Albert Einstein e a oncologia

0
137
Crédito: Tgumarov.

As descobertas de Albert Einstein não foram apenas importantes para a física. Hoje, na medicina, também somos beneficiados com uma descoberta que tem origem na sua equação mais famosa: E = mc².

A partir dessa fórmula, Einstein descreveu que a energia estava intimamente relacionada com a matéria, e uma poderia ser transformada na outra. Pouco tempo depois, Paul Dirac, revisando a equação, pensou que a energia poderia ser produzida tanto por uma massa de valor positivo quanto por uma de valor negativo. Foi, então, que surgiu o conceito de antimatéria.

Quando matéria e antimatéria se colidem, elas geram luz. É assim que grande parte da luminosidade do nosso Universo foi e é produzida. Mas também é desse modo que são produzidas as imagens do PET-Scan.

O PET significa, em português, tomografia por emissão de pôsitrons, que são os anti-elétrons, ou seja, a antimatéria do elétron. Ao colidir pôsitrons e elétrons, imagens do corpo são produzidas, e isso é particularmente útil no rastreio de metástases de algum câncer que, eventualmente, estejam silenciosas em outros órgãos.

Saiba mais no vídeo:

CONTINUAR LENDO