Google e NASA se unem para criar Computador Quântico

Por Jeanna Bryner
Publicado na Live Science

Um computador quântico pode resolver problemas milhares de vezes mais rápido do que os computadores tradicionais, atraindo a atenção de algumas das maiores e mais poderosas instituições do mundo.

A gigante Google anunciou uma parceria com a NASA para criar o Quantum Artificial Intelligence Lab (Laboratório de Inteligência Quântica Artificial), a ser instalado ainda este ano no Vale do Silício, na Califórnia.

As duas empresas esperam que o novo computador quântico esteja pronto até o final do ano, com uma capacidade de até 3.600 vezes maior do que os melhores supercomputadores atuais.

O segredo do enorme poder de processamento de um computador quântico está no fato que, diferentemente dos computadores convencionais (que trabalham com bits 0 e 1), ele pode trabalhar com bits quânticos (ou qubits), que se aproveitam das bizarras leis da mecânica quântica para estar em dois estados ao mesmo tempo (0 e 1).

A mecânica quântica descreve o caótico funcionamento do mundo microscópico onde uma partícula pode existir em dois lugares diferentes ao mesmo tempo ou girar em direções opostas simultaneamente.

A Google está interessada em utilizar computadores quânticos para resolver problemas que envolvem a aprendizagem de máquina, no qual os computadores analisam padrões de informação para fazer previsões precisas de resultados em sistemas altamente complexos, como os modelos climáticos globais.

“Nós acreditamos que a computação quântica pode ajudar a resolver alguns dos problemas mais desafiadores da ciência, principalmente em aprendizado de máquina. Aprendizagem de máquina diz respeito à construção de melhores modelos do mundo a fim de fazer previsões mais precisas”, informou o Google em seu blog. “Se queremos curar doenças, precisamos de melhores modelos de como elas se desenvolvem. Se queremos criar políticas ambientais eficazes, precisamos de modelos melhores do que está acontecendo com o nosso clima. E se queremos construir uma ferramenta de busca mais útil, nós precisamos entender melhor as questões e o que está na web para obter a melhor resposta.”

CONTINUAR LENDO
Artigo anteriorSol Azul em Erupção
Próximo artigoInvenção de uma garota de 18 anos poderá recarregar celulares em segundos
Douglas Rodrigues Aguiar de Oliveira
Sou fundador do Universo Racionalista | Graduando em Tecnologia em Redes de Computadores pela Universidade de Franca | Pós-graduando em Ethical Hacking e Cybersecurity do Centro de Inovação VincIT (UNICIV) pela Faculdade Eficaz | Especializando em Cybersecurity pela Rochester Institute of Technology (edX MicroMasters Programs) | Especialização em Fundamentals of Computing Network Security pela University of Colorado System (Coursera Specialization) | Especialização em Journey of the Universe: A Story for Our Times pela Yale University (Coursera Specialization) | Graduação interrompida em Licenciatura em Filosofia pela Universidade de Franca | Colaborador do Instituto Ética, Racionalidade e Futuro da Humanidade | Colunista da Climatologia Geográfica | Membro da Rede Brasileira de Astrobiologia | Membro do Science Vlogs Brasil | Interesse em Divulgação Científica das ciências fáticas em geral | Interesse em Filosofia da Ciência no problema da demarcação entre Ciência e Pseudociência e da justificação entre Realismo e Antirrealismo | Estudando também o problema entre Tecnologia e Pseudotecnologia na Filosofia da Tecnologia | Interesse em Segurança Defensiva e Segurança Ofensiva em sites, servidores e redes de computadores | Endereço do Currículo Lattes e do LinkedIn.