NASA shutdown

0
1681

O recente fechamento das instituições federais americanas (government shutdown) atraiu a atenção da mídia internacional principalmente devido à preocupação dos investidores internacionais e aos sinais de instabilidade no mercado financeiro em Wall Street. Dentre as instituições impactadas, a agência espacial americana (NASA) é uma das mais afetadas, com 97% dos seus funcionários proibidos pelo governo de irem ao trabalho. Num momento marcado também por redução de investimentos e cortes de orçamento, a agência se vê forçada a protestar contra a celeuma política em que se encontra os EUA, não apenas para restabelecer a ordem e os cronogramas de pesquisa programados há meses ou anos, mas também para reivindicar sua posição de liderança no cenário científico e tecnológico internacional.

O impasse vivido pelo governo americano se refere a um detalhe do orçamento do governo para o ano fiscal de 2014, que teve início no dia 1 de outubro. Trata-se do obamacare, um sistema de saúde proposto pelo governo Obama que promete melhores condições de acesso à saúde de qualidade. Este sistema vai beneficiar muito a classe mais carente da sociedade americana já que, para se inscrever, é preciso se enquadrar dentro das condições e requisitos do sistema, o que inclui um teto de renda familiar/individual. Além disso o governo promete oferecer subsídio financeiro aos mais necessitados. E é claro que isso terá um impacto na economia. Por outro lado, as grandes corporações da área da saúde não tem necessariamente um interesse em beneficiar a classe mais carente. Elas querem é agradar o$ mai$ rico$, com planos que oferecem privilégios aos que podem pagar mais.

Bem, a proposta já foi aprovada pelo senado e depende de ser aprovada pelo congresso americano, cuja maioria é de parlamentares republicanos, que representam, via de regra, justamente a elite da sociedade americana. A data limite para essa aprovação já passou, foi no último dia 30 de setembro e, como não se chegou a um acordo, o governo teve que iniciar um modo operacional de atividade mínima, ou seja, interromper parcialmente as atividades das instituições federais. Os únicos funcionários federais em atividade são aqueles ligados à segurança, saúde e, no caso da NASA, no controle das missões em operação, como a LADEE, que recentemente entrou em órbita da Lua e a missão MAVEN, que será lançada em meados de novembro para orbitar o planeta Marte. O restante dos funcionários, incluindo professores, pesquisadores, estagiários e alunos estão proibidos de utilizarem as instalações e até mesmo de utilizarem emails institucionais.

As negociações entre democratas e republicanos se arrastam pelos últimos 6 meses e os democratas já concordaram com as principais exigências dos republicanos. Mas a aprovação do obamacare pelo congresso seria o mesmo que ceder a vitória aos democratas, pois as consequências políticas seriam catastróficas para os republicanos. Um sistema de saúde que beneficie a massa social é uma mina de ouro para futuras campanhas eleitorais.

Enquanto democratas e republicanos se ocupam com seus interesses e ambições, numa queda-de-braço interminável, famílias inteiras de trabalhadores, pesquisadores, cientistas, professores e diversas outras profissões extremamente nobres da sociedade, estão ameaçadas de sofrer cortes salariais. Além dos prejuízos materiais, já estimados na casa dos bilhões de dólares, é difícil estimar o impacto em áreas como educação, divulgação científica, inovação e desenvolvimento tecnológico. Sem falar do impacto na moral do cidadão americano.

Espero que este shutdown chegue ao fim o mais rápido possível, seja qual for o acordo. E parece que há uma oportunidade iminente. O presidente Barack Obama se reúne hoje com republicanos do congresso e democratas do senado para discutir as alternativas para acabar com o shutdown. Além disso, a lista de funcionários sob liçenca forçada está diminuindo. De acordo com o canal de notícias USA Today, em 1 de outubro, 800 mil funcionários foram classificados como não essenciais. No começo dessa semana o Pentágono convocou 350 mil trabalhadores civis a voltarem ao trabalho.

Enfim, espero que os recursos humanos americanos sejam restabelecidos imediatamente, com as pessoas de volta ao trabalho na semana que vem e que as atividades consideradas não essenciais a curto prazo sejam restabelecidas em sua totalidade.

Ivan Gláucio Paulino Lima

PS. Os links utilizados para maiores informações sobre as missões da NASA são da wikipedia porque as fontes oficiais de informação ainda estão fora do ar.

CONTINUAR LENDO
Artigo anteriorEnglert e Higgs laureados pelo Nobel de Física de 2013
Próximo artigoSobre a ciência nos cursos superiores
Avatar
Possui Graduação (Licenciatura e Bacharelado) em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Londrina (2001 e 2002), Mestrado em Genetica e Biologia Molecular pela Universidade Estadual de Londrina (2005) e Doutorado em Biofísica pelo Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, com 1 ano de Estágio Sanduíche na Open University (Grã-Bretanha). Atuou como professor colaborador na Universidade Estadual de Londrina lecionando disciplinas de bioquímica para cursos de graduação. Atualmente faz Pós-doutorado no NASA Ames Research Center, Moffett Field Califórnia, EUA, na área de microbiologia ambiental sob a supervisão da Professora Lynn Rothschild. Faz parte de sociedades científicas nacionais e internacionais e participa de projetos de pesquisa em colaboração com a Open University (Grã-Bretanha) e Istituto Nazionale di Astrofisica (Italia). Tem experiência na área de microbiologia, engenharia genética e radiobiologia molecular, atuando principalmente nos seguintes temas: resistência às radiações e astrobiologia.