Novo vídeo impressionante da NASA revela eclipse solar espetacular em Marte

0
92
Trecho do vídeo do eclipse solar de Fobos visto da superfície marciana. Créditos: NASA / JPL-Caltech / ASU / MSSS / SSI.

Publicado na NASA

O rover Perseverance Mars da NASA capturou imagens espetaculares de Fobos, a lua em forma de batata de Marte, cruzando a face do Sol. Essas observações podem ajudar os cientistas a entender melhor a órbita da lua e como sua gravidade puxa a superfície marciana, moldando a crosta e o manto do Planeta Vermelho.

Capturado com a câmera de última geração Mastcam-Z da Perseverance em 2 de abril, o 397º dia marciano, ou sol, da missão, o eclipse durou pouco mais de 40 segundos – muito mais curto do que um eclipse solar típico envolvendo a Lua da Terra. (Fobos é cerca de 157 vezes menor que a Lua da Terra. A outra lua de Marte, Deimos, é ainda menor.)

As imagens são as mais recentes de uma longa história de naves espaciais da NASA capturando eclipses solares em Marte. Em 2004, os rovers gêmeos da NASA Spirit e Opportunity tiraram as primeiras fotos de Fobos durante um eclipse solar. Curiosity continuou a tendência com vídeos filmados por seu sistema de câmera Mastcam.

Mas Perseverance, que desembarcou em fevereiro de 2021, forneceu o vídeo mais ampliado de um eclipse solar de Fobos até agora – e com a taxa de quadros mais alta de todos os tempos. Isso se deve ao sistema de câmera Mastcam-Z de próxima geração da Perseverance, um upgrade das versões anteriores com um amplo zoom.

“Eu sabia que seria boa, mas não esperava que fosse tão incrível”, disse Rachel Howson, da Malin Space Science Systems em San Diego, um dos membros da equipe Mastcam-Z que opera a câmera.

Howson observou que, embora Perseverance primeiro envie imagens de baixa resolução que oferecem um vislumbre das imagens que estão por vir, ela ficou impressionada com as versões de resolução total: “Parece uma festa de aniversário ou de feriado quando elas chegam. Você sabe o que está por vir, mas há ainda é um elemento surpresa quando você vê o produto final”.

A cor também diferencia esta versão de um eclipse solar de Fobos. O Mastcam-Z possui um filtro solar que age como óculos de sol para reduzir a intensidade da luz. “Você pode ver detalhes na forma da sombra de Fobos, como cumes e ondulações na paisagem da lua”, disse Mark Lemmon, astrônomo planetário do Space Science Institute em Boulder, Colorado (EUA), que orquestrou a maioria das observações de Fobos por veículos robóticos de Marte. “Você também pode ver manchas solares. E é legal que você possa ver este eclipse exatamente como o rover o viu de Marte”.

À medida que Fobos circula Marte, a sua gravidade exerce pequenas forças de maré no interior do Planeta Vermelho, deformando ligeiramente as rochas na crosta e no manto do planeta. Essas forças também mudam lentamente a órbita de Fobos. Como resultado, os geofísicos podem usar essas mudanças para entender melhor o quão flexível é o interior de Marte, revelando mais sobre os materiais dentro da crosta e do manto.

Os cientistas já sabem que Fobos está condenado: a lua está se aproximando da superfície marciana e está destinada a colidir com o planeta em dezenas de milhões de anos. Mas as observações de eclipses da superfície de Marte nas últimas duas décadas também permitiram aos cientistas refinar sua compreensão da lenta espiral da morte de Fobos.