Simulações de energia escura preveem a existência de vida no Multiverso

Um Multiverso, onde o nosso Universo é apenas um entre muitos, pode não ser tão inóspito à vida como se pensava anteriormente – de fato, se o Multiverso realmente existir.

A chave, dizem os autores de um novo estudo liderado pela Universidade de Durham, é a energia escura, uma “força” misteriosa que está acelerando a expansão do Universo.

Os cientistas dizem que as teorias atuais sobre a origem do Universo predizem muito mais energia escura em nosso Universo do que o observado. A adição de quantidades maiores provocaria uma expansão tão rápida que diluiria a matéria antes que as estrelas, os planetas e a vida se formassem.

A teoria do Multiverso que reúne universos pequenos, incluindo o nosso, introdutiva na década de 1980, pode explicar a grande quantidade “felizmente pequena” de energia escura em nosso Universo que permitiu abrigar a vida.

Usando enormes simulações computacionais do cosmos, a nova pesquisa descobriu que adicionar energia escura, até algumas centenas de vezes a quantidade observada em nosso Universo, teria um impacto modesto na formação de estrelas e planetas.

Isso abre a perspectiva de que a vida poderia ser possível em uma ampla gama de outros universos, caso existam, disseram os pesquisadores. Os resultados foram publicados em dois artigos relacionados na revista Monthly Notices of the Royal Astronomical Society. O paper da Universidade de Durham pode ser lido aqui e o paper da Universidade de Sydney está aqui.

As simulações foram produzidas no âmbito do projeto EAGLE (Evolution and Assembly of GaLaxies and their Environments), uma das simulações mais realistas do universo observado.

Jaime Salcido, um estudante de pós-graduação do Instituto de Cosmologia Computacional da Universidade de Durham, disse: “Para muitos físicos, a quantidade inexplicável, mas aparentemente especial, de energia escura em nosso Universo é um quebra-cabeça frustrante.

“Nossas simulações mostram que mesmo que houvesse muito mais energia escura ou mesmo muito pouca no Universo, isso teria um efeito mínimo sobre a formação de estrelas e planetas, o que levantaria a possibilidade de que a vida pudesse existir em todo o Multiverso“.

Luke Barnes, pesquisador de John Templeton na Western Sydney University, disse: “Costumava se pensar que o Multiverso explicava o valor observado de energia escura como uma loteria: temos um bilhete de sorte e vivemos no Universo que forma galáxias bonitas e que permite a vida como a conhecemos. Nosso trabalho mostra que o nosso bilhete parece ter um pouco de sorte, por assim dizer”.

Pascal Elahi, pesquisador da Universidade de Western Astralia, disse em um comunicado: “Nos perguntamos quanta energia pode haver antes que a vida seja impossível. Nossas simulações mostraram que a expansão acelerada impulsionada pela energia escura tem impacto apenas no nascimento de estrelas e, portanto, lugares para que a vida surja. Mesmo um aumento de energia escura de centenas de vezes pode não ser suficiente para criar um universo morto“.

Os pesquisadores disseram que seus resultados foram inesperados e poderiam ser problemáticos, uma vez que lançam dúvidas sobre a capacidade da teoria de um Multiverso explicar o valor observado da energia escura.

De acordo com a pesquisa, se vivemos em um Multiverso, esperamos observar muito mais energia escura que a nossa, talvez 50 vezes mais do que vemos em nosso Universo.

Embora os resultados não excluam o Multiverso, parece que a pequena quantidade de energia escura em nosso Universo seria melhor explicada por uma lei da natureza ainda não descoberta.

O professor Richard Bower, do Instituto de Cosmologia Computacional da Universidade de Durham, disse: “A formação de estrelas em um universo é uma batalha entre a força da gravidade e a repulsão da energia escura”.

“Descobrimos em nossas simulações que universos com muito mais energia escura do que a nossa podem facilmente formar estrelas. Então, por que há uma quantidade tão insignificante de energia escura em nosso Universo?

“Creio que deveríamos estar procurando uma nova lei da física para explicar essa essa estranha propriedade do nosso Universo, e a teoria do Multiverso faz pouco para resgatar a incomodidade dos físicos“.

CONTINUAR LENDO
FonteEuropa Press
Compartilhar
Artigo anteriorO que aconteceria se a Terra parasse de girar?
Próximo artigoALMA descobre trio de planetas em torno de estrela recém nascida
Douglas Rodrigues Aguiar de Oliveira
Sou fundador da Universo Racionalista | Graduando em Tecnologia em Redes de Computadores pela Universidade de Franca | Especialista em Fundamentals of Computing Network Security ( • Design and Analyze Secure Networked Systems • Basic Cryptography and Programming with Crypto API • Hacking and Patching • Secure Networked System with Firewall and IDS ) pela University of Colorado | Especialização em andamento em Cybersecurity ( • Computer Forensics • Network Security • Cybersecurity Fundamentals • Cybersecurity Risk Management • Cybersecurity Capstone ) pela Rochester Institute of Technology | Certificação em Information Security Specialist ( • InfoSec Foundation • Ethical Hacking Essentials • Computer Forensics Foundation ) pela ITCERTS | Certificação em Information Security Analyst ( • Information Security Policy Foundation • Vulnerability Management Foundation ) pela ITCERTS | Cursei integralmente as disciplinas teóricas em Licenciatura em Filosofia pela Universidade de Franca, mas não realizei o estágio supervisionado para a obtenção do diploma de Ensino Superior | Especialista em Journey of the Universe: A Story for Our Times pela Yale University | Colaborador do Instituto Ética, Racionalidade e Futuro da Humanidade | Colunista da Climatologia Geográfica | Membro da Rede Brasileira de Astrobiologia | Abaixo, segue o endereço do currículo na plataforma Lattes e LinkedIn.

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Leopoldo Junior Recent comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Leopoldo Junior
Visitante
Leopoldo Junior

Olha eu não sei se é ilusão de ótica, mas no modo visual e olhando para o cosmo a maior parte ainda é de matéria escura! Digamos que em um mapa ou foto do espaço mais de 60% do que vemos é matéria escura. Então como pode ser tão insignificante assim, se a maior parte do universo é matéria escura! e outra, será que existe algum universo ou multiverso que seja sem a presença da tal matéria escura? ou um universo somente de matéria escura? Bem, quem sou eu para questionar os físicos, matemáticos, cientistas, cosmólogos, e sei lá mais… Read more »