Dois minerais nunca antes vistos na Terra são encontrados dentro de um meteorito de 15 toneladas

Os minerais foram achados dentro de uma fatia do meteorito El Ali, encontrado na Somália em 2020.

0
176
A fatia de 70 gramas que contém os dois novos minerais. (Créditos: Coleção de Meteoritos da Universidade de Alberta)

Traduzido por Julio Batista
Original de para a Live Science

Dois minerais que nunca foram vistos antes na Terra foram descobertos dentro de um enorme meteorito na Somália. Eles podem conter pistas importantes sobre como os asteroides se formam.

Os dois novos minerais foram encontrados dentro de uma única fatia de 70 gramas retirada do meteorito El Ali de 15 toneladas, encontrado em 2020. Os cientistas nomearam os minerais elaliita em homenagem ao meteoro e elkinstantonita em homenagem a Lindy Elkins-Tanton, diretora-gerente da Iniciativa Interplanetária da Universidade Estadual do Arizona (EUA) e principal investigadora da próxima missão Psyche da NASA, que enviará uma sonda para investigar o asteroide Psyche, rico em minerais, em busca de evidências de como os planetas do nosso Sistema Solar se formaram.

“Sempre que você encontra um novo mineral, isso significa que as condições geológicas reais, a química da rocha, eram diferentes do que foi encontrado antes”, disse Chris Herd, professor do Departamento de Ciências da Terra e Atmosféricas da Universidade de Alberta, Canadá, em um comunicado. “É isso que torna isso emocionante: neste meteorito em particular, você tem dois minerais oficialmente descritos que são novos para a ciência”.

Os pesquisadores classificaram El Ali como um meteorito do complexo de Ferro IAB, um tipo feito de ferro meteórico salpicado com pequenos pedaços de silicatos. Enquanto investigavam a fatia do meteorito, detalhes dos novos minerais chamaram a atenção dos cientistas. Ao comparar os minerais com versões deles que haviam sido sintetizadas anteriormente em laboratório, eles foram capazes de identificá-los rapidamente como recém-registrados na natureza.

Os pesquisadores planejam investigar os meteoritos ainda mais, a fim de entender as condições sob as quais seu asteroide pai se formou. “Essa é a minha especialidade – como você desvenda os processos geológicos e a história geológica do asteroide do qual esta rocha já fez parte”, disse Herd. “Nunca pensei que estaria envolvido na descrição de novos minerais apenas pelo fato de trabalhar em um meteorito.”

A equipe também está analisando as aplicações científicas dos minerais.

No entanto, as futuras percepções científicas do meteorito El Ali podem estar em risco. O meteorito agora foi transferido para a China em busca de um comprador em potencial, o que pode limitar o acesso dos pesquisadores à rocha espacial para investigação.