Bebês gêmeos vikings encontrados em um sepultamento surpreendentemente cristão na Suécia

0
157
Viking cristianizado enterrado há 1.000 anos. Crédito: Uppdrag Arkeologi.

Por Owen Jarus
Publicado na Live Science

Sete sepulturas vikings contendo esqueletos bem preservados, incluindo possíveis bebês gêmeos, foram descobertas na cidade sueca de Sigtuna.

Os arqueólogos descobriram os restos mortais de 1.000 anos de oito pessoas – quatro adultos e quatro crianças – dentro das sepulturas; provavelmente eram vikings que se converteram ao cristianismo.

“O caráter cristão das sepulturas agora escavadas é óbvio por causa de como elas foram dispostas”, disse Johan Runer, gerente de projeto da Uppdrag arkeologi, uma empresa de gerenciamento de recursos culturais, que liderou as escavações no local.

A maioria das pessoas foi enterrada de costas em uma posição leste-oeste, enquanto as pessoas que seguiram as crenças tradicionais vikings nesta área da Suécia nessa época tendiam a ser cremadas, disse Runer.

Eles também encontraram depósitos de carvão e, em alguns casos, caixões parcialmente queimados, sugerindo que rituais de cremação estavam envolvidos em pelo menos quatro enterros.

“Tais fenômenos são bastante comuns nas sepulturas do período cristão da Era Viking, mas antes eram bastante raros em Sigtuna”, disse Runer ao Live Science por e-mail.

Montes de pedras também foram encontrados no topo de quatro sepulturas, uma das quais também estava cercada por uma cista de pedra (pedras posicionadas em forma de caixa) em torno dela.

“Essas características não são conhecidas anteriormente na cidade de Sigtuna”, disse Runer, que observou que são comuns entre as primeiras sepulturas cristãs nesta área da Suécia, que está localizada a cerca de 37 quilômetros a noroeste de Estocolmo.

Restos de um monte de pedras foram encontrados sobre esta sepultura. Crédito: Uppdrag Arkeologi.

Tragédia viking

Os arqueólogos dizem que uma das sepulturas pode conter os corpos de gêmeos.

“Em uma sepultura, havia dois bebês muito pequenos, aparentemente da mesma idade”, disse Runer.

A interpretação preliminar da equipe é que “esta sepultura contém o trágico resultado de um aborto tardio de dois gêmeos”.

As sepulturas também continham vários artefatos interessantes. Um indivíduo foi enterrado com um “cinto de couro contendo acessórios de ferro e liga de cobre dourado” e moedas de prata foram encontradas em sua boca, disse Runer.

Colocar moedas na boca de uma pessoa “é uma prática bastante comum para os sepultamentos cristãos do período Viking no centro da Suécia”, acrescentou. Outra sepultura contém “um pente de osso lindamente ornamentado” encontrado em uma caixa, disse Runer.

Os arqueólogos descobriram as sepulturas no final de abril durante uma análise de uma área onde uma casa seria construída. Os arqueólogos escavaram o local em maio e continuam analisando os esqueletos e artefatos. Um osteologista deve examinar os esqueletos bem preservados no outono do hemisfério norte.