Curiosidades e técnicas do Balonismo

0
1290

Por Manoel Felipe Martins Marques

Aos finais de semana o céu da cidade de Boituva, no interior de São Paulo, tem um contraste incrível. Os balões tomam conta do amanhecer e se tornam algo mágico para quem realiza um voo panorâmico. Em busca de informações sobre o voo de balão, a equipe da Universo Racionalista foi recebida pela empresa Passeio de Balão. Nossos enviados, o fotografo e cinegrafista Régis Júnior, e o piloto de helicóptero, comandante Marcelo Calado, viveram essa emoção e bateram um papo com o empresário Marcelo Theodoro, e o piloto Cristiano Almudin, que falaram sobre as curiosidades do balonismo.

IMG_3153
Foto: Régis Júnior.

A concentração começa logo cedo, às 5h30 da manhã, quando todos se reúnem para embarcarem nos balões da empresa Passeio de Balão. O voo panorâmico dura em média de 45 minutos à 1 hora. Mas, por que tão cedo? Segundo o técnico de voo, Cristiano Almudin, um dos principais fatores, que determina a decolagem, é a questão meteorológica. Comprovadamente o balão é a forma mais segura de voar, porque ele só voa em condições valoráveis. E o período da manhã, que é a hora em que o vento tem tendência a ficar mais ameno, o tempo mais fresco e ocorre pouca atividade térmica, se torna o melhor momento do dia para realizar o voo. Quando o sol começa a aquecer o solo e a atmosfera, cria-se térmicas e rajadas de vento que tornam o voo de balão impreciso.  A maioria dos balões carrega de 2 a 4 passageiros, os balões maiores podem carregar de 6 a 20 pessoas, dependendo do seu tamanho.

Foto: Régis Júnior.

Um balão leva em média 15 minutos para inflar. Quando o piloto aciona o queimador, ele aquece o ar que está dentro do balão. Como a densidade deste ar fica menor que a do ambiente exterior, isto gera um empuxo, que é maior que a força peso, assim sendo, o balão sobe na atmosfera, podendo chegar à altura de 500 metros. O combustível utilizado é o propano C3H8, que é um derivado do petróleo.

O balão é composto por três partes principais: o envelope, o queimador e a cesta. O envelope é o balão propriamente dito, feito em tecido colorido com a função de reter o ar quente que dá sustentação ao balão. O queimado é utilizado para queimar o combustível, produzindo uma chama que vai aquecer o ar que está dentro do envelope. O tecido do envelope é de nylon, rip stop (similar ao dos paraquedas e parapentes), resinado internamente com poliuretano para reduzir sua porosidade. Pode ser também de poliéster, hyperlast (resiste às temperaturas mais elevadas). Ele possui também uma faixa na sua boca inferior, em nomex, para resistir melhor à proximidade da chama do queimador. As fitas de nylon tem a função de manter a estrutura do balão. Já a cesta é feita de vime, um material mais leve, flexível e que permite reparos.

Foto: Régis Júnior
Foto: Régis Júnior.

Após a decolagem, o trajeto do balão é determinado pela direção do vento. Segundo Almudin, previamente é realizado um estudo das condições climáticas e no local da decolagem é analisado se a previsão estava correta. Estando tudo ok, inicia-se a aventura.
Assim como o trajeto, o pouso também é indefinido, ficando a mercê dos ventos. Por isso, o piloto usa instrumentos de voo e mantém um contato constante com a equipe de apoio, por rádio ou celular, informando a direção do vento, por onde estão sobrevoando e, inclusive, quais são os possíveis locais de pouso. Após pousarem, a equipe da Passeio de Balão estará no local para o resgate dos passageiros, onde acontece um brinde de champanhe, que faz parte da história do balonismo. Em 21 de novembro de 1783, após decolarem do centro de Paris, na França, Pilâtre de Rozier e o marques d’Arlandes, num voo que durou cerca de 25 minutos, atingindo a altura de mil metros, e após percorrer uma distancia de dez quilômetros. Realizaram o primeiro voo humano de balão. E para acalmar os fazendeiros, assustados com o pouso, o piloto lhes ofereceu um brinde de champanhe. E hoje está ação é repetida no final dos passeios, mantendo viva a tradição dos pioneiros do balonismo.

Encerrando o passeio com chave de ouro, todos os passageiros são levados para um delicioso café da manhã colonial, oferecido pela Passeio de Balão.

Confia nosso vídeo com a matéria completa sobre o as curiosidades e o voo de balão.

topoPara agendar seu voo com a Passeio de Balão, acesse o site (www.passeiodebalao.com.br) ou entre em contato com a equipe pelos telefones (11) 99599-7651 ou (11) 98787-4515.

Edição de vídeo Luciano Lopes.

CONTINUAR LENDO