EUA aprova plano de Musk para criar uma rede planetária de Internet com 4 mil satélites

Imagem: SpaceX.

Por Carlos Zahumenszky
Publicado na Gizmodo

Elon Musk acaba de receber luz verde para colocar seu plano em prática. A FCC (sigla para Comissão Federal de Comunicações) norte-americana aprovou o projeto Starlink, uma rede global de satélites com a qual Musk planeja se tornar o operador definitivo da Internet.

A ideia de Musk é aproveitar os lançamentos de seus foguetes Falcon 9 para colocar em órbita uma rede de pequenos satélites.

O plano original consistia de 12 mil unidades, mas a primeira fase consistirá de apenas 4 mil. Cada unidade é conectada por rádio aos demais para criar uma espécie de Wi-Fi gigantesco que, quando funcionar, oferecerá conectividade móvel a 1Gbps em qualquer lugar do mundo.

A primeira fase do projeto custará 10 bilhões de dólares e será implantada entre 2019 e 2024. A FCC expressou confiança de que, embora a iniciativa ainda tenha muitas brechas, o suporte a ela pode ser usado para criar uma nova geração de conexões com a Internet. Neste momento, há outras propostas similares já em andamento por empresas como a OneWeb, a Space Norway ou a Telesat.

CONTINUAR LENDO
Compartilhar
Artigo anteriorArqueólogos descobrem mais de 50 novas linhas de Nazca escondidas no Peru
Próximo artigoEsta instalação artística usa a atividade neuronal para criar estruturas multidimensionais
Douglas Rodrigues Aguiar de Oliveira
Sou fundador da Universo Racionalista | Graduando em Tecnologia em Redes de Computadores pela Universidade de Franca | Especialista em Fundamentals of Computing Network Security ( • Design and Analyze Secure Networked Systems • Basic Cryptography and Programming with Crypto API • Hacking and Patching • Secure Networked System with Firewall and IDS ) pela University of Colorado | Especialização em andamento em Cybersecurity ( • Computer Forensics • Network Security • Cybersecurity Fundamentals • Cybersecurity Risk Management • Cybersecurity Capstone ) pela Rochester Institute of Technology | Certificação em Information Security Specialist ( • InfoSec Foundation • Ethical Hacking Essentials • Computer Forensics Foundation ) pela ITCERTS | Certificação em Information Security Analyst ( • Information Security Policy Foundation • Vulnerability Management Foundation ) pela ITCERTS | Cursei integralmente as disciplinas teóricas em Licenciatura em Filosofia pela Universidade de Franca, mas não realizei o estágio supervisionado para a obtenção do diploma de Ensino Superior | Especialista em Journey of the Universe: A Story for Our Times pela Yale University | Colaborador do Instituto Ética, Racionalidade e Futuro da Humanidade | Colunista da Climatologia Geográfica | Membro da Rede Brasileira de Astrobiologia | Abaixo, segue o endereço do currículo na plataforma Lattes e LinkedIn.

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Fernando Recent comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Fernando
Visitante
Fernando

Bom, não sou nenhum expert no assunto, mas isso não pode dar algum tipo de problema na hora de lançar algum foguete? Imagina o tanto de coisa que já tem orbitando a terra MAIS 12 mil satélites!