“Quem Somos Nós?” – Física Quântica e Espiritualidade – Só Que Não!

“Quem Somos Nós?” – Física Quântica e Espiritualidade – Só Que Não!

131 18714
Crédito da Imagem: What The Bleep Do We Know.

Eu não queria escrever esse artigo, mas infelizmente o documentário “Quem Somos Nós?” (em inglês “What the Bleep do we Know!?”) voltou a circular na internet, em especial, nos grupos de física no Facebook.

Quem Somos Nós” é um documentário pseudocientífico que distorce os conceitos da mecânica quântica. Uma pessoa que não tem noção básica de mecânica quântica acaba caindo nessa porcaria por falta de informação. Para um leigo, é impossível distinguir em qual parte o documentário começa a viajar no mundo dos “unicórnios rosas invisíveis”.

O problema desse documentário é misturar ciência com espiritualidade, consciência, meditação e outras bobagens esotéricas da “Nova Era”, repassando a informação como algo comprovado pela ciência, em especial, pela mecânica quântica. Em primeiro lugar a mecânica quântica não fala sobre espiritualidade, consciência ou meditação, e a ciência ainda não conseguiu explicar a consciência (os últimos estudos foram inconclusivos). [1]

Quem São os “Especialistas” do Documentário?

O documentário é apresentado por um ex-padre que pregava o evangelho do irmão gêmeo de Jesus, um médico que quer curar os gays e acha que os liberais são retardados mentais, outro que exerce uma terapia não reconhecida pela ciência, um físico praticante de levitação, um cara morto há 35.000 anos baixando em uma dona loira e, em má companhia nesta turma, um físico sério enganado pelos discípulos de uma seita maluca. [2]

“Quem Somos Nós” em Poucas Palavras

01 - A física quântica nos diz que a realidade não é fixa – partículas subatômicas só passam a existir quando eles são observadas.

02 - Nossa mente tem um enorme potencial, mas só usamos uma pequena parte dela para o pensamento consciente, e perdemos muito do que está acontecendo ao nosso redor.

03 - Se a sua mente é o “observador”, você deve ser capaz de escolher qual das muitas realidades possíveis em torno de você vem à existência – você pode criar sua própria realidade, e provavelmente virá sem medicação anti-ansiedade para arrancar.

Só tem um “pequeno” problema com tudo isso citado acima! Está tudo errado!

O Efeito do Observador

“A mecânica quântica calcula apenas possibilidades. Quem ou que escolhe entre essas possibilidades para trazer o evento real da experiência? A consciência deve estar envolvida. O observador não pode ser ignorado.” Amit Goswami (PhD) em “Quem Somos Nós?”

Não exatamente, Amit. O efeito do observador na mecânica quântica não é sobre pessoas ou realidade. Ela vem do Princípio da Incerteza de Heisenberg, e é sobre as limitações ao tentar medir a posição e o momento das partículas subatômicas. Um material emocionante, mas nada a ver com nossas vidas diárias.

Heisenberg basicamente disse que você não pode obter uma solução realmente precisa, tanto a posição e o momento de uma partícula subatômica – digamos, um elétron – ao mesmo tempo. Pode ser preciso em um ou o outro, mas não em ambos. Na verdade, é a máquina que é o observador, e não o ser humano que está anotando resultados. [3]

Fora da Existência de Partículas

“A realidade física é absolutamente uma rocha sólida, mas ele só passa a existir quando ele bate contra outro pedaço de realidade física – como nós, ou uma pedra.” Dr. Jeffrey Satinover (psiquiatra, doutorando em física), em “Quem Somos Nós”.

Os pedaços de matéria que compõem as partículas subatômicas (prótons, nêutrons e elétrons) não existem em nenhuma maneira prática, mensurável, a menos que eles estejam interagindo uns com os outros. Uma vez que eles não colidem uns com os outros, eles formam seus pequenos eus regulares.

Mas isto só se aplica às partículas subatômicas – uma rocha não precisa que você esbarre nela pra existir. Ela está lá. As partículas sub-atômicas que compõem os átomos que compõem a rocha também estão lá.

E isso certamente não depende de um observador para fazer isso acontecer. Enquanto uma partícula subatômica está interagindo com outra partícula subatômica, elas existem independentemente de onde você está ou o que você está fazendo.

Nota: Quando eles usam a palavra “observar”, na verdade significa “interagir com o”, e não olhar ou pensar.

“As partículas aparecem e desaparecem – para onde vão quando não estão aqui Uma resposta possível: eles vão para um universo alternativo onde as pessoas estão fazendo a mesma pergunta: ‘Onde eles foram?'” Fred Alan Wolf, em “Quem Somos Nós”.

Elas não vão a lugar algum, Fred. Partículas são flutuações – as regras da física dizem que é perfeitamente bem para que eles existam em algum momento e/ou lugar e ser inexistente em outro momento e/ou lugar. [4]

Eles Estão Errados Sobre as Nossas Mentes Perceberem a Realidade

“Sua mente não pode dizer a diferença entre o que vê e o que se lembra de” Dr. Joseph Dispenza (quiroprático) em “Quem Somos Nós?”

Dr. Dispenza afirma (corretamente) no filme que os exames PET E MRI mostram que a mesma parte do cérebro se ativa sempre que você olha algo ou apenas se lembra da coisa. Mas é um grande passo dizer que o cérebro não sabe a diferença entre a visão e a memória.

Nosso cérebro não nasceu ontem. Dado algumas pistas contextuais, como por exemplo, quando as pálpebras estão abertas ou fechadas, ele pode perceber alguma coisa vendo ou só se lembrando. E tem o fator escalar – o cérebro se mostra ativo nos scans muito mais forte quando você está vendo alguma coisa do que quando você está lembrando-se de algo.

“Nosso cérebro recebe 400 bilhões de bits por segundo de informação, mas só somos conscientes de 2000 bits por segundo. A realidade está acontecendo a todo tempo no nosso cérebro  – estamos recebendo a informação mas ela não está sendo integrada.” Andrew B Newberg (médico radiologista) em “Quem Somos Nós?”

Os valores são um pouco flexíveis, mas a ideia de que só somos “conscientes” de uma fração da nossa atividade cerebral é correta e um imenso alivio.

O que pode ser pior do que estar ciente de cada pequeno detalhe que nosso cérebro recebe – desde os níveis de fosfato até a taxa cardíaca e no crescimento capilar. É como ser o CEO de uma gigantesca empresa e escutar o que cada funcionário está fazendo a cada minuto todo o dia. Reuniões já são entediantes o suficiente – Me dê uma mente consciente com um dispositivo de filtro decente qualquer dia.

O único problema com a afirmação de Andrew Newberg é que ela sugere que nosso subconsciente está fazendo coisas realmente interessantes e estamos de alguma forma perdendo isso. Se pudéssemos aproveitar o outro zilhão de gigabits poderíamos ser os mestres do nosso destino. Se isso é verdade ninguém pode medir isso ou ver os efeitos.

“Só podemos ver o que é possível – os índios americanos nas ilhas caribenhas não puderam ver os navios de Colombo (ao horizonte) pois eles estavam além do conhecimento deles.” Dr. Candace Pert (ex-cientista, atual guru da nova era) em “Quem Somos Nós?”

É difícil dizer onde Candace Pert foi desonesta sobre se os índios americanos viram ou não quando Colombo e o seu pessoal atingiram o horizonte. Colombo certamente não falava a língua local, e os índios não deixaram registros escritos. Só o pajé sabia, e nós estamos cerca de 500 anos atrasados para perguntar.

Mas ela estava certa sobre nós não vermos coisas na frente de nossos olhos se não estamos olhando para aquilo. Um experimento clássico sobre processamento visual envolve pedir para pessoas assistirem um vídeo com 6 pessoas passando uma bola de basquete, e pressionar um botão cada vez que um time em particular passa a bola. Invariavelmente só metade das pessoas notou uma mulher vestida de gorila caminhando no meio da tela durante o jogo. [5]

Eles Estão Errados Sobre as Nossas Mentes Afetarem a Realidade

O filme nos dá dois exemplos de experimentos que mostram o efeito da mente afetando a realidade. Nenhum deles prova isso convicentemente.

01 – Efeito da Meditação no Crime Violento em Washington, DC:

O PhD John Hagelin, descreve um estudo que ele fez em Washington em 1992. 4000 voluntários meditavam regularmente pra atingir uma redução de 25% no crime violento pelo final do verão. Ele afirma que a redução foi atingida.

Mas o uso do termo “atingido” para Hagelin é um pouco forte. Ele anunciou em 1994 (um ano após o estudo) que a redução no crime violento foi de 18%. Você pode pensar que deveria ter 18% menos crimes do que o ano anterior, mas a redução foi relativo para o crescimento premeditado por meio de um elaborado trabalho estatístico. Indicadores regulares do crime violento mostram uma versão diferente – o numero de assassinatos na verdade aumentou.

A meditação pode não ter ajudado as vitimas do crime violento, mas ajudaram Hagelin a ganhar em 1994 o premio Ig Nobel da Paz.

02 – O Poder dos Pensamentos na Água:

“Se pensamentos podem fazer isso com a água, imagina o que nossos pensamentos podem fazer conosco.” Observou um fã do Dr. Masaru Emoto no filme.

Dr. Emoto tira fotos de cristais formados na água congelada. Segundo seus livros, a água exposta a palavras de carinho demonstram padrões brilhantes e bonitos, enquanto a água exposta a pensamentos negativos forma padrões incompletos. Estas fotos podem ser muito bem apenas uma arte – mas é óbvio que não tem nada de ciência.

Se você gostaria de estudar o impacto dos sentimentos que são falados, desenhados, escritos na formação de cristais na água congelada, você tem que fazer um estudo ligeiramente mais rigoroso. Pra começar você teria que tirar um monte de amostras de diferentes partes de cada tipo de gelo. E fazer o estudo sem saber o que foi “dito” pra cada tipo de água, para as opiniões pessoais não influenciarem os resultados.

O ilusionista e cético James Randi, famoso por desmascarar artistas como Uri Geller, tem oferecido seu prêmio clássico de $1 milhão de dólares em dinheiro. Para o Dr. Emoto se ele conseguir ter os mesmos resultados fazendo o estudo da água desse jeito. Até agora, Dr. Emoto não aceitou o desafio. Em compensação ele acabou de lançar o seu terceiro livro de fotos de cristais bonitinhos. [6]

“Quem Somos Nós?” Importa? É Apenas um Filme!

Quando você percebe que muitas pessoas estão conversando (debatendo) sobre algo, é hora de se informar (assistir). Mas quando você se depara com tanta informação que foi editada (distorcida) pra se adequar a moldura da sua vida, as coisas se tornam um pouco confusas - é nessa hora que você deve checar os fatos! [7] [8] [9]


Guia Cético Para Assistir “Quem Somos Nós?”.

01  Quem São os “Especialistas?”
02  Análise do Documentário.
03  Análise Final e Conclusão.


Fontes:

[1]  Refutando o “Professor” de “Física Quântica” Laércio Fonseca.
[2] 
Guia Cético Para Assistir “Quem Somos Nós?”.
[3]  Princípio da Incerteza de Heisenberg.
[4]  Fora da Existência de Partículas.
[5]  Eles Estão Errados Sobre as Nossas Mentes Perceberem a Realidade.
[6]  Eles Estão Errados Sobre as Nossas Mentes Afetarem a Realidade.
[7]  Teaching Physics Mysteries Versus Pseudoscience.
[8]  The Minds Boggle.
[9]  What The Bleep do we Know?!


Colaboração:

01  Douglas Rodrigues (Pesquisa)
02 
Lucas Muller (Tradução)

ARTIGOS SIMILARES

  • Bárbara

    Perfeito.O mesmo acontece com “O Segredo-Rhonda Byrne”.

    • http://universoracionalista.org/ Douglas Rodrigues

      “O Segredo” é outro que fala bobagens sobre a “Lei da Atração”.

      • Bárbara

        Exato.

      • Rodrigo Caldeira

        “O Segredo”, isso sim é que merece ser apedrejado com força! É um tipo de enganação cruel, aniquiladora e de extrema má-fé. Quando puder, Douglas, faça sua crítica sobre esse filme, terei o maior prazer de ler suas críticas!

  • Junior S

    Lí em algum lugar uma vez, que o Amit falou que ele simplesmente deu uma entrevista e acabaram editando de forma que parecesse que ele concordava com os “ideais” do filme.

    • http://universoracionalista.org/ Douglas Rodrigues

      Não foi o Amit, foi outro físico (tem as referências no link).

      • João Alberto

        É verdadeiro, completo, claro e certo.

        O que está em cima é como o que está embaixo,

        e o que está embaixo é como o que está em cima,

        e por estas coisas fazem-se os milagres de uma coisa só.

        E como todas as coisas são e provém de UM,

        pela mediação do UM,

        todas as coisas são nascidas dessa única coisa por adaptação.

        O Sol é seu Pai, a Lua é sua Mãe, o Vento a trouxe em seu ventre e a Terra é sua nutriz e receptáculo.

        O TODO (ou seja a realidade que se
        oculta em todas as manifestações de nosso universo material) é Espírito,
        Incognoscível e Indefinível em si mesmo, mas pode ser considerado como
        uma Mente Vivente Infinita Universal. Compreendendo a verdade da
        Natureza Mental do nosso Universo o discípulo estará bem avançado no
        Caminho do Domínio, escreveu um velho mestre do Hermetismo. Estas
        palavras continuam atuais e verdadeiras e são a chave para a nossa
        compreensão das regras e Leis que regem nosso universo material.

        Observaremos que, se o Universo é Mental e nós existimos na Mente do
        Todo, como tais, nós somos seres mentais e criamos com a nossa mente, à
        imagem e semelhança do Todo, conforme explica o Segundo Princípio

        • Daniel Borges

          Douglas reflete sobre esses vídeos mantendo sempre a RACIONALIDADE,
          cuidado para não agir como um fanático religioso, só que no seu caso a favor do
          ceticismo, ou seja, sem apego sentimental pela sua posição! Desculpe-me, mas
          reveja seus conceitos, pois é um ignorante sobre o assunto.

        • Magister Pharis

          Da maneira como a concebemos, a realidade, isto é, aquilo que diz respeito às coisas que existem, é apenas aparente, uma vez que seja móvel e condicional, não sendo mais que ilusão ou construção realizada por uma mente criadora que a constrói através da experiência com o mundo exterior.
          Contudo, o mundo é constituído de uma essência real, fixa e imutável que compõe a realidade fundamental ou última. De acordo com a lei de conservação das massas de Lavoisier; “Numa reação química a massa se conserva porque não ocorre a criação nem a destruição de átomos. Os átomos são conservados, eles apenas se rearranjam”. “Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”.

          A essência real não está sujeita às leis que regem a matéria porque ela é a própria lei.

          Dentro desse “paradoxo da realidade” é importante entender que, se realidade dos homens é natureza ilusória ou relativa ela o é apenas se tomada sob a perspectiva da realidade absoluta ou essência real, porque para os homens a sua realidade é absolutamente real.
          Da mesma maneira que todo ser humano é portador de uma mente criadora que constrói e modela a sua realidade de acordo com a experiência, por analogia, existe ou deve existir, porque sem ela a vida seria inconcebível, uma essência real ou mente criadora superior que idealizou e construiu a realidade fundamental.
          A vida dos homens é uma espécie de sonho em meio a uma jornada marítima num oceanos de incertezas.

  • Arthur Araújo

    Esse era o artigo que faltava, ficou excelente!! Porém, apresentar apenas os pontos negativos do documentário tornou o texto um pouco tendencioso. Vale ressaltar também, que o documentário possivelmente foi produzido e gravado por volta de 2003 e lançado em 2004. São mais de 10 anos de ciência avançando em expressões exorbitantes. Óbvio que as teorias já estavam escritas, mas o novo sempre nos faz divagar pela imaginação… Parabéns!

    • http://universoracionalista.org/ Douglas Rodrigues

      Obrigado pela crítica, ressaltando um ponto do documentário, ele explica algumas coisas sérias em relação a mecânica quântica, o problema é separar o que esta certo e o que está errado. Por isso eu não recomendaria esse “documentário/filme” pra ninguém.

      • Daniel

        Quem é voce ou a ciência pra ter uma verdade absoluta? Quantas vezes a ciência voltou atrás com erros históricos e teorias erradas? Até mesmo einstein criou teorias como a da velocidade da luz que hoje sabemos existir velocidade superior, mas durante décadas sua teoria era o que conseguíamos entender e erroneamente admitíamos como verdade absoluta. A ciência não é dona da verdade e não adiantar voce vir do alto da sua arrogência querer limitar pesquisas ou a busca por explicações que a ciência não dá até hoje. A arqueologia moderna tem milhares de provas irrefutáveis de que civilizações antigas detinham tecnologia superior a nossa e a ciência prefere dizer que as pirâmides foram construídas por 20 mil egípcios que locomoviam pedras com dezenas e até centenas de toneladas usando toras de árvores como rodas. Esqueceram de avisá-los que não existia árvores na maioria dos lugares e as pedras de calcário e arenitos foram transportadas em distâncias que ultrapassavam 500km (isso sem falar na parte matemática, astronômica e espiritual). A espiritualidade avança onde a ciência estaca e pergunta. Te faço um desafio, leia o livro “universo e vida” de Hernani T. Santana e depois leia “A gênese” de Allan Kardec e depois fale sobre o assunto. Voces, metidos a sabe-tudo pecam sempre na mesma coisa: Desgostam sem provar, criticam sem estudar o outro lado, e o pior, condenam cores enxergando em preto e branco.

        • Jonathan Quartuccio

          Não é por nada não amigo, mas você posta como se soubesse de todas as coisas. Diga-me: o que é mais rápido que a luz?

        • Eduardo Zanferari

          Agora me diga Daniel? com esse seu texto criticando o post e as ideias do Autor, você está querendo o que?! Impor a “sua verdade” ou somente sua opinião??! O que te difere de tudo que criticou?! Para mim? NADA !!!!! É apenas mais um querendo mostrar para todo mundo que, aquilo que você acredita é que tem valor e o resto? É apenas ARROGÂNCIA!

          Enquanto houver HIPOCRISIA, assuntos como Religião, Futebol e Política, jamais poderão ser discutidos!

  • Eduardo Mello

    Douglas, você recomenda algum documentário sobre Física Quântica? Já assisti um da BBC. http://www.youtube.com/watch?v=O1dHym14W5Q&list=PLF5301E443C391353

    Você viu?

    abs!

    • http://universoracionalista.org/ Douglas Rodrigues

      Cara honestamente eu estou atrás de documentários sobre o tema, por enquanto desconheço!

      • Daniel Borges

        Douglas reflete sobre esses vídeos mantendo sempre a RACIONALIDADE,
        cuidado para não agir como um fanático religioso, só que no seu caso a favor do
        ceticismo, ou seja, sem apego sentimental pela sua posição! Desculpe-me, mas
        reveja seus conceitos, pois é um ignorante sobre o assunto.

  • Patrícia Corrêa

    O Professor Laércio Fonseca dá aulas de Física Quântica na Unicamp e outros lugares. Ele relaciona Espiritualidade com Física Quântica. Se você tiver capacidade para descer de sua arrogância, assista: http://www.youtube.com/watch?v=Z7fzLxsvc2A

    • http://universoracionalista.org/ Douglas Rodrigues

      O Laércio é charlatão, e eu já assisti esse vídeo dele que mistura um monte ideias esotéricas que não se misturam com a mecânica quântica, inclusive eu comentei no vídeo, e eu cheguei a escrever um texto sobre ele: universoracionalista.org/refutando-o-professor-de-fisica-quantica-laercio-fonseca/

    • Emanuel

      Na unicamp? em qual instituto mesmo?

    • Marcello

      Infelizmente, o cargo de professor numa universidade pública é, como qualquer outro cargo público, vitalício. Uma vez que você entra lá e passa pelo estágio probatório, pode fazer o que quiser da vida. Infelizmente, não dá pra afirmar que todo pesquisador da USP ou da Unicamp são sérios e fazem bons trabalhos.

    • Ciro Der Zerstörer

      esse professor é um mané rapaz !!

    • Jonathan Quartuccio

      Não… Ele se formou na Unicamp… não da aulas lá… Ainda bem!

  • Wagner

    Ótima análise, parabéns!
    A única coisa que não entendi foi a comparação que usou com o teste da gorila e a afirmação do documentário sobre os índios. São situações diferentes.
    Pelo que me lembro o documentário afirma que os índios não viram as embarcações por não conhecerem aquele tipo de objeto. Para mim o teste do gorila mostra como podemos nos concentrar tanto em um estimulo que deixamos de perceber outros.

    De qualquer forma gostei muito do texto. Começarei a acompanhar o site.
    Continue assim!

  • Eduardo Pereira Pessoa

    um dia quando vc morrer vc vai ver q vc fala mt merda vc vai ver q o mundo é muito mais complexo e maior do q essa sua cabecinha pseudo materialista -intelectual pensa q é é mt fácil falar sobre oq nao se conhece simplesmente falando q nao existe nada alem da vida

    • http://universoracionalista.org/ Douglas Rodrigues

      Se você soubesse interpretar corretamento o texto, você entenderia que eu não neguei a hipótese de um mundo espiritual (fantasioso), eu apenas mostrei que a mecânica quântica não trata deste assunto. Aliás, nenhuma ciência trata deste assunto! Afinal, espiritualidade é crença e não ciência!

      • Adriana Vilela

        Um grande equívoco é achar que a
        espiritualidade tem algo haver com crendice ou religião e ver esses como uma coisa só. Pensar dessa maneira
        e ter aversão à religião, foi mais do que suficiente
        para se escrever tal artigo buscando desfazer a relação da física quântica com a espiritualidade. Quando na realidade religião e espiritualidade são coisas bem distintas, pois a espiritualidade consiste em voltar-se para dentro de si mesmo e ouvir sua própria voz interior, buscar sua paz interior sem intermédio de um
        guru, um santo, pedras “mágicas”… ou de um Deus que está em algum lugar nos vigiando. Com a espiritualidade o sujeito começa a livrar-se das ilusões criadas pelo ego e
        daquelas criadas pelas diversas instituições inclusive as religiões. A espiritualidade nos convida a raciocinar e questionar tudo e buscar o sagrado na própria vida, no conhecimento e especialmente dentro de si mesmo. A
        espiritualidade diz que Deus é tudo e nós somos parte desse tudo, portanto,
        somos Deuses e esse é um ponto interessante do vídeo, especialmente do de Laércio que também foi muito mencionado, pois se tudo foi um dia uma única coisa, com o Big Bang, foi tudo fragmentado, separado; no entanto não é absurdo pensar que continuamos sendo a mesma coisa, só que com formas
        diferentes, mas estando ainda conectados e isso poderia explicar por exemplo a telepatia e diversas outras coisas que inclusive ainda não estão concluídas pela própria ciência tradicionalista. Bem, é mais ou menos por esse caminho que se explica a questão da espiritualidade que diz que tudo é uma coisa só, enquanto as religiões separaram Deus dos homens e encontraram um lugar para ele lá nas alturas. E outra,
        isso não tem nada haver com as “bobagens” da nova era, agora, se estes, os exotéricos e afins se apropriam de alguma das ideias espiritualistas, muito bem, parabéns para eles então. Bem, o vídeo em questão assim como as teorias do
        Laércio Fonseca, em momento algum dizem que àquelas
        são as verdades absolutas e portanto devem ser seguidas, ao contrário, admitem ser hipóteses muitas delas muito bem fundamentadas por sinal, que podem
        explicar coisas que a própria ciência ainda não encontrou explicações, eles nos
        convidam a raciocinar, a questionar muitas das teorias que inclusive estão cheias de lacunas. Posição esta que é bem diferente daquela dos senhores donos da “verdade”. É tanta inteligência e não se consegue ver algo tão óbvio; que a verdade é uma busca e não podemos nos limitar a algumas ideias carregadas de preconceitos, mas devemos nos abrir e buscar conhecer, enxergar de vários ângulos diferentes e analisar as várias possibilidades de respostas para depois ter uma posição sobre. Mas infelizmente
        quando um individuo está diante de uma teoria que vai contra as suas e contra suas verdades preconcebidas, ele logo se arma e sem ao menos se dar uma chance de
        analisar de um ponto de vista neutro tais ideias, sem ao menos buscar conhecer realmente, por
        achar que já sabe exatamente do que se trata, ele logo começa a descer críticas e buscar
        desfazer o “mau entendido” defendendo suas “verdades”; inclusive, me desculpa a
        comparação, mas eu acho esta uma atitude muito semelhante a de um religioso fanático, que está fechado para qualquer ideia que vá contra o que ele acredita por achar que a sua é a única verdade.

        • Caio

          Exatamente! Não vejo diferença nenhuma entre esse Douglas e um religioso fanático. Ambos com cabecinhas fechadas, que preferem se manter na ignorância defendendo coisas que não agregam nada a lugar nenhum.

          • Ciro Der Zerstörer

            se vc ta falando da mecanica quântica agrega sim,vc que não entende do assunto !!

      • claudia

        Filho, leia mais…esse é o meu conselho…rs

      • Ciro Der Zerstörer

        esse doido dai de cima ,não sabe nem o que fala perde tempo com ele não !!!!

  • Eduardo Pereira Pessoa

    oq é certo e errado? certo é tudo q for materialista e cético e errado é tudo q pensa diferente do materialismo ne TA CERTO! AFFFFFFFFFF

    • http://universoracionalista.org/ Douglas Rodrigues

      Errado é quem usa a ciência pra tentar comprovar que a crença pessoal dela está certa! E charlatanismo é vender esse “estudo” dizendo que foi comprovado pela ciência!

  • Marcos

    É engraçado alguém se dizer ateu cético se mal tem ideia do que é ceticismo. Antes de tudo o cético é neutro, alguém que se autoproclame “ateu cético” mal entende do que é ser neutro… Hilário…

    • http://universoracionalista.org/ Douglas Rodrigues

      Atacar o argumentador é fácil, quero ver derrubar a refutação!

    • Victor Ramos de Oliveira

      Quem não entende nada de ceticismo é você. Ceticismo nada tem a ver com “neutralidade”, um cético pode ser neutro sobre determinado assinto, e outro não ser. Ceticismo é uma atitude de questionamento permanente, é duvidar. Um cético sempre busca analisar os vários argumentos sobre determinado assunto (isso se chama imparcialidade, não neutralidade), e depois de analisar, ele vai tirar suas próprias conclusões. Se um cético decide analisar os argumentos para a existência de Deus, e depois de analisar, chega a conclusão de que Deus é improvável, ou no mínimo implausível, ele, por definição é um ateu (ateu “fraco” ou “negativo” se preferir, mas não é regra), mas mesmo assim, não vai deixar de ser cético, pois, para chegar a essa conclusão (ateísmo), ele analisou imparcialmente os argumentos, e também, depois de ter tirado sua conclusão, ele ainda está disposto a mudar de opinião, caso argumentos convincentes lhe sejam apresentados.

  • Aadriana

    Douglas respeito o seu posicionamento de ateu cético. É seu direito. Todos temos o direito de pensarmos como quisermos e construir opiniões sobre todas as questões do mundo. Nesse caso aqueles que acreditam que a ciência e a espiritualidade podem caminhar juntas e até uma explicar a outra também possuem o mesmo direito que você de se expressarem. Entendo seu objetivo, entretanto, sugiro, apenas sugiro, que você canalize sua energia para trazer informações novas e importantes para o conhecimento e deixe as conclusões “críticas” para os leitores. Acredito que muita gente se beneficia psicologicamente dos conceitos apresentados no vídeo e isso já é positivo para alguém. Nós todos devemos aproveitar nosso tempo colaborando para o conhecimento, mas também devemos tentar fazer ou pelo menos permitir que façam, com que as pessoas, inclusive nós mesmos, consigam transformar suas vidas em uma experiência agradável e prazerosa. Espero que sendo ateu e cético você já tenha alcançado essa plenitude. Um grande abraço e boa sorte nas suas pesquisas. Que elas possam contribuir com o crescimento material e psicológico da humanidade.

    • http://universoracionalista.org/ Douglas Rodrigues

      Qual parte você não entendeu? A mecânica quântica não se mistura com espiritualidade, meditação e qualquer outra coisa associada ao esoterismo! É díficil entender?

      • Victor

        Douglas, você por acaso já leu no dicionário o que é espiritualidade? Para de falar besteiras vai…

        • http://universoracionalista.org/ Douglas Rodrigues

          “A espiritualidade é uma dimensão da pessoa humana que traduz, segundo diversas religiões e confissões religiosas” – Agora me diz o que partículas subatômicas (ciência, mecânica quântica) tem a ver com espiritualidade? Nada!

          • Acho que você leu pouco

          • OYM

            Amigo eu recomendo as pesquisas de Nassim Haramein, ele possui um instituto no Havaí com vários físicos reunidos e seus resultados são incríveis(resonance.is). A Física Quântica um dia poderá provar a espiritualidade é só uma questão de tempo e de cientistas estarem dispostos a abrirem suas mentes e quebrarem paradigmas. Nem todo cientista é ateu, ateísmo é um pouco diferente de ceticismo. todo ateu é cético, mas nem todo cético é ateu. Na minha opinião Este documentário é mais como autoajuda e faz sentido em algumas partes, porém a ciência ainda terá que revelar muita coisa (sem contar as pesquisas científico-militares que não vem a público) para que muita coisa comece a fazer sentido. Se vc possui um mente aberta assista no youtube as palestras de Haramein (/watch?v=d2Q_YaMPdko&list=PLF570B0E6597C4814) desse em diante. Assista também a coletiva de imprensa do Disclosure Project.

      • Augusto

        É difícil discutir um assunto sem agressividade?
        Quem é você pra garantir que essas coisas não se misturam? Estamos precisando de provas concretas… você pode mudar o mundo.

    • Marcello

      “Acredito que muita gente se beneficia psicologicamente dos conceitos apresentados no vídeo e isso já é positivo para alguém.” – O que basicamente está escrito nesse trecho é que as pessoas tem o direito de serem enganadas.

      • Elan Marinho

        As pessoas devem ter o direito de se deixar serem enganadas, bem como tem de se enganarem.

    • Lucas Favaro

      “Entendo seu objetivo, entretanto, sugiro, apenas sugiro, que você canalize sua energia para trazer informações novas e importantes para o conhecimento e deixe as conclusões “críticas” para os leitores. ”

      Ué, agora não pode mais fazer textos de opinião? Isso aqui não é um jornal, onde tem que dar apenas a informação..

    • Showriso

      Tanta coisa acontecendo com a humanidade em termos evolutivos, e meu camarada Douglas viajando nessa paranóia de ateísmo. Como vc sabe que física quântica não se mistura com espiritualidade? Afinal: O que vc sabe sobre quem é você? Teoria da relatividade e mecânica quântica acabarão por se fundirem pois se baseiam principalmente do fato aleatório. Tudo isso acabará por nos levar à descoberta da energia cósmica e até à existência comprovada de Deus cientificamente. Afinal, você é um rato? Lamentável perder meu tempo com isso, pois já que vc é ateu e não conhece porra nenhuma de espiritualidade, devia colocar como palavras chave a verdade sobre seu blog. Eu procurava por coisas concretas sobre física quântica e acabei sendo levado pelo Google para um Blog ridículo que se utiliza da curiosidade das pessoas sobre um assunto interessante para promover uma crítica inconsequente e sem fundamentação nem científica nem espiritualista nem merda alguma. A Internet é democrática. Qualquer um pode escrever merda e mesmo assim pode encontrar leitores. Como é democrática, utilizo meu direito de resposta e apoio os comentários em seu Blog, demonsrando que você está fora da casinha, ou…da toca.

      • Ricardo Batalha

        “Teoria da relatividade e mecânica quântica acabarão por se fundirem pois se baseiam principalmente do fato aleatório. Tudo isso acabará por nos levar à descoberta da energia cósmica e até à existência comprovada de Deus cientificamente.” – Ah, as palavras típicas de alguém com demasiadas certezas, mas que não sabe do que fala…

      • Michelle Araujo Silva

        Física quântica tem a ver com ciência.

        Espiritualidade não tem a ver com ciência. Espiritualidade é algo subjetivo e que tem a ver com religiosidade, fé, etc.

        Misturar ciência com espiritualidade não é apenas colocar duas coisas contraditórias no mesmo saco, como tb é um ato de desonestidade intelectual.

        • Rodrigo Caldeira

          Michelle, só uma ressalva, espiritualidade não tem nada a ver com religiosidade como você disse, e sim com a fé. Religiosidade é que não tem nada a ver com ciência, mas a espiritualidade e a fé sim, pois o que é a fé na verdade? A fé é a firme opinião de que algo é verdade. Os pesquisadores precisam partir desse princípio para buscarem a verdade científica daquilo que eles opinam firmemente uma teoria. É a partir desse ponto que a fé segue o caminho da ciência ou da espiritualidade. E o interessante é que tudo o que começa junto termina junto, ou seja, espiritualidade e ciência andam em linha paralela, mas sabendo-se que o princípio de ambas partiram da fé, óbvia e matematicamente ao fim disso tudo estas duas partes se encontrarão e se tornarão uma só. Desonestidade intelectual é opinar com o bastão da verdade única.

      • rodrigo

        nao vamos validar a ignorancia please, quantica é ciencia e nada tem a ver com espiritualidade.

    • Rodrigo Caldeira

      Douglas, bom ano novo para você e a todos os comentaristas de seu blog. Penso que ao montar o blog, em especial fazer suas observações críticas abertamente para o mundo, certamente você também se permitiu ser observado. Quando você responde à Aadriana, dizendo “Qual parte você não entendeu?” percebo que sua resistência a compreender o outro é muito forte. Ela, a Aadriana não se opôs à sua colocação calcada de observação crua, apartidária, mas pelo o que entendi e até solicitei que alguns amigos lessem seu blog e também a observação da Aadriana fomos unânimes no mesmo entendimento, isto é, que ela se refere ao filme “Quem somos nós” como um instrumento de canalização para uma vida melhor. É como se houvessem dois times no planeta terra, de um lado o time que quer propiciar o bem à humanidade com situações, observações e cultura altruísta, que diminua o sofrimento humano e aumente a consciência libertadora, curativa e benéfica. Já de outro lado o time que quer destruir ou danificar o sistema, levando caos, dor, sofrimento, angústia e desesperança. E nesse contexto, seu blog caberia melhor numa comunidade ou fórum científico, discutido entre cientistas, críticos céticos etc., do que numa comunidade leiga, pois as pessoas buscam esperança e não desespero, e é notório que a sua crítica leva a humanidade a sentir desespero, desesperança e angústia. Entendeu agora o sentido da observação da Aadriana? Mas não estou dizendo que você está dizendo besteiras, não, de jeito nenhum. Li todo o texto e sua crítica, e está concisa, realmente tem sentido suas colocações, mas é como eu disse e reflito com você: Será que é realmente necessário disseminar o caos no entendimento humano? Seria prudente ditar conceitos que destruam a fé e consequentemente o bem estar humano? Seria esse o seu objetivo, o viver de cada um como robôs sem sentimentos e um comportamento racional constante? Penso que muitas verdades os governos escondem da humanidade, será por quê? Talvez porque a humanidade não esteja preparada para absorver tais verdades, provavelmente o caos e a desgraça humana se aceleraria. E no fim, qual o sentido de gerar pânico? O que você teria contribuído com a saúde e o bem estar humano em sua passagem pela terra como ser vivo? É uma reflexão interessante, penso, pois você, com o seu blog, tem mais acesso como formador de opinião. Qual é a sua participação no planeta na pessoa do Douglas Rodrigues? Boa sorte nas suas pesquisas e contribuição aos benefícios à humanidade.

    • Jonathan Quartuccio

      Você tem o direito de dar sua opinião Aadriana. Apenas quero deixar a minha aqui: como estudante de Física, e futuro Físico, luto para propagar a ciência. Umas das primeiras coisas que aprendi no meu curso é que uma das metas da física é ir contra a pseudociência. Falar que Física Quântica tem a ver com espiritualidade ou com Deus, é pseudociência. Para começar, Física Quântica é um termo errado de se usar (o correto é Mecânica Quântica). Infelizmente, hoje se fica muito mais rico enchendo a cabeça das pessoas com baboseiras do que faze-las tentar entender o que realmente é a ciência. Hoje, é quase que status falar que se sabe alguma coisa de quântica, mas a maioria desse pessoal não sabe nem derivar um polinômio.

  • Reinaldo Cristo

    Excelente conclusão! A física quântica não tem nada a ver com espiritualidade ou coisas do gênero. Fiz uma compilação de Física Quântica em meu blog:http://rcristo.com.br/2013/06/02/fisica-moderna-aulas-de-mecanica-quantica-e-teoria-da-relatividade/

  • santos

    alguem aqui leu o livro ?

  • Setrákus K

    Você se tem alguma qualificação além do achismo pra afirmar o que é verdadeiro ou falso sobre física quântica? Com todo respeito você perdeu credibilidade por colocar James Randi em um assunto que não tem nada a ver, e segundo lei isso: http://www.orkut.com/Main#CommMsgs?tid=5806949591346841495&cmm=16596&hl=pt-BR

    • http://universoracionalista.org/ Douglas Rodrigues

      Sério que você usa um artigo de um site sobre teoria da conspiração e pseudociência para falar que o trabalho do James Randi não tem credibilidade? É óbvio que os pseudocientistas e teóricos da conspiração sempre irão atacar os céticos (como citado acima: o James Randi), são os céticos que derrubam os charlatões.

      E tudo que está escrito neste texto você pode encontrar em qualquer livro sério sobre mecânica quântica.

      E eu preciso ter qualificação pra saber o que é certo ou errado? Isso é apelo à autoridade.

    • Marcello

      Eu tenho, sou formado em física, e ratifico tudo que foi dito no artigo. A física quântica não trata, absolutamente de forma nenhuma, de espiritualidade e consciência. Tudo que é dito relacionando estas duas coisas é que é achismo.

  • Josué Rodrigues

    Fala Douglas! Show seu artigo, véio. Cara, a galera do grupo de jovens não te encontrou em casa hoje então vou deixar mensagem aqui. O padre Paulo pediu pra te agradecer pela ajuda de sábado passado na pintura do altar. Vamos continuar nesse sábado no mesmo horário. Apareça lá de novo véio, que tá ficando no esquema a igreja! Abraxx

  • Ricardo

    Muito bom o artigo!

  • Fábio Lima

    O problema dessas pessoas Douglas, é que elas nunca leram nada sobre física quântica de fato e acham que, de alguma forma, podem dialogar sobre algo que não sabem. Elas vão na onde de charlatões que usam uma ciência relativamente nova e que poucos realmente estudaram usando esta como forma alavancar suas idéias, se aproveitando da credibilidade de algo já consagrado para promover suas idéias.
    É realmente triste que existam tantas pessoas que não fazem o mínimo esforço de estudar as fontes e bases que foram usadas para a construção de argumentos e opiniões de terceiros, que seguem essas opiniões cegamente só por que em um primeiro momento as agradaram. Mais do que triste, acho isso extremamente perigoso, afinal, essa é a melhor maneira de manipular uma população, com mentiras agradáveis.

  • claudia

    não culpo vc por pensar dessa maneira,vc tem que fazer terapia pq infelizmente vc tem uma mágoa inconsciente muito grande do seu pai !!!

    • Marcello

      Algumas pessoas estão tão fortemente ligadas ao sistema, que farão de tudo para protegê-lo.

      • claudia

        tenho testemunho em casa o meu marido que pensava igual a vc, não é ligação com sistema é ligação com Deus e com as leis universais!!! #Deus acima de tudo!!! e sobre seu pai não quer falar?

        • Michelle Araujo Silva

          Quem parece precisar de fazer terapia é vc, minha querida por não saber aceitar o fato de que nem todo mundo vai concordar com vc e com sua religião.

          E tb por ter uma mente pequena e fechada e por escolher permanecer na ignorância em vez de questionar.

  • Notorious

    O cara tá dizendo que Fred Alan Wolf é um doido qualquer! kkkkkkk um idiota desses sem embasamento nenhum, escrevendo essa porcaria de artigo, baseado no que se fala no ENSINO MÉDIO, e quer julgar Alan Wolf! wow Incredible

  • Victor

    O Autor do texto não conhece a etimologia da palavra “espiritualidade”. Se compreendesse iria perceber que ela abarca inclusive a ciência e evitaria o texto de auto – engano. Você pode separar a ciência da religião, mas nunca o psico soma da espiritualidade, pois é um conceito que inclusive os senhores ateus, tem.

  • Leonardo Ortega

    Já me disseram que só idiotas tem certeza de tudo, concorda?

  • Leonardo Ortega

    Apesar de bom texto, não vou tirar conclusões em um blog qualquer, muito menos de um autor que teima igual criança estar certo. mesmo assim, bom texto.

  • Ramydhur Salvadori

    DESPERTA, HUMANIDADE.

  • Ramydhur Salvadori

    “… e a ciência ainda não conseguiu explicar a consciência (os últimos
    estudos foram inconclusivos).”

    E SÓ VAI EXPLICAR QUANDO SE VOLTAR DE CORPO E ALMA AOS ESTUDOS DA
    ESPIRITUALIDADE, SEM VELHOS PRECNCEITOS E TABUS. O ÚNICO GEITO DE NÃO NOS
    COFUNDIRMOS É APELARMOS PARA O NOSSO PRÓPRIO CORAÇÃO, ELE NÃO MENTE.

    GOSTO MUITO DAS EXPLICAÇÕES DO PROF. LAÉRCIO FONSECA SOBRE A F. Q., PARECEM-ME
    MAIS CLARAS.

  • Victor

    Nossa, que texto amador…

  • Maria Fátima Fonseca

    Lamentável que o extremo racionalista ataque dessa forma um simples documentário. O problema do homem é cortar, separar, fragmentar e sempre clamar para o seu retalho a qualidade de ser o único que tem valor. A verdade só será possível quando o homem percorrer o caminho inverso, ou seja, costurar tudo o que ele rasgou, juntar tudo de novo. Deve ser difícil para seres que usam bem menos que dez por centro da capacidade intelectual.

  • Dra. Keity Abi-Ackel

    Douglas, sou leitora do seu blog e curto muito seus escritos. Sou bastante cetica e, pasme, sou espirita. Apesar de isso ser, a priori, um pouco paradoxal, a verdade eh que, quado se tem perguntas, busca-respostas.
    Eu realmente gosto muito dos seus posts e sempre compartilho, pois, diferentemente de alguns (pseudo) ateus, voce nunca eh parcial e tendencioso, mostrando tudo com cientificidade e otimos argumentos.
    Agora… esse seu post foi diferente. Veja bem: o problema aqui nao foi “o que voce disse” foi “a forma como voce disse”. Percebe-se claramente a sua indignacao com o documentario e suas colocacoes sao tendenciosas e pouco, por isso mesmo, pouco cintificas.
    Abra seu coracao seu uma critica construtivbde alguem que tem admiracao e respeito pelo seu trabalho. Todo mundo erra, vez por outra.

    • Michelle Araujo Silva

      Mas é para ficar indignado mesmo qdo um documentário abusa da desonestidade intelectual ao misturar duas coisas que não tem nada a ver com objetivo de enganar pessoas.

  • no cetic

    vc é uma pessoa infeliz… tenho pena… peninha… de vc… ser tristinho…. ki dó… sqn…

    • Michelle Araujo Silva

      Vai refutar o argumento ou vai apelar para o emocional e o ad hominem?

  • Guest

    È desonestidade distorcer o que a física quantica relamente é para favorecer a espiritualidade. Se as pessoas querem espiritualidade elas não precisam que algo comprove isso, ainda mais quando tentam favorecer com mentiras. Pode promover a espiritualidade como quiser, mas com honestidade, e não com mentiras. Fazer isso, promover a espiritualidade com base em mentiras, só queima o filme da espiritualidade.

  • Henrique Lenz

    È desonestidade distorcer o que a física quantica relamente é para
    favorecer a espiritualidade. Se as pessoas querem espiritualidade elas
    não precisam que algo comprove isso. Pode promover a espiritualidade como quiser, mas com
    honestidade, e não com mentiras, fazer isso só queima o filme da espiritualidade.

  • Carlos

    Universo Racionalista?? Hum….Só que não!

    • Michelle Araujo Silva

      Que tal vc tentar refutar o argumento?

  • Tiago Sebo Perdizes

    Bacana, só pecou em ser ofensivo em crenças subjetivas, apesar de eu ser cético acredito que é uma imensa falta de educação, dizer (bobagens esotéricas), pra mim isso é um ceticismo fanático, está no mesmo nível dos religiosos fanáticos, da a impressão que a crença das pessoas machuca seu ego, tirando as críticas ofensivas, gostei do texto. Uma pena pois eu gosto desse blog, mas depois dessa, não seguirei mais.

  • Galeno

    A galera ainda viaja que religião vai ser apoiada pela ciência. Um ato de desespero para não se confrontar com a terrível realidade de que estamos sós e por nós mesmos.

  • Lopes Luiz

    é Tão óbivio.
    Como nunca pensamos nisso antes?

    A verdade sempre esteve ali na nossa frente. A mecânica quântica e a espiritualidade, são duas faces da mesma moeda.

    Depois dessa só me resta ir la doar para meu pastor Edir Macedo e agradecer pela oração que me fez parar nessa página tão reveladora

  • Felipe

    Putaqueopariu, me desculpa, eu adoro o assunto, mas essa fonte é ridícula… porque não coloca uma fonte igual a dos comentários? a fonte tem que ser boa para leitura, não bonitinha, ta muito difícil ler

  • Nuno

    A imaginação, intuição e esse algo ainda subjetivo e que responde por consciência, foram e serão sempre a força motriz da ciência.
    Não me parece que o Douglas queria desencorajar a imaginação de ninguém.
    O que se passa, é que quem trabalha com mecânica quântica vê um modelo que descreve eventos da realidade do muito pequeno. Nem quer dizer que esse modelo corresponda à realidade mais profunda das interações, nenhum físico se atreve a dizer isso. É apenas um modelo, com problemas por resolver, que consegue mensurar grandezas do mundo sub atômico. O que se faz em algumas partes deste filme é abusar desse modelo, no sentido em que se puxa pela imaginação (o que é bom) mas o modelo não acompanha. No entanto eles afirmam que acompanha e isso não é sério, nem de boa índole. Parece-me que foi por isso que o autor deste artigo se ocupou a tecer alguns comentários.

  • Bruno

    As pessoas insistem em misturar espiritualidade com ciência, misture o quando vcs quiserem em suas cabeças, mas guardem pra vcs…. ou não chamem de ciência, pq isso desorienta muita gente que acaba tendo interesse na real ciência e se perde no meio de pseudos. A ciência em si(a levada a sério pela comunidade cientifica) nunca vai basear uma descoberta ou hipótese baseada em “fé” ou crença, ela é justamente o oposto ao espiritualismo, ela busca fatos. Juntar os dois é como querer fazer “suco de azeite” misturando na água, vc pode mexer o quando vc quiser, não vai misturar. Ou vc aceita isso ou vai passar a vida sendo um pseudo nunca levado a sério por quem conhece/trabalha com ciência de fato.

  • Dimitri

    Mais uma vez e esse autor do blog só me faz rir com suas ceticisses UHHuhuhahahahahhHAAHAHAAH

  • Leandro

    muito bom Douglas!! ótimo artigo!

  • Wendelson

    Que besteira as pessoas tentarem a todo custo misturar espiritualidade com ciência, são coisas totalmente distintas. Querem provar a existência de Deus pela ciência, pela Física Quântica!! É bobeira, perda de tempo! Deus não precisa ser provado por essa ou por outra teoria ou ciência, se precisasse teria mandado Michio Kaku no lugar de Jesus! Deus se prova com Fé, ou você tem ou não tem! A Ciência se prova com experiências e conclusões, ou é ou não é! Gosto muito do blog Universo Racionalista, tenho Fé em Deus, sou Cristão, respeito a posição de ateu do Douglas, cada um acredita no que quer. O problema, são pessoas que não teem outro objetivo a não ser ganhar dinheiro, e ficam tentando fazer uma salada com vários ingredientes, que agradam os ouvidos de pessoas desavisadas! Elas somente falam o que essas pessoas querem ouvir! Obrigado e parabéns pelo artigo Douglas, seu conhecimento e atenção são muito válidos para esclarecer embustes como este. Parabéns

  • Isabelle

    vocês estão muito mal informados e alienados com a vida, pesquise sobre Amit Goswami.

  • Diego Sita de Pieri

    Parece ser difícil pro pessoal aceitar o fato de que a ciência pode flertar com assuntos da espiritualidade. Ciência não se trata de preconceitos e ignorância e ceticismo é apenas uma forma de filtrar fatos. Se um determinado cientista quer estudar o poder quântico dos ovos mexidos sendo digeridos no estômago de uma vaca vão chamá-lo de louco, mas e se de repente ele descobre algo interessante?
    Filósofos e cientistas sempre devem ousar em suas especulações, assim como o fizeram Newton (Que considerou a possibilidade de os corpos possuírem uma tendência “eterna” ao movimento), Darwin (Propondo a existência da Teoria da Evolução, que é totalmente contrária às ideias criacionistas de sua época e, portanto, foi considerado louco e herege), Poincaré (Definindo o conceito de dimensões curvadas e dando as bases pra Relatividade, que é algo extremamente complicado de se entender) e muitos outros.
    Cientistas devem ousar, SIM. Apenas não devem insistir em suas teorias quando a evidência prova que estas são falhas.

    Quanto ao documentário. Puta merda, joga no lixo essa bosta.

  • Primata

    É mais fácil encontrar água no sol, que explicar o que é ciência pra quem acredita em fantasmas.

  • Daniel

    Quem é voce ou a ciência pra ter uma verdade absoluta? Quantas vezes a ciência voltou atrás com erros históricos e teorias erradas? Até mesmo einstein criou teorias como a da velocidade da luz que hoje sabemos existir velocidade superior, mas durante décadas sua teoria era o que conseguíamos entender e erroneamente admitíamos como verdade absoluta. A ciência não é dona da verdade e não adiantar voce vir do alto da sua arrogência querer limitar pesquisas ou a busca por explicações que a ciência não dá até hoje. A arqueologia moderna tem milhares de provas irrefutáveis de que civilizações antigas detinham tecnologia superior a nossa e a ciência prefere dizer que as pirâmides foram construídas por 20 mil egípcios que locomoviam pedras com dezenas e até centenas de toneladas usando toras de árvores como rodas. Esqueceram de avisá-los que não existia árvores na maioria dos lugares e as pedras de calcário e arenitos foram transportadas em distâncias que ultrapassavam 500km (isso sem falar na parte matemática, astronômica e espiritual). A espiritualidade avança onde a ciência estaca e pergunta. Te faço um desafio, leia o livro “universo e vida” de Hernani T. Santana e depois leia “A gênese” de Allan Kardec e depois fale sobre o assunto. Voces, metidos a sabe-tudo pecam sempre na mesma coisa: Desgostam sem provar, criticam sem estudar o outro lado, e o pior, condenam cores enxergando em preto e branco…

  • Tati

    Douglas, vc é tão idiota pq é cético, ou é cético pq é tãooo idiota? Eu fico com a segunda e última hipótese,

  • Murilo Fernandes

    Douglas! Física Quântica tem TUDO a ver. É o que o documentário tenta explica, e explica muito bem! Eu SOu líder de um grupo de estudos chamado Sociedade Supremacia. Ateus e Céticos que pensavam como você foram convidados a participarem de dar sua opinião em nossas reuniões. Resultado: Não existem mais nenhum cético. Todos creram porque viram.
    O “Problema” com vocês, é que Espiritualidade requer um pouco mais de crença. Pois se você acredita que não tem nada a ver, então não tem nada a ver.
    Adivinha porque não tem nada a ver? Porque você acredita que não!
    Isso só prova ainda mais o poder da fé.

    No momento em que você “testar” por si só, mesmo que a ciência tenha um bilhão de teorias céticas para explicar, você verá que funciona. O acreditar depende de você. Mas não quer dizer que não exista!

    Eu não te provo que espiritualidade e paranormalidade existe. Mas até hoje nenhum cético provou pra mim que NÃO EXISTE! Apenas teorias!

    Explique um sonho Lúcido COMPARTILHADO então (que ateus como você já comprovaram a existência em nosso grupo de estudos)!
    O segundo “Problema” é que as pessoas evoluídas espiritualmente, suficientemente a ponto de poder “provar” algo, é que pessoas assim não estão nem aí para UM MILHÃO DE DÓLARES!

    Eu posso ter um milhão dentro de um sonho lúcido, e continuá-lo todos os dias. E a sensação será a mesma! Aí vc me diz: Mas não é real! Então me diz: O que é real?

  • caio

    acho engraçado que a pessoa que escreveu começa falando que o documentario esta completamente errado, mais depois concorda com varios posicionamentos dos cientistas do filme, independente de voce concordar ou não com o video, falar que eles estão completamente errados é uma afirmativa bem forte e cai em contradição o tempo todo. Se voce não concorda com algumas informações, basta expor seus argumentos contrarios e criar reflexões para outros leitores e não se achar o dono da verdade so porque sabe alguma coisa de Mecanica quantica. Cuidado porque o conhecimento que se tem hoje sobre qualquer assunto, amanha ja pode não ter validade alguma, ja que em ciencias se trata de hipoteses, experimento e comprovação.

  • Elaine

    Que porcaria

  • Camila

    A arrogância derruba pessoas. E teorias!!!!!!

  • Junior

    Que porcaria de publicação. Isso são teorias, seu ruim. E não distorce de modo algum, os conceito da fisica quantica. As partículas quanticas descrevem como funciona o mundo físico, e elas realmente se comporta de formas tao estranhas, que não há como interpretar a realidade de outra forma. Vc é um zero a esquerda querendo se aparecer como seus poucos conhecimentos sobre física. É normal como um iniciante como vc, queira explicar as disferenças entre ciência e pseudociência. Vá se aprofundar em física e vá descobrir onde esse caminho vai te levar e para de ficar se gabando com esse conhecimento de ensino médio que você publicou.

  • Magister Pharis

    Amigo

    Concordo contigo em alguns pontos, discordo em outros.
    Tente ser menos agressivo na maneira com expõe seus pontos de vista.
    praticamente todas as questões da ciência moderna já foram respondidas pelas antigas e modernas tradições
    de círculos iniciáticos. Procure livros sobre ocultismo, talvez isso possa clarear ou obscurecer as coisas para você. A escuridão é algo bom, porque se faz necessário a procura pela luz.

    “Existem muito mais coisas entre o céu e a terra do que sonha a nossa filosofia”
    “O homem nada sabe, mas tudo é chamado a conhecer”.

  • Luiz Siqueira Neto

    Concordo que do ponto de vista cientifico o documentário é horrível. No entanto, ele aborda algo que acho muito importante, através da força de vontade podemos mudar o rumo de nossas vidas, podemos também influenciar aqueles que estão ao nosso redor, e não há nada de esotérico nisto. A força de vontade é algo que as pessoas, a maioria, costuma não levar em consideração, elas são guiadas pelo sistema e não brilham, não alcançam seus desejos. O documentário é uma tentativa de filosofar sobre o poder da escolha usando como base a física quântica: ser pró-ativo ou reativo, controlar ou ser controlado pelas emoções, saber que é possível conduzir a vida na direção que se deseja. No sentido que citei acho o documentário válido, só não gosto da narrativa da deficiente auditiva, achei as cenas de mal gosto e desnecessárias.

  • https://www.facebook.com/profile.php?id=100001900714914 Lysavilis

    Parece que muita gente se encomodou com a crítica, sempre tentando defender o “lado espiritual” da vida, não quero negar sua existência, mas por favor, se ele existe está fora das salas de ciências.

  • Gostei do artigo. Faz cerca de 2 anos que vi este filme e o Segredo e fiquei exactamente com a mesma ideia.
    São apenas charlatões a promoverem pseudo-ciência com o propósito de vender livros de auto-ajuda.

    A fórmula é relativamente fácil para alcançar credibilidade entre as massas:

    – Umas dezenas de citações de cientistas que possam ser adaptadas fora do seu real contexto.
    – Usar termos científicos que a maioria das pessoas não compreende (ex: física quântica) para dar a entender que sabemos do que falamos.
    – Um pitada de manipulação emocional que eleve o estado de espírito dos seus leitores e os faça sentir especiais.
    – Semear ideias sem nenhum tipo de provas porque o leitor acredita em tudo o que estamos a dizer (afinal de contas, temos a ciência do nosso lado).
    – Arranjar um título que desperte a curiosidade do leitor a 10 metros de distância.
    – Investir algum dinheiro em marketing para chegar ao nosso público alvo.

    No final de tudo, quem consome este tipo de lixo acaba por gastar o seu dinheiro em coisas que na realidade não lhes ensinaram nada para além daquilo que é o censo-comum.

  • Marlus

    Quantos comentários grosseiros. Por que levar para o lado pessoal uma opinião contraria a sua? Ser ateu ou não acreditar em um mundo espiritual não é crime gente. Vamos conversar com Educação procurando todos ir em direção a uma discussão que nos deixe melhores do que quando começamos a conversa.

    caro Douglas Rodrigues, me esclareça. Por exemplo sua afirmação; “O problema desse documentário é misturar ciência com espiritualidade, consciência, meditação e outras bobagens esotéricas da “Nova Era”, repassando a informação como algo comprovado pela ciência, em especial, pela mecânica quântica. Douglas, por que chamar de bobagens esotéricas da ” Nova Era” o espiritualismo, meditação e consciência? Você estudou a fundo para caracterizar como bobagem? Pode nos apresentar esses estudos com essa conclusão? Você é mais esclarecido em física quântica do que os outros cientistas que dizem que a física quântica pode falar desses assuntos? Por exemplo você se considera mais especialista em física quântica do que o Amit Goswami, Ph.D em física quântica da universidade de Oregon, estados Unidos?? ele fala de física quântica e espiritualidade com muita naturalidade. Pode me apresentar estudos em que a ciência destrói a espiritualidade? ou a ciência simplesmente nunca estudou a espiritualidade e só a nega por opção?

    Douglas você já ouviu falar no professor Hippolyte Léon Denizard Rivail? vulgo Allan Kardec? meu amigo, ele é o exemplo de cientista que foi cético durante anos sobre a espiritualidade. Leia sobre ele, Um verdadeiro Gênio de sua Época. Ele era chamado sempre para assistir as manifestações que aconteciam na época, e a resposta dele sempre era a mesma ” Me prove que uma mesa tem cérebro e nervos para se mover e eu vou a uma reunião dessas” Ele era muito chamado para estudar esses fenômenos pq ele era autoridade em Magnetismo naquela época. E como cético ele pensava que tudo era truque e charlatanismo. Até que um dia, um grande amigo dele e conceituado cientista o chamou e disse, “temos obrigação de ir estudar esses fenômenos, eu de minha parte estou muito intrigado”. Então o professor Rivail foi, e começou a assistir as reuniões. Usando seus conhecimentos ele foi por eliminação vendo que não era truques nem charlatanismo, e se convenceu quando os fenômenos começaram a responder as perguntas que ele fazia em pensamentos e em idiomas diferentes, pois ele falava 6 idiomas diferentes. E se vc quiser ler sobre a vida dele você verá como um cientista cético, discípulo numero 1 de Pestalozzi na época se tornou o codificador da doutrina dos espíritos. usando toda a sua bagagem cientifica, aplicando os métodos científicos de que ele dispunha na época. No seu primeiro livro, o Livro dos espíritos, é um livro de mil e poucas perguntas, ele questiona TUDO, é um pé no saco da espiritualidade, mas sempre consegue respostas adequadas as suas indagações. Espero que um dia você tenha Humildade para poder ler sobre kardec, não vai doer, os livros não mordem. E ai sim, vc vai poder apresentar argumentos embasados para dizer que espiritualidade é bobagem esotérica.

    Um Abraço!

  • Marlus

    quem quiser saber sobre o professor Hippolyte Léon Denizard Rivail (Allan Kardec) aqui está o link da wikipedia:

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Allan_Kardec

  • Marlus

    Sem dizer em casos em que estudos científicos, sim cientificos, mostram a existência de espíritos, como no caso William Crookes e Katie King. Nesse caso céticos do mundo inteiro atacaram esse estudo e mais tarde se retrataram pois as evidências eram incontestáveis. O interessante é que mesmo depois de se retratarem continuaram a fazer trabalhos tentando desmentir a existência do espirito ao invés de trabalhar e repetir os experimentos do doutor Crookes, e olha que ele não é qualquer um, era o cientista britânicos mais importante do seculo 19. Dentre suas inúmeras contribuições para a Física Moderna, está o famoso “Tubo de Crookes”, que levou à descoberta dos raios X, e do elétron, dando início à Física do Século 20. A questão é, o que é ser cético? é nunca se convencer? A premissa do cético é nunca se convencer mesmo diante de experimentos e fatos incontestáveis? se for assim, já não ha o que se discutir, pois nunca vamos chegar a conclusões edificantes onde poderemos caminhar para o progresso de todos.

  • davidgbf

    Excelente artigo, também achei esse documentário muito “new age” hahahaha. Pura enganação!

    • Marlus Alberto

      Mais enganação do que a teoria da geração espontânea? Mais enganação de que o nada pode criar alguma coisa? Mais enganação de que só o materialismo é ciência? Mais enganação de que materialismo é ciência?

      Você pode apresentar provas de que isso é enganação? Já que você acusa os produtores do filme de enganadores, pressupõem que você irá apresentar algo com fundamento para provar essa acusação.

  • Alexandre

    Não tive paciência de ler todo seu artigo, está claro que é um estudante de física cético e fechado a novas possibilidades, e por isso, seria impossível entender a física quântica.
    A suas palavras são ignorantes e tendenciosas, além de preconceituosas.
    Experiência da fenda não é comprovada pela ciência? Espiritualidade não tem a ver com física quântica?
    Amigo, você é formador de opinião, tenha mais cuidado com o que diz.
    Abraço

    • Bruno Almeida

      mais EDP’s menos Chopra

    • Danilo Borin

      Espiritualidade não tem nada a ver com física quântica. A ciência é materialista e seu modelo de pesquisa feita por Popper precisa ser falseável, espiritualidade e Deus não podem ser falseáveis. Religião é diferente de ciência, seu comentário que está sendo ignorante quanto a física.

      • Marlus Alberto

        Por que a ciência tem que necessariamente ser materialista?

        Materialismo não é ciência. É uma ideologia
        apenas. É uma filosofia de vida, nada mais. É uma ideologia que muitas vezes é
        colocada sobre fatos científicos, e que acaba criando um dogmatismo
        anticientífico. O materialista acaba sendo intolerante com aquelas pessoas, ou
        outros pesquisadores que pensam de forma diferente.

        Muitos cientistas partem do principio com um pressuposto filosófico, não cientifico, de que o universo é composto apenas por matéria e forças físicas, de que a ciência implicaria necessariamente nessa visão. A ciência é um método, é um modo de investigação racional com base empírica, essa investigação deve ser não dogmática, deve ser livre, e ir buscar leis naturais para explicar esses fenômenos. Basicamente fazer ciência é isso. O interessante é que muitos cientistas usam pressupostos não científicos, filosóficos ou metafísicos, como por exemplo; que o universo é compreensível; a leis naturais são fixas; sabem o que compõe o universo. Esses são só alguns pressupostos que alguns cientistas usam e que não são fatos científicos. E Esses mesmo cientistas que usam pressupostos científicos em seus trabalhos, não aceitam que outros cientistas usam outros pressupostos em seus trabalhos. Por que eu tenho que partir da ideia de o universo é formado somente por forças físicas e matéria? Não existe nenhum estudo que prove isso, isso não é fato. Por que não podem existir outras forças ou elementos? Alguns cientistas materialistas acreditam que o universo é todo feito exclusivamente de aspectos matérias; átomos, neutros, forças gravitacionais, eletromagnéticas etc…, mas isso é um pressuposto, não é um fato necessário. Só que há outros cientistas que defendem outros pressupostos, de que podem existir além das forças físicas habituais, outras forças da natureza, como por exemplo, a consciência, será que a mente humana ela é apenas um produto da atividade dessas forças físicas? Ou ela é um outro elemento básico irredutível da natureza? E isso não está resolvido.

        • DCmoreira

          A consciência não seria um conjunto de reações químicas e sinapses?

          • Marlus Alberto

            Dizem que consciência é uma qualidade da mente. até hoje não se tem nenhum estudo que afirme o que é a mente, ou o que é a consciência. A mente é subproduto do cérebro, ou o cérebro é um aparelho que reage aos comando da mente? Isso é uma incógnita até hoje, a filosofia materialista defende que ela é um subproduto do cérebro, e a filosofia espiritualista diz que ela é um atributo do espirito. Existem muitos estudos em volta desse assunto, analisando o comportamento do cérebro em certos acontecimentos. Por exemplo foi feito um estudo no EUA com varias pessoas de diferentes religiões do mundo inteiro, e foram feitos vários exames neles em diferentes estados. E algumas conclusões foram inesperadas em relação aos médiuns, por exames que avalia a atividade elétrica cerebral percebeu-se que a parte do cérebro do médium que esta funcionando na hora do transe mediúnico, é a parte relacionada a coordenação motora, e a parte relacionada a criatividade diminui suas atividades, o que descartou que o médium estivesse fingindo. São estudo preliminares, mas que são muito importantes pois já marcam uma mudança de mentalidade de muitos cientistas que antes eram céticos. Existe pesquisadores estudando os monges, e o que os monges fazem, nenhum materialista explica. Tem monge que consegue meditar por 3 meses, sem comer, nem beber nem nada e ai? Os materialistas como não tem explicações para esses eventos, dizem que são fraudes.

            Se você tiver interesse, procura no youtube pelo NUPES, que é um grupo de cientistas da Universidade federal de Juiz de Fora que estão se esforçando nas pesquisas sobre temas relacionados a espiritualidade.

          • DCmoreira

            Pode postar por favor o link dessas pesquisas. Não estou encontrando.

          • Marlus Alberto

            rapaz se você realmente estiver interessando nesse assunto, entra la no canal do NUPES e la você vai poder conversar com pessoas que estão dedicando pesquisas nessa areá, eles vão te informar muitoooo melhor do que eu.

            http://www.ufjf.br/nupes/

    • Rafa Knoll

      Parei de ler em “Não tive paciência de ler todo seu artigo”!!!!

    • j, Camila Jabs

      Minha reação ao ler o seu comentário: HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

  • Samira Layla Santos

    Um leigo que não conhece física deve ler seu artigo como??Lembro de quando uma pessoa tentou dizer a posição da terra e muitos o tripudiaram..porém o que aconteceu tempos depois??Acredito que devemos questionar e analisar tudo mas,se pessoas do documentário são tendenciosas..não vejo diferença em você visto que existe um Físico no documentário..poderia julga-lo apenas por estar com outros?Analise se suas posições não estão semelhantes a dos que você julga;

  • edufersilva

    Muito ruim.

  • Znarf Tnarol

    O FENOMENO DO ENTRELAÇAMENTO AINDA NÃO FOI EXPLICADO PELA FISICA QUANTICA…

  • Marcos Alves

    A parte engraçada disto tudo é que um cético “fanático” (estas palavras não deviam combinar não?) está na mesma escala da régua que um religioso fanático: ambos precisam de fé para sustentar suas opiniões. Veja só Douglas, você começa seu artigo com uma falácia típica, descrita no livro “Um mundo assombrado pelos demônios” de Carl Sagan: “ad hominen” – esta falácia é quando o dito “cientista” ataca as pessoas ao contrário de atacar as teses. Segue com o que Sagan chama de “A técnica do espantalho” – consiste em colocar um “mar” fatos comprovadamente ridículos misturados à um ou mais eventualmente verdadeiros ou que não consigamos contestar para, através da “onda” gerada, evitar a desconfortável discussão sobre os que são verdadeiros.

    Antes que eu receba um “ad hominen” na cabeça, quero ressaltar que SIM, acho que o “Quem somos nós” é apelativo e usa SIM a falácia do “declive escorregadio” para empurrar goela abaixo dos leigos um conjunto de teorias deliberadamente falsas como se fossem científicas. E fazendo isso eles perdem a oportunidade de levar ciência REAL às pessoas e mostrar o quanto ainda temos a aprender e o quanto, como Sagan dizia, nossa consciência é uma forma fantástica que o Universo criou de “pensar” sobre si mesmo.

    Uma pena que um assunto tão poderoso acabe em uma briga de fanáticos como estamos vendo (fanáticos new-age x fanáticos científicos) … ambos escondendo a realidade do público – os primeiros em troca de dinheiro plantam idéias falsas, e os segundos em troca de se sentirem “donos da verdade absoluta” escondem deliberadamente os resultados de sua própria ciência, principalmente quando não explicam tudo ou deixam lacunas para algo que não lhes agrade (aliás, manipular e esconder resultados é muito comum na ciência quando estes vão contra o que o cientista “acredita” – nossa! – ou o que quer demonstrar).

    Vá estudar a brilhante parte do livro “um mundo assombrado pelos demônios” de Carl Sagan que apresenta o “kit de detecção de falácias” – vai se surpreender quando encontrá-las provavelmente em igual número, tanto no discurso dos new-age quanto no seu.

  • http://panoramicasocial.blogspot.com.br/ Almir Ferreira

    Excelente análise.
    Não é porque eu gostaria que fosse de um jeito, que alguma coisa tem que ser.
    Esse pessoal que quer misturar ciência com espiritualidade só tem a intenção de dar uma caraterística confiável às suas crenças. Mas para a ciência, em especial para a Física, nada de bom pode advir desse casamento de conveniências.
    Cada um no seu quadrado.

    • Marlus Alberto

      Amigo da uma olhadinha no canal do NUPES, aqui da UFJF no youtube. Pessoas de diversas áreas da ciência que estão estudando a fundo a espiritualidade. Cientistas que já chegaram a conclusão de que a ciência materialista já não tem argumentos para se manter. O materialismo já não responde mais nada, sem admitir o espirito e o mundo espiritual, a ciência não vai chegar mais a lugar algum. Afinal, o que prova o materialismo? Não existe absolutamente nada na ciência que prova o materialismo. O que é o materialismo além de uma simples ideologia sem nenhuma prova cientifica? Essa crenças em milagres que os materialistas tem de que o nada pode criar alguma coisa já caiu por terra.

      Um abraço!

    • Marlus Alberto

      Quem disse que ciência tem que ser materialista?

      A ciência é um método, é um modo de investigação racional com base empírica, essa investigação deve ser não dogmática, deve ser livre, e ir buscar leis naturais para explicar esses fenômenos. Em nenhum lugar está escrito que ciência tem que ser materialista, só para os materialistas que isso é assim.
      Acreditar que ciência tem que ser materialista é um dogma do materialismo.

      • http://panoramicasocial.blogspot.com.br/ Almir Ferreira

        Marlus Alberto, a questão é muito simples. Não é a ciência que é materialista, mas sim o seu objeto. Não há como fugir disso.

  • Divair Zarpelon

    gostei da parte do “espiritualidade, consciência, meditação e outras bobagens esotéricas da “Nova Era”” mostra o quanto distante voce se coloca para perceber evidencias que só nao ve quem quer se manter num status intelectualizado sem possibilidades de abertura ou por total desconhecimento. Pesquisa mais meu amigo, verás que a maioria é charlatanismo sim, mas vera que existem algumas evidencias que nao tem como ignorar. Gosto da frase de Louis Pasteur que diz que um pouco de ciencia nos afasta de Deus muito nos aproxima. Mas como as pessoas ainda sao ignorantes e pensam que Deus é um velho barbudo e nao uma força inteligente caimos no ridiculo, mas sinceramente ainda acho as pessoas que acreditam em Deus desta forma mais inteligentes do que as pessoas que nao acreditam em nada, pelo simples motivo, como alguem pode questionar a existencia de uma inteligencia cosmica ? e como alguem pode ainda ficar preso nos 5 sentidos do ser humano achando que a percepção deles darao todas as respostas ? o fato nao é misturar esoterismo com quantum e sim entender a essencia que a espiritualidade traz, distorcida sim por algumas pessoas.

    Porem os céticos nestes assuntos nao se aprofundam neste conceito e ficam com a impressao de espiritualidade das pessoas que realmente apresentam distorções serias. Nao vamos nos basear na ciencia generalizando como cetica mas sim aos cientistas ignorantes que ainda dao risada dos jalecos brancos inexperientes assumindo que os sujos de sangue representam sabedoria e nao transmitem infecção,procurem essa historia….

    • Marlus Alberto

      muito bem colocado… gostei do seu raciocínio…

  • http://aniliquaga.blogspot.com.br/ D@nil.B

    Isso me fez lembrar desta charge: http://ateus.net/wp/wp-content/uploads/humor/cartoons/os-metodos/os_metodos.gif

    Bom artigo, obrigado.

  • Alisson Morais

    também não li todo o seu texto, mas acho que você está enganado e muito