Mario Bunge: “O que ensinam na faculdade te impede de pensar”

O cientista e filósofo Mario Bunge recebeu ontem o Prêmio Perfil de Inteligência no campo das Ciências. No entanto, entrevistado pela Perfil, o especialista quis deixar claro que: “Em ciências, há muitas pessoas mais dignas do que eu, porque a minha obra principal é filosófica.”

A partir do Teatro Colón, durante a cerimônia de premiação, Bunge disse que a sua principal contribuição acadêmica foi “construir um sistema filosófico baseado nas ciências“. “Minha obra tem sido continuada por cientistas argentinos, espero que mais jovens se juntem para cientificar a filosofia”, continuou.

O pesquisador, que acumula 14 doutorados e 70 livros publicados, questionou com dureza o atual sistema acadêmico de estudos em matéria filosófica. “Temos que deixar de lado o embuste que se ensina nas faculdades de filosofia, o existencialismo, o pós-modernismo, tudo isso obscurece a visão dos jovens e os impede de pensar porque repetem textos que não entendem”.

“São textos que não foram feitos para compreender ou discutir, foram feitos simplesmente para sujar o papel, apenas servem para impedir de pensar“, lançou e concluiu: “Temos que mudar os critérios de seleção dos docentes, no lugar de premiar os que trapaceiam, temos que premiar os que buscam a verdade”.

CONTINUAR LENDO
FontePerfil
Compartilhar
Artigo anteriorGustavo Romero: “A filosofia hoje pode contribuir enormemente com a ciência”
Próximo artigoRacionalismo e empirismo, ceticismo e cientificismo: alternativas ou complementos?
Douglas Rodrigues Aguiar de Oliveira
Sou fundador da Universo Racionalista | Graduando em Tecnologia em Redes de Computadores pela Universidade de Franca | Especialista em Fundamentals of Computing Network Security ( • Design and Analyze Secure Networked Systems • Basic Cryptography and Programming with Crypto API • Hacking and Patching • Secure Networked System with Firewall and IDS ) pela University of Colorado | Especialização em andamento em Cybersecurity ( • Computer Forensics • Network Security • Cybersecurity Fundamentals • Cybersecurity Risk Management • Cybersecurity Capstone ) pela Rochester Institute of Technology | Certificação em Information Security Specialist ( • InfoSec Foundation • Ethical Hacking Essentials • Computer Forensics Foundation ) pela ITCERTS | Certificação em Information Security Analyst ( • Information Security Policy Foundation • Vulnerability Management Foundation ) pela ITCERTS | Cursei integralmente as disciplinas teóricas em Licenciatura em Filosofia pela Universidade de Franca, mas não realizei o estágio supervisionado para a obtenção do diploma de Ensino Superior | Especialista em Journey of the Universe: A Story for Our Times pela Yale University | Colaborador do Instituto Ética, Racionalidade e Futuro da Humanidade | Colunista da Climatologia Geográfica | Membro da Rede Brasileira de Astrobiologia | Abaixo, segue o endereço do currículo na plataforma Lattes e LinkedIn.

7
Deixe um comentário

avatar
4 Comment threads
3 Thread replies
1 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
7 Comment authors
Fábio Yuto YabuchiDouglas Rodrigues Aguiar de OliveiraFernandaMuriloAlexandre Recent comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Fernanda
Visitante
Fernanda

O que há de “errado” em estudar existencialismo?

Murilo
Visitante
Murilo

Acredito eu (unicamente MINHA opinião) que isso não está no âmbito da faculdade. Isso cabe ao professor, esse sim é parcial, esse pode transmitir “ideologias” nos ensinos. O fato é, pelo menos eu, em minhas aulas, não sei se por sorte ou por acaso tenho sempre linhas de pensamento antagônicas se confrontando, entendendo o mal e o bem de ambos os lados. Portanto concluo unicamente para mim, que o ensino em si não é parcial, mas talvez o aprendizado seja. Até então nunca tive algum conteúdo em que sua veracidade fosse tão palpável à ponto de não poder pensar sobre… Read more »

Alexandre
Visitante
Alexandre

Por detrás de todo pensamento há sempre a ideologia, no seu formato mais nefasto, portanto, romântico.. seja a direita e liberal, seja a esquerda social, cada Marx, cada Locke com suas verdades, com suas certezas.. e a crítica? bem esta é sempre “parcial”, obedecendo, majoritariamente, a “parte” que lhe cabe.. o que dói é supor que apenas UM lado é ideológico, apenas UM pensamento é verdadeiro, apenas UM procedimento é conclusivo ou, ainda pior, supor que a tecnologia salva, que o facebook liberta e aproxima, que a inteligência artificial possa ser controlada, que a robótica nos dará um descanso, etc..… Read more »

Fábio Yuto Yabuchi
Visitante
Fábio Yuto Yabuchi

O Mário Bunge disse que existe “algo que não mereça ser estudado sob uma perspectiva histórica”?

Luciano Nascimento da Silva
Visitante
Luciano Nascimento da Silva

Aqui no meu Pais (Brasil) e Estado (Mato Grosso, MT) nas aulas de Filosofia aplicam -se ideologias próprias e partidárias. Eu Cursei Filosofia e estou fazendo Pós – Graduação em Licenciatura Plena em Filosofia. Fico muito triste quando professores deixam de aplicar ciências filosóficas para aplicarem ideologias comunistas, revolucionarias e cheguevarianos !!!! Muito triste !!!! Parabéns pelo artigo publicado. A verdade filosófica tem que ser falada e esclarecida o que é realmente filosofar assim domo disse Kant “De mim não aprendereis filosofar, mas antes como filosofar, não aprendereis pensamentos para repetir, mas antes como pensar”

Guto Borges
Visitante
Guto Borges

Luciano, vale a pena cursar Filosofia? – È uma das áreas que pretendo cursar, mas, receio sua falta de estrutura profissional no Brasil. Como anda sua carreira, você recomenda?