Este exoplaneta chuvoso pode estar condicionado para a vida

0
169
Crédito: Amanda Smith.

Traduzido por Julio Batista
De Daniel Clery, da Science

Um exoplaneta próximo com nuvens de chuva em sua atmosfera pode ter condições habitáveis ​​em sua superfície, relataram uma equipe de pesquisadores na última semana. O planeta, apelidado de K2-18b, está a 124 anos-luz de distância e tem 2,6 vezes o raio da Terra. No ano passado, os astrônomos detectaram nuvens de água líquida na atmosfera rica em hidrogênio do planeta, as primeiras do tipo em um planeta tão pequeno.

O K2-18b, com tamanho que está entre o do planeta Terra e o de Netuno, está na zona habitável de sua estrela, de modo que a água líquida em sua superfície é possível de se formar. Porém, ninguém sabe como é a sua superfície. Os pesquisadores não podem dizer com certeza se possui um exterior rochoso e uma atmosfera fina, como a Terra, ou uma atmosfera densa de hidrogênio acima de um “oceano” com água/amônia, mantidos sob grande pressão, com um núcleo metálico, como Netuno – condições estas que não são nada amigáveis ​​à vida.

Recentemente, porém, uma equipe de pesquisadores no Reino Unido descreveu no The Astrophysical Journal Letters como eles calcularam uma gama de possíveis atmosferas para o planeta, com base em sua massa, tamanho e espectros de luz previamente medidos da estrela do K2-18b que atravessam a atmosfera do planeta. (As moléculas na atmosfera do planeta absorvem certas frequências de luz; portanto, se a luz das estrelas passa por ela a caminho da Terra, o espectro da luz pode revelar essas moléculas.) Eles usaram essas possibilidades para limitar quais condições poderiam existir no interior do planeta. A conclusão deles: o interior do K2-18b pode ser qualquer coisa: ou uma bola de ferro quase pura com uma pesada atmosfera de hidrogênio, ou algo mais parecido com Netuno, ou um mundo aquático com uma atmosfera mais leve e condições oceânicas semelhantes à Terra (concepção artística acima).

Os pesquisadores concluem que, se um planeta tão grande ainda puder ser habitável, os que buscam vida além do nosso sistema solar podem querer olhar além dos suspeitos que tem o mesmo tamanho da Terra – ou seja, em mundos muito maiores que a nossa pequena rocha.

CONTINUAR LENDO