O robôzinho Perseverance lança seu helicóptero Ingenuity em Marte

0
236
(Créditos: NASA/JPL)

Traduzido por Julio Batista
Original de Tony Tran para o Futurism

Um último pouso

O helicóptero Ingenuity foi lançado na superfície de Marte pelo rover Perseverance. 

O Jet Propulsion Laboratory da NASA anunciou no Twitter que o Ingenuity pousou com sucesso na superfície marciana no sábado, de acordo com a CNETFoi o culminar de quase uma semana de procedimentos para o lançamento – para não mencionar 472 milhões de quilômetros e cerca de sete meses de viagem da Terra a Marte na barriga do rover Perseverance.

O tweet incluiu uma ótima foto da Ingenuity, apoiada em seus quatros pézinhos na paisagem rochosa, de onde decolará no final deste mês:

(Créditos: NASA/JPL)

Sobrevivendo à noite

Agora o Ingenuity tem que enfrentar sua primeira noite “sozinho” em Marte. 

Até ser lançado, o helicóptero dependia do rover Perseverance para manter sua bateria carregada e também usava o aquecedor controlado por termostato do rover para se aquecer, de acordo com a NASA. Agora que se desprendeu do parceiro, ele terá que lidar com as noites marcianas, que podem ficar frias, chegando a -90 graus Celsius. 

Felizmente, o Ingenuity tem seu próprio aquecedor junto com um painel solar para carregar sua bateria – mas ainda será um tempo de espera estressante para os engenheiros da NASA. “A equipe do Ingenuity estará ansiosa para ouvir uma alguma coisa do helicóptero no dia seguinte”, disse Bob Balaram, engenheiro-chefe do Projeto Mars Helicopter no JPL, em uma atualização de status.

Próximo passo: (meio que) decolar

Se tudo correr bem (vamos bater na madeira), a equipe do Ingenuity continuará verificando a temperatura do helicóptero e o desempenho da bateria nos próximos dias. Depois disso, ele começará os procedimentos de voo preliminares.

“Se tudo estiver certo, então passamos para as próximas etapas: destravar as pás do rotor e testar todos os motores e sensores”, disse Balaram na atualização de status.  

O voo está agendado para 11 de abril, de acordo com um tweet do JPL. Porém, como acontece com todas as coisas relacionadas à exploração do espaço, isso está sujeito a mudanças a qualquer momento. Assim que acontecer, marcará o primeiro voo controlado através do espaço aéreo de outro planeta.