Maior olimpíada científica do Brasil abre inscrições

Inscrições abertas até dia 18 de março para a maior Olimpíada Científica do Brasil, que conta com mais de 8,5 milhões de participantes em sua história.

1
362

Ao observar o céu à noite, você fica curioso sobre como as estrelas se formam, evoluem e morrem? Você se interessa sobre buracos negros, Big Bang e cosmologia? Então, o seu lugar é na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA). Fique atento, pois a edição desse ano, a vigésima primeira, já está com as inscrições abertas para as escolas.

Realizada em fase única, a olimpíada acontece no dia 18 de maio e é voltada para todos os estudantes dos ensinos fundamental e médio. Escolas públicas e particulares que ainda não participam já podem se cadastrar pelo site www.oba.org.br. O prazo para inscrições de escolas vai até o dia 18 de março.

A olimpíada é dividida em quatro níveis – os três primeiros são para alunos do ensino fundamental e o quarto para os do ensino médio – e a prova é composta por dez perguntas: sete de astronomia e três de astronáutica. A maioria das questões é de raciocínio lógico. As medalhas são distribuídas conforme a pontuação obtida por cada nível.

Os melhores classificados na OBA representam o país nas olimpíadas Internacional de Astronomia e Astrofísica e Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica de 2019. E os participantes dessa edição ainda vão concorrer a vagas nas Jornadas Espaciais, que acontecem em São José dos Campos (SP), onde os participantes recebem material didático e assistem a palestras de especialistas.

O objetivo da OBA, de acordo com o Dr. João Batista Garcia Canalle, astrônomo da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e coordenador nacional do evento, é levar “a maior quantidade de informações sobre as ciências espaciais para a sala de aula, despertando o interesse nos jovens”.

Registro da XV Jornada Espacial em São José dos Campos, 2017

Mostra Brasileira de Foguetes

Organizada pela OBA, a 12ª Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG) também está com inscrições abertas. O evento avalia a capacidade dos estudantes de construir e lançar, o mais longe possível, foguetes feitos de garrafa pet, de tubo de papel ou de canudo de refrigerante.

As inscrições para as instituições que ainda não participaram da OBA e da MOBFOG vão até o dia 18 de março. O cadastro é único para os dois eventos e deve ser feito pelo site www.oba.org.br. Os estudantes do ensino médio que conseguirem lançar seus foguetes acima de 100 metros serão convidados para a Jornada de Foguetes (no máximo uma equipe por escola), evento anual que reúne alunos de todo país na cidade de Barra do Piraí, no interior do Rio de Janeiro. Em 2017, a MOBFOG contou com 94.516 alunos. Para essa edição são esperados mais de 100.000 alunos.

Em suma, a OBA é um dos motivos pelo qual nosso país tem muito a se orgulhar. Com 21 anos de história, já impactou muitos jovens e professores, levando a todos uma ciência que só era encontrada antes dentro das universidades. Entre a própria olimpíada, a MOBFOG, os EREAs, o Planetário Digital, a Jornada Espacial, a IOAA e a OLAA, a comissão que organiza todas essas oportunidades incríveis já conseguiu mudar muito a vida de quem não sabia quão poderosa a Ciência e a Astronomia poderiam ser na educação. 

CONTINUAR LENDO