Este malware faz com que caixas eletrônicos cuspam todo dinheiro

Crédito: Motherboard.

Por Dan Robitzski
Publicado no Futurism

Muito dinheiro

Os jackpotting, que são ataques hackers que fazem caixas eletrônicos vomitarem dinheiro, estão se tornando cada vez mais comuns em todo o mundo.

Hackers equipados com softwares vendidos no mercado negro estão mirando em caixas eletrônicos vulneráveis e fugindo com milhões de dólares ao longo de uma série de ataques, de acordo com uma investigação colaborativa da Motherboard e da redação alemã Bayerischer Rundfunk. Embora as agências policiais mantenham silêncio sobre os ataques, é um sinal de que os bancos podem ser surpreendentemente vulneráveis ao cibercrime.

Tendência crescente

Os relatórios anteriores afirmaram que os ataques jackpotting haviam diminuído desde alguns ataques de alto nível ocorridos em 2017, na Alemanha, mas a nova investigação revela que o oposto é verdadeiro.

“Globalmente, nossa pesquisa de 2019 indica que os ataques jackpotting estão aumentando”, disse David Tente, da ATM Industry Association, à Motherboard.

Outras fontes, concedidas em anonimato pela Motherboard, descreveram a mesma tendência: “Existem ataques acontecendo, mas, na maioria das vezes, não são divulgados”, disse uma delas.

Ligar e usar

Os ataques alemães e outros em toda a Europa parecem ser realizados com um programa russo chamado Cutlet Maker, que, de acordo com os relatórios da Motherboard, podem ser comparados por mil dólares. Nos EUA, um programa chamado Ploutus.D é o mais popular.

Ambos os programas podem ser instalados nos caixas eletrônicos por meio de um USB ou outro ponto de acesso físico – embora os hackers geralmente precisem invadir o hardware do caixa eletrônico para acessá-lo.

“Os bandidos estão vendendo esses programas [malwares] para qualquer pessoa”, disse David Sacho, especialista em jackpotting da empresa de segurança cibernética Trend Micro, à Motherboard. “Potencialmente, isso pode afetar qualquer país do mundo”.

CONTINUAR LENDO