Com maior alta diária de casos, Brasil tem 10.278 infecções e 431 mortes pelo novo coronavírus

São 1.222 novas confirmações em 24 horas. Taxa de letalidade é de 4,2%, uma média que vem se mantendo nos últimos dias.

0
227
Créditos: Frank Pfeiffer / Pixabay.

Publicado no El País

Com 1.222 novos casos de coronavírus notificados nas últimas 24 horas, Brasil tem 431 mortes pela COVID-19 e já soma 10.278 pessoas infectadas. Este é o maior aumento diário até agora, mas o país se mantém no aumento em torno de mil casos diários dos últimos cinco dias.

A taxa de letalidade segue de 4,2%, segundo o Ministério da Saúde, que neste sábado divulgou um documento no qual expressa o “alto risco” do Brasil na crise do coronavírus. A pasta diz que quatro Estados (São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará e Amazonas), além do Distrito Federal, podem estar entrando na fase mais crítica da epidemia, quando há transmissão descontrolada da doença.

Enquanto isso, o número de mortes diárias causadas pelo novo coronavírus arrefeceu nos epicentros europeus da doença neste sábado. A Itália registrou 681 mortos nas últimas 24 horas, o menor número em nove dias, e a Espanha computou 809 óbitos, menos do que o registrado na sexta (932). Apesar da tendência de desaceleração de casos, o Governo espanhol decidiu ampliar em 15 dias o chamado “estado de alarme”, que permite limitar temporariamente a circulação de pessoas. “Vamos vencer o vírus, sem dúvida. O isolamento funciona”, afirmou o presidente do Governo, Pedro Sánchez, em uma coletiva de imprensa. “É evidente que a economia espanhola terá que se endividar, que teremos que pegar recursos das próximas gerações para enfrentar a pandemia”, lamentou.

CONTINUAR LENDO