Esta incrível foto do rosto de uma formiga é como algo saído de um pesadelo

0
118
(Créditos: Eugenijus Kavaliauskas)

Traduzido por Julio Batista
Original de David Nield para o ScienceAlert

Você provavelmente nunca viu uma formiga assim antes: em um ultra-closeup, o fotógrafo lituano Eugenijus Kavaliauskas tirou uma foto do rosto de uma formiga que parece uma imagem de algum épico de fantasia como O Senhor dos Anéis.

A imagem foi homenageada como uma ‘Imagem de Excelência‘ no Concurso de Fotomicrografia do Pequeno Mundo de 2022, organizado pela Nikon, e é fácil entender o porquê. O registro também tem atraído muita atenção e elogios no Reddit.

A foto é um close das mandíbulas e antenas de Camponotus – uma formiga comum conhecida como formiga-de-cupim, tacuá, taracuá, tracuá ou sarassará. Elas fazem seus ninhos dentro da madeira, principalmente em ambientes florestais, e se alimentam de partes de insetos mortos, néctar e melada liberada pelos pulgões.

(Créditos: Eugenijus Kavaliauskas)

Há algum corte inteligente na edição da imagem. De acordo com o Washington Post, as partes do rosto da formiga que parecem olhos vermelhos brilhantes são de fato as bases de suas antenas, enquanto o que parecem ser dentes amarelos são cerdas muito pequenas que as formigas usam para sentir o ambiente ao redor.

A foto foi tirada através de um microscópio com ampliação de 5x, com uma técnica de luz refletida usada para realmente realçar os detalhes do rosto da formiga.

Como Kavaliauskas disse ao Washington Post, depois de tentar fotografar aves de rapina, ele agora concentra sua atenção nos insetos. Você pode ver muitos outros exemplos fascinantes de seu talento e atenção aos detalhes em sua página no Instagram.

“Estou sempre procurando detalhes, sombras e cantos invisíveis”, disse Kavaliauskas ao Insider.

“O principal objetivo da fotografia é ser um descobridor. Sou fascinado pelas obras-primas do Criador e pela oportunidade de ver os desígnios de Deus.”

Outras 56 fotos também foram rotuladas como Imagens de Excelência pelos juízes da competição, e todas merecem uma olhada – temos imagens macro de embriões de camundongos, escamas de borboletas, ossos de dinossauros e muito mais.

O vencedor geral do concurso mostrou a mão embrionária de uma lagartixa-gigante-de-Madagascar (Phelsuma grandis), capturada por Grigorii Timin e Michel Milinkovitch da Universidade de Genebra, na Suíça.

“A cada ano, o Pequeno Mundo da Nikon recebe uma série de imagens microscópicas que exibem técnica e arte científica exemplares”, disse Eric Flem, gerente de comunicações e CRM da Nikon Instruments.

“Esse ano não foi exceção.”

Se você acha que pode ter uma chance tão boa quanto esta – ou pelo menos gostaria de tentar -, já pode começar a enviar inscrições para a competição Pequeno Mundo de 2023.