Indicado para o cargo de coordenador do Enem, Murilo Resende defende a ideologia anticientífica de Olavo de Carvalho

Murilo Resende, um seguidor do astrólogo Olavo de Carvalho e fiel praticante de sua seita pseudofilosófica, foi indicado para o cargo de diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais (Inep), que é responsável, entre outras coisas, pela prova do Enem.

O presidente Jair Bolsonaro, ciente das críticas, não perdeu tempo para manifestar o seu posicionamento em defesa à escolha de Murilo e também para criticar uma suposta doutrinação ideológica nas escolas.

A defesa de Bolsonaro à escolha de Murilo parte de uma estratégia retórica da direita pós-moderna (ou direita lacradora), que consiste em afirmar a existência de uma “ideologia esquerdista” vigente nas escolas e universidades com a pretensão de aplicar sistematicamente a partir de sua força política uma ideologia muito mais nefasta, obscura e anticientífica, conhecida como “olavismo”.

A estratégia começou a ser aplicada recentemente, com os responsáveis pelo Ministério da Educação estabelecendo critérios obscuros para a seleção e rejeição de bolsas de estudos de mestrado e doutorado no exterior. De acordo com o jornal O Globo, o critério ideológico será eliminatório. Em outras palavras, qualquer pesquisa científica que estiver de contramão com os objetivos obscuros do novo governo não receberá qualquer auxílio, por exemplo: estudos que poderiam analisar os impactos das políticas públicas adotadas durante o governo Bolsonaro em sua relação com a desigualdade social e a extrema pobreza, ou mesmo trabalhos que poderiam analisar as motivações ideológicas por trás da escolha das disciplinas pseudocientíficas no ensino público.

Murilo segue fielmente esse olavismo, que consiste na manifestação contrária à produção de conhecimento científico e filosófico, depreciando abertamente valores racionalistas, humanistas e cientificistas. Sendo uma posição abertamente anti-intelectualista, o olavismo também busca reafirmar a presença de fantasmas intelectuais políticos (como o marxismo, de acordo com as palavras de seu fundador) com a ideia de persuadir a população menos instruída cientificamente e filosoficamente.

Murilo deixa claro esse posicionamento em sua biografia, em que relata a sua “superação” intelectual dos grandes nomes da divulgação científica, como Richard Dawkins e Carl Sagan, graças ao seu guru Olavo de Carvalho. Ele também mostra aversão ao transhumanismo, corrente intelectual e filosófica que visa usar ciência e tecnologia para melhorar a capacidade física e cognitiva humana, pois considera apenas “utopia”. Em seguida, Murilo apresenta o seu suposto progresso por optar à revelação religiosa em vez do conhecimento adquirido racionalmente e empiricamente, à pseudofilosofia olavista em vez de uma filosofia racionalista e ao antigo conservadorismo anticientífico em vez do humanismo.

Murilo também revela em suas traduções o seu medo à ciência, mostrando ser abertamente inimigo do cientificismo, a filosofia que postula que a ciência produz o conhecimento mais verdadeiro e profundo no tratamento de problemas cognoscíveis, por temer que suas crenças religiosas e ideologias anticientíficas não sobrevivam ao escrutínio cético.

Diante desta época de obscuridade pseudofilosófica e emergência anticientífica no cenário político nacional, Murilo representa a decadência intelectual e moral do novo Governo, que, longe de estabelecer mudanças que priorizem a eliminação de problemas sistêmicos vigentes, está mais preocupado em tirar direitos trabalhistas, tomar terras indígenas e excluir LGBTs dos direitos humanos.

CONTINUAR LENDO
Artigo anteriorEstudar Economia gera ganância?
Próximo artigoOs hippies estavam certos: é tudo vibração, cara!
Douglas Rodrigues Aguiar de Oliveira
Sou fundador do Universo Racionalista | Graduando em Tecnologia em Redes de Computadores pela Universidade de Franca | Pós-graduando em Ethical Hacking e Cybersecurity do Centro de Inovação VincIT (UNICIV) pela Faculdade Eficaz | Especializando em Cybersecurity pela Rochester Institute of Technology (edX MicroMasters Programs) | Especialização em Fundamentals of Computing Network Security pela University of Colorado System (Coursera Specialization) | Especialização em Journey of the Universe: A Story for Our Times pela Yale University (Coursera Specialization) | Graduação interrompida em Licenciatura em Filosofia pela Universidade de Franca | Colaborador do Instituto Ética, Racionalidade e Futuro da Humanidade | Colunista da Climatologia Geográfica | Membro da Rede Brasileira de Astrobiologia | Membro do Science Vlogs Brasil | Interesse em Divulgação Científica das ciências fáticas em geral | Interesse em Filosofia da Ciência no problema da demarcação entre Ciência e Pseudociência e da justificação entre Realismo e Antirrealismo | Estudando também o problema entre Tecnologia e Pseudotecnologia na Filosofia da Tecnologia | Interesse em Segurança Defensiva e Segurança Ofensiva em sites, servidores e redes de computadores | Endereço do Currículo Lattes e do LinkedIn.