Uma das maiores carcaças de baleia já vistas encalhou na Itália

0
245
A Guarda Costeira italiana reboca a carcaça de uma grande baleia-comum para o porto de Nápoles. (© Guarda Costeira da Itália)

Por Brandon Specktor
Publicado na Live Science

A carcaça de uma enorme baleia-comum (Balaenoptera physalus) foi descoberta perto do porto italiano de Sorrento no início desta semana, disse a Guarda Costeira italiana em uma publicação no Facebook.

Autoridades descobriram a carcaça no dia 17 de janeiro, antes de rebocá-la para o porto próximo a Nápoles. A baleia media cerca de 20 metros de comprimento e provavelmente pesava mais de 77 toneladas – provavelmente tornando o cadáver “um dos maiores” já encontrados no Mar Mediterrâneo, de acordo com a agência.

Os mergulhadores da Guarda Costeira descobriram a baleia depois que um filhote nadou no porto de Sorrento em estado de perigo, de acordo com a imprensa italiana.

O filhote teria batido com a cabeça em paredes do porto várias vezes antes de voltar para o fundo do mar; quando os mergulhadores o seguiram, descobriram o cadáver da baleia-comum.

Presume-se que o filhote seja descendente da baleia morta, e a Guarda Costeira está monitorando os sinais de retorno da jovem baleia. Enquanto isso, biólogos marinhos em Nápoles estão trabalhando para descobrir o que matou a baleia.

As baleias-comum (também conhecidas como baleias-fin) são os segundos maiores animais da Terra, depois da icônica baleia azul. Elas podem crescer até 25 m de comprimento e pesar até 80 toneladas, de acordo com a Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA) dos EUA.

Elas são considerados ameaçadas de extinção depois que a caça comercial de baleias dizimou a população global de baleias-comuns no século passado.

Hoje, a caça comercial de baleia é ilegal em quase todo o mundo, e a colisão com barcos representam a maior ameaça para as baleias-comuns, de acordo com a NOAA.