Nosso planeta ganha nova “mini-Lua”

0
169
Visão em perspectiva da órbita do CD3 2020 em relação da Terra. A faixa branca é a órbita de nossa lua principal e permanente da Terra. Crédito: Tony873004.

Traduzido por Julio Batista
Original do Phys

A Terra adquiriu uma segunda “mini-Lua” do tamanho de um carro, de acordo com astrônomos que viram o objeto circulando nosso planeta.

A massa – de aproximadamente 1,9 a 3,5 metros de diâmetro – foi observada pelos pesquisadores Kacper Wierzchos e Teddy Pruyne no Catalina Sky Survey, financiado pela NASA, no Arizona, na noite de 15 de fevereiro.

“GRANDE NOTÍCIA. A Terra tem um novo objeto adquirido temporariamente/possível mini-Lua chamado 2020 CD3”, provavelmente um asteroide do tipo C, twittou Wierzchos na quarta-feira.

O astrônomo disse que isso é importante, pois “este é o segundo asteroide conhecido na órbita da Terra (após 2006 RH120, que também foi descoberto pelo Catalina Sky Survey)”.

Sua rota sugere que ele entrou na órbita da Terra há três anos, disse o cientista.

O Minor Planet Center do observatório astrofísico do Smithsonian, que coleta dados sobre planetas e pequenos asteroides, em um anúncio, disse não haver “nenhuma conexão com qualquer objeto artificial conhecido”, o que implica que provavelmente foi um asteroide capturado pela gravidade da Terra.

“As integrações em órbita indicam que este objeto está temporariamente ligado à Terra”.

O empresário de tecnologia Elon Musk disse que o objeto do tamanho de um carro não era o Telsa Roadster que ele lançou no espaço em 2018 e que agora está orbitando o Sol.

“Não é meu”, ele twittou.

O novo vizinho da Terra não está em uma órbita estável ao redor do planeta e é improvável que fique por muito tempo.

“Ele está se afastando do sistema Terra-Lua nesse exato momento”, disse Grigori Fedorets, pesquisador da Queen’s University Belfast na Irlanda do Norte, à revista New Scientist, e provavelmente sairá da órbita em abril.

O único outro asteroide conhecido em órbita da Terra, 2006 RH120, rondou o planeta de setembro de 2006 a junho de 2007.

CONTINUAR LENDO