam em Londres, na Abadia de Westminster, ao lado de cientistas britânicos famosos de outros tempos, como Charles Darwin e Isaac Newton.

CONTINUAR LENDO