Cabeça de pequeno dinossauro é encontrada preservada em âmbar

0
1642
Créditos: Lida Xing

Traduzido por Julio Batista
Original de Gretchen Vogel para a Science

Essa cabeça minúscula, de 14 milímetros de comprimento (incluindo um bico), pertence a um dos menores dinossauros já encontrados. Preservada em âmbar por quase 100 milhões de anos, a criatura pertencia ao grupo de dinossauros que deram origem aos pássaros modernos. O animal provavelmente tinha o tamanho do colibri-abelha-cubano, o menor pássaro vivo.

O fóssil, descoberto em Mianmar, foi batizado de Oculudentavis khaungraae, ou “pássaro canino” (em inglês, eye-tooth bird). Possui grandes cavidades oculares nas laterais da cabeça como lagartos modernos, e seus olhos têm aberturas estreitas que limitam a luz que entra. Essa é uma forte dica de que o animal era ativo durante o dia.

Os maxilares superior e inferior do Oculudentavis estão cheios de dentes afiados – a maior quantidade encontrada em qualquer pássaro ancestral – o que implica que era um predador que provavelmente comia insetos e outros pequenos invertebrados, relataram pesquisadores hoje na Nature. Eles acham que o tamanho minúsculo da espécie é um exemplo de “nanismo insular“, pois provavelmente habitava um arco insular que existia na atual localização de Mianmar.

Sem o resto do corpo, os cientistas não conseguem dizer exatamente como o Oculudentavis está relacionado a outros dinossauros parecidos com pássaros – ou se ele podia voar. Mas eles suspeitam que ele pertencia a um grupo de pássaros relativamente primitivos, talvez semelhantes aos Archaeopteryx e Jeholornis, espécies que viveram entre 150 e 120 milhões de anos atrás.

CONTINUAR LENDO