O telescópio de Arecibo sofreu um colapso fatal e se partiu em pedaços

0
131
Vista aérea dos danos no Observatório de Arecibo em 1° de dezembro de 2020. Créditos: Ricardo Arduengo / Agence France-Presse.

Por Ricardo Arduengo e Ben Sheppard
Publicado na ScienceAlert

O célebre telescópio do Observatório de Arecibo em Porto Rico, que já estrelou um filme de James Bond, desabou na terça-feira quando sua plataforma receptora de 900 toneladas desmoronou 140 metros na antena de rádio abaixo.

Engenheiros haviam alertado recentemente sobre a condição precária da enorme estrutura, e a National Science Foundation (NSF) dos Estados Unidos anunciou apenas no mês passado que ela seria desmontada.

Dois dos cabos que seguravam a plataforma sobre a antena parabólica – que mede 300 metros de diâmetro – quebraram este ano, e a estrutura finalmente cedeu na manhã de terça-feira.

As fotografias mostraram nuvens de poeira subindo no ar e os restos dos instrumentos do telescópio espalhados pelo local.

Vista aérea dos danos no Observatório de Arecibo em 1 ° de dezembro de 2020. Créditos: Ricardo Arduengo / Agence France-Presse.

“Podemos confirmar que a plataforma caiu e que não temos relatos de feridos”, disse Rob Margetta, porta-voz da NSF, à Agence France-Presse.

O telescópio foi um dos maiores do mundo e tem sido uma ferramenta para muitas descobertas astronômicas desde a década de 1960, além de ser famoso por sua escala e configuração incríveis.

Uma cena de ação do filme GoldenEye de Bond, com Pierce Brosnan, aconteceu bem acima do prato da antena, e em Contato, uma astrônoma interpretada por Jodie Foster usou o observatório em sua busca por sinais alienígenas.

Dia triste para a astronomia

Abel Mendez, diretor do Laboratório de Habitabilidade Planetária da Universidade de Porto Rico em Arecibo, disse que a plataforma caiu pouco antes das 8h00 (horário de Brasília), descrevendo o evento como “um desastre total”.

“Muitos alunos são treinados em astronomia no observatório, eles são inspirados como eu a fazer carreira em ciências e astronomia”, disse ele.

“A perda do telescópio de Arecibo é uma grande perda para o mundo, mas é mais uma perda para Porto Rico. É um ícone para nossa ilha”.

Danos sofridos no telescópio de 305 metros do Observatório de Arecibo. Crédito: UCF.

O telescópio esteve em operação por 57 anos até agosto, e os cientistas fizeram lobby com a NSF para reverter sua decisão de fechar o local.

Em agosto, um cabo auxiliar caiu depois de escorregar de seu soquete em uma das torres e deixou um corte de 30 metros na antena abaixo.

Os engenheiros estavam avaliando os danos e como repará-los quando um cabo principal conectado à mesma torre quebrou em 6 de novembro.

Antes da terça-feira, uma demolição controlada foi planejada para evitar um colapso inesperado.

Entre os sucessos do telescópio tivemos em 1992 a descoberta do primeiro exoplaneta – um planeta fora do sistema solar – e em 1981 ele ajudou a produzir os primeiros mapas de radar da superfície de Vênus.

O site do observatório disse que o telescópio era “uma instalação de radioastronomia, radar do sistema solar e física atmosférica de liderança mundial, contribuindo com dados altamente relevantes para apoiar a descoberta, inovação e o avanço da ciência”.

“Que dia triste para a astronomia e para a ciência planetária em todo o mundo e um dos telescópios mais icônicos de todos os tempos”, tuitou Thomas Zurbuchen, administrador associado do diretório de missões científicas da NASA.

As autoridades locais esperavam que o plano de desmontagem preservasse outras partes do observatório para pesquisas e educação futuras.

“À medida que avançamos, estaremos procurando maneiras de ajudar a comunidade científica e manter nosso forte relacionamento com o povo de Porto Rico”, disse a NSF em um tweet.