“Cosmos: Uma Viagem Pessoal” (1980): todos os episódios ranqueados, segundo as notas do IMDb

0
237

Por vários editores
Publicado no Episode Ninja

O Cosmos é tudo o que existe, existiu ou existirá.” — Carl sagan

13. “A Harmonia dos Mundos”

Lançamento: 12 de outubro de 1980. Número do episódio: 03. Nota no IMDb: 8,8.

Este episódio é uma recriação histórica da vida de Johannes Kepler, o último astrólogo científico, o primeiro astrônomo moderno e o autor do primeiro romance de ficção científica. Kepler forneceu a visão de como a Lua e os planetas se movem em suas órbitas e, finalmente, como viajar para eles. É também uma história sobre o processo científico de descoberta e como a busca pela verdade nunca é fácil, mas sempre vale a pena.

12. “A Espinha Dorsal Da Noite

Lançamento: 09 de novembro de 1980. Número do episódio: 07. Nota no IMDb: 8,8.

Os humanos pensavam que as estrelas eram fogueiras no céu e a Via Láctea “a espinha dorsal da noite”. Neste segmento fascinante, o Dr. Sagan nos leva de volta à Grécia antiga, quando a pergunta básica “o que são as estrelas?” foi perguntada pela primeira vez. Ele visita a escola primária de Brooklyn de sua infância, onde essa mesma pergunta ainda está na mente dos alunos.

11. “Histórias de Viajantes

Lançamento: 02 de novembro de 1980. Número do episódio: 06. Nota no IMDb: 8,8.

O Dr. Sagan compara a alegria dos exploradores holandeses do século XVII que se aventuraram em navios à vela no meio do planeta em sua busca por riqueza e conhecimento, com uma visão interna da emoção das expedições da Voyager a Júpiter e Saturno. Os tesouros recém-adquiridos da nossa atual era dourada de exploração são o foco deste episódio.

10. “A Persistência da Memória

Lançamento: 07 de dezembro de 1980. Número do episódio: 11. Nota no IMDb: 8,8.

O cérebro é o foco dessa parte fascinante de nossa jornada, à medida que o Dr. Sagan examina outra das criaturas inteligentes com quem compartilhamos o planeta Terra – as baleias. Depois, percorremos o labirinto do cérebro humano para testemunhar a arquitetura do pensamento. Vemos como genes, cérebros e livros armazenam as informações necessárias para a sobrevivência humana.

9. “Blues por um Planeta Vermelho

Lançamento: 26 de outubro de 1980. Número do episódio: 05. Nota no IMDb: 8,9.

Existe vida em Marte? Dr. Sagan leva os espectadores a um passeio pelo planeta vermelho primeiro através dos olhos de autores de ficção científica e depois através dos olhos de duas naves espaciais Viking que enviaram milhares de fotos da deslumbrante paisagem marciana de volta à Terra desde 1976. Embora baseado nas missões mais antigas de Marte, a análise de Sagan ainda é verdadeira.

8. “Enciclopédia Galáctica

Lançamento: 14 de dezembro de 1980. Número do episódio: 12. Nota no IMDb: 8,9.

Existem inteligências alienígenas? Como poderíamos nos comunicar com elas? E quanto aos OVNIs? As respostas a essas perguntas nos levam ao Egito para decodificar hieróglifos antigos, ao maior radiotelescópio da Terra e, na Nave Espacial da Imaginação, para visitar outras civilizações no espaço. O Dr. Sagan responde a perguntas como: “Qual é o tempo de vida de uma civilização planetária?” e “Vamos um dia nos conectar com uma rede de civilizações na galáxia da Via Láctea?”.

7. “Céu e Inferno

Lançamento: 19 de outubro de 1980. Número do episódio: 04. Nota no IMDb: 8,9.

Uma descida através da atmosfera infernal de Vênus para explorar sua superfície irregular serve como um aviso ao mundo sobre as possíveis consequências do crescente efeito estufa. Então, o Dr. Sagan nos leva a um passeio pelo nosso sistema solar para ver como outros corpos celestes sofreram várias catástrofes cósmicas.

6. “Uma Voz na Sinfonia Cósmica”

Lançamento: 05 de outubro de 1980. Número do episódio: 02. Nota no IMDb: 9,0.

O calendário cósmico do Dr. Sagan torna a história do Universo compreensível e enquadra a origem da Terra e a evolução da vida. Vemos o processo evolutivo se desenrolar, dos micróbios aos humanos. Nossa compreensão de como a vida se desenvolveu na Terra nos permite aventurar-se em outros mundos para especulações imaginativas sobre que formas a vida pode ter em outro lugar.

5. “Os Limites do Oceano Cósmico”

Lançamento: 28 de setembro de 1980. Número do episódio: 01. Nota no IMDb: 9,0.

No início desta jornada cósmica através do espaço e do tempo, o Dr. Carl Sagan nos leva à borda do Universo a bordo de uma nave espacial da imaginação. Através de belos efeitos especiais, testemunhamos quasares, galáxias explosivas, aglomerados de estrelas, supernovas e pulsares. Voltando ao nosso sistema solar, entramos na recriação da Biblioteca de Alexandria, a sede da aprendizagem na Terra há 2.000 anos.

4. “O Limiar da Eternidade”

Lançamento: 30 de novembro de 1980. Número do episódio: 10. Nota no IMDb: 9,0.

O Dr. Sagan nos leva a algumas viagens impressionantes – a uma época em que as galáxias estavam começando a se formar, à Índia para explorar os ciclos infinitos da cosmologia hindu e para mostrar como os humanos do século XX descobriram o Universo em expansão e sua origem no Big Bang. Ele desaparece em um buraco negro e reaparece no Novo México para nos mostrar uma série de 17 telescópios sondando as mais distantes áreas do espaço.

3. “A Vida das Estrelas”

Lançamento: 23 de novembro de 1980. Número do episódio: 09. Nota no IMDb: 9,0.

Usando animação por computador e uma arte astronômica incrível, o Dr. Sagan mostra como as estrelas nascem, vivem, morrem e às vezes colapsam para formar estrelas de nêutrons ou buracos negros. Em seguida, viajamos para o futuro para testemunhar “o último dia perfeito na Terra”, daqui a 5 bilhões de anos, um dia antes do Sol engolir nosso planeta nos fogos de sua agonia.

2. “Quem Fala pela Terra?”

Lançamento: 21 de dezembro de 1980. Número do episódio: 13. Nota no IMDb: 9,0.

Através do uso de efeitos especiais, refazemos a jornada de mais de 13 bilhões de anos desde o Big Bang até o presente. Também ouvimos a trágica história do martírio de Hipátia, a mulher cientista da antiga Alexandria. Este é o famoso episódio da guerra nuclear no qual o Dr. Sagan argumenta que nossa obrigação pela sobrevivência é devida não apenas a nós mesmos, mas também ao Cosmos, antigo e vasto, do qual nascemos.

1. “Viagens no Espaço e no Tempo”

Lançamento: 16 de novembro de 1980. Número do episódio: 08. Nota no IMDb: 9,2.

Uma viagem para ver como os padrões estelares mudam ao longo de milhões de anos é seguida por uma jornada para os planetas de outras estrelas e um olhar para a possibilidade de viajar no tempo. Isso nos leva à Itália, onde um jovem Albert Einstein se perguntava como seria montar num feixe de luz.

CONTINUAR LENDO