Viés de Confirmação

8
4978

Por Robert Todd Carroll
Publicado na The Skeptic’s Dictionary

O erro mais peculiar e perpétuo do conhecimento humano é ser movido e ficar mais excitado por afirmações do que por negações.

– Francis Bacon

viés de confirmação refere-se a um tipo de pensamento seletivo onde tende-se a dar uma maior atenção àquilo que confirma as suas respectivas crenças e de ignorar e desvalorizar qualquer ponto que as contradiga. Por exemplo, se você acredita que, durante uma Lua Cheia, há um aumento de admissões em uma sala de emergência que trabalha, você provavelmente ignorará os aumentos que ocorreram em noites que não apresentavam Lua Cheia. Isso acontece em razão de você acreditar que há uma relação direta entre as fases de iluminação do astro e o número de acidentes.

Essa tendência de dar mais atenção e peso para algo que suporta as nossas crenças ao invés de tentar falseá-las é bastante acentuada quando elas são completas de preconceitos. Se nossas crenças forem firmemente estabelecidas com evidências sólidas e experimentos válidos de confirmação, a convergência de dar mais atenção e peso para elas é explicável. Porém, não significa que não deva haver abertura para outras hipóteses, mesmo que elas devam ser rigidamente tratadas.

Estudos numerosos já demonstraram que as pessoas geralmente dão uma quantidade de valor excessivo para uma informação confirmatória, colocando-a como dado de suporte ou como positiva. A “razão mais provável dessa influência exacerbada da informação confirmatória é facilmente explicada cognitivamente” (Gilovich,  1993). É mais fácil ver como alguns dados suportam uma posição do que ver o que seria contra ela. Ao escavar a nossa memória em busca de um dado relevante à posição, temos mais probabilidade de achar dados que confirmam-na.

Considere um experimento típico de Experiência Extra-Sensorial ou sonho clarividente. As sucessões são, geralmente, ambíguas ou os dados são levemente massageados para serem contados como sucessos, enquanto as instâncias negativas requerem algum esforço intelectual para ver a experiência como negativa ou para considerá-la como insignificante.

Pesquisadores também são, às vezes, vítimas do viés de confirmação através da realização de experimentos ou da produção de dados que tendem a confirmar suas hipóteses.  Mas, como o método científico felizmente permite, há de se tentar falsear os postulados para que eles sejam considerados como verdadeiros ou para que provas contrárias sejam adotadas.

CONTINUAR LENDO
Artigo anteriorFatores envolvidos nas extinções das espécies
Próximo artigoIbn al-Haytham – O Primeiro Cientista
Josikwylkson Costa Brito
Olá, meu nome é Josikwylkson Costa Brito (não, meu pai não deu uma cabeçada no teclado), mais conhecido como o Príncipe do Cosmos Nordestino, e nasci na cidade de Campina Grande, na Paraíba, onde moro atualmente. Tenho 18 anos atualmente, estou no segundo ano do curso de medicina e publico textos de cunho científico ou filosófico para o presente site, porém, em virtude dos estudos, não estou a fazê-lo com muita frequência. De todas as minhas publicações, gosto de publicar no âmbito de minha área (saúde), mas também arrisco em postar textos que contradigam o senso comum e que criticam as pseudociências, o que me faz ser esquartejado por muitos irracionalistas (que, inclusive, andam vagando por essa página). As críticas que mais recebo desses senhores são as de que não tenho autoridade o suficiente para falar de determinado assunto (mesmo que eu poste artigos científicos advindos de sites e/ou universidades de confiança). Então, em razão dos 'amigáveis' seguidores que se travestem de conhecedores de argumentação lógica e que rejeitam qualquer postagem minha por tal status, por favor, finjam que eu sou uma pessoa com 40 anos doutor em filosofia, cosmologia, biologia e medicina.