Google e NASA se unem para criar Computador Quântico

Por Jeanna Bryner
Publicado na Live Science

Um computador quântico pode resolver problemas milhares de vezes mais rápido do que os computadores tradicionais, atraindo a atenção de algumas das maiores e mais poderosas instituições do mundo.

A gigante Google anunciou uma parceria com a NASA para criar o Quantum Artificial Intelligence Lab (Laboratório de Inteligência Quântica Artificial), a ser instalado ainda este ano no Vale do Silício, na Califórnia.

As duas empresas esperam que o novo computador quântico esteja pronto até o final do ano, com uma capacidade de até 3.600 vezes maior do que os melhores supercomputadores atuais.

O segredo do enorme poder de processamento de um computador quântico está no fato que, diferentemente dos computadores convencionais (que trabalham com bits 0 e 1), ele pode trabalhar com bits quânticos (ou qubits), que se aproveitam das bizarras leis da mecânica quântica para estar em dois estados ao mesmo tempo (0 e 1).

A mecânica quântica descreve o caótico funcionamento do mundo microscópico onde uma partícula pode existir em dois lugares diferentes ao mesmo tempo ou girar em direções opostas simultaneamente.

A Google está interessada em utilizar computadores quânticos para resolver problemas que envolvem a aprendizagem de máquina, no qual os computadores analisam padrões de informação para fazer previsões precisas de resultados em sistemas altamente complexos, como os modelos climáticos globais.

“Nós acreditamos que a computação quântica pode ajudar a resolver alguns dos problemas mais desafiadores da ciência, principalmente em aprendizado de máquina. Aprendizagem de máquina diz respeito à construção de melhores modelos do mundo a fim de fazer previsões mais precisas”, informou o Google em seu blog. “Se queremos curar doenças, precisamos de melhores modelos de como elas se desenvolvem. Se queremos criar políticas ambientais eficazes, precisamos de modelos melhores do que está acontecendo com o nosso clima. E se queremos construir uma ferramenta de busca mais útil, nós precisamos entender melhor as questões e o que está na web para obter a melhor resposta.”

CONTINUAR LENDO
Compartilhar
Artigo anteriorSol Azul em Erupção
Próximo artigoInvenção de uma garota de 18 anos poderá recarregar celulares em segundos
Graduando em Filosofia (2014) pela Universidade de Franca (UNIFRAN); estágio de iniciação científica em Microbiologia com enfoque em Astrobiologia (2016) pelo Instituto de Química da Universidade de São Paulo (USP); estudante da disciplina de Filosofia da Mecânica Quântica de pós-graduação (2016) pela Universidade de São Paulo (USP); experiência na área de Divulgação Científica com enfoque em Ciências Planetárias (Astronomia e Astrobiologia) e Ciências Cognitivas (Neurociência e Psicologia); fundador da Organização Universo Racionalista (UR); colaborador do Instituto Ética, Racionalidade e Futuro da Humanidade (IERFH); membro-estudante da Rede Brasileira de Astrobiologia (RBA). Tem interesse nas áreas de Astronomia, Astrobiologia, Biologia Evolutiva, Física, Filosofia da Ciência, História da Ciência, Microbiologia, Neurociência, Psicobiologia e Sociologia da Ciência. Abaixo, segue o endereço do currículo na plataforma Lattes.

Deixe um comentário

10 Comentários em "Google e NASA se unem para criar Computador Quântico"

Notify of
avatar
Sort by:   newest | oldest | most voted
Emerson
Visitante

Rumo a skynet.

José
Visitante

um computador quantico só realmente é melhor que um computador normal para dada função…. se você for assistir um video no youtube por exemplo, o seu computador de casa vai ser melhor que um computador quantico…. ele n poderia usar a sobreposição pra isso ^.~

Fabio
Visitante

Isso vai ser absurdo, pornografia em 3d em 4k, hahaahaah

Maurício H. Shimada
Visitante

Rumo ao mega computador do Guia do Mochileiro das Galáxias!

EduardoG
Visitante
Seria maravilhoso se não fosse deprimente. É o tipo de notícia para promover a empresa e deslumbrar o povão! A própria afirmação do representante do google mostra que ele é um ignorante que desconhece o que fala. A criação de modelos mais sofisticados está limitada pela própria engenhosidade humana em aprimorá-lo e pelo estado atual do conhecimento científico na área, não pela capacidade de processamento. Outro erro: o grande diferencial desse supercomputador é a velocidade de processamento e não volume. Os grandes modelos demandam volume de processamento, algo que você consegue com multiprocessamento usando processadores convencionais. A demanda por velocidade… Read more »
Rodrigo Victor Machado
Visitante

Mas devemos pensar que geralmente, o que é declarado como inovação, já está obsoleto para quem desenvolve….
Será que não estão com um computador deste funcionando, e a pareceria é para aprimorar ? Uma equipe da nasa não se acha em qualquer lugar….

Rodolfo Goulart Müller
Visitante
wpDiscuz