Obesidade em crianças de 6 a 11 anos já colabora para reduzir expectativa de vida

0
341
Crédito: American Heart Association.

A obesidade tem sido relacionada com diversas doenças que afetam o sistema cardiovascular, como hipertensão arterial sistêmica, acidente vascular encefálico, hipertensão pulmonar, infarto cardíaco e arritmia. Os distúrbios metabólicos também são desencadeados pela obesidade, incluindo diabetes tipo 2 e dislipidemia, reduzindo a expectativa de vida. Dentro desse contexto, a longevidade de uma pessoa pode ser analisada por meio do comprimento dos telômeros.

Telômeros são estruturas de nucleoproteínas que contêm repetições de DNA (ácido desoxirribonucleico). Os telômeros mantêm a integridade dos cromossomos, a estabilidade do genoma e evitam fusões cromossômicas completas. Quando a atividade da telomerase é prejudicada, a enzima DNA polimerase é incapaz de replicar completamente a extremidade da fita de DNA, levando ao encurtamento dos telômeros em cada divisão celular. O comprimento dos telômeros é um biomarcador do envelhecimento biológico. Indivíduos com telômeros mais curtos apresentam maior risco de desenvolver doenças relacionadas à idade, como doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2 e aumento da mortalidade.

O artigo publicado na Scientific Reports, grupo Nature, faz parte do grande estudo “The Human Early-Life Exposome (HELIX)” (estudo humano sobre o expossoma da primeira infância). Pesquisadores da Leuven University, Bélgica, examinaram o comprimento dos telômeros por meio de análises sanguíneas de 1.396 amostras em crianças obesas de 6 a 11 anos. Os procedimentos metodológicos incluíram coleta de sangue, extração de DNA, proporção de glóbulos brancos e mensuração do comprimento relativo dos telômeros. Os parâmetros de obesidade foram analisados de acordo com o escore Z, de modo que a obesidade foi considerada para escores acima de 2.

Os resultados mostraram que o comprimento dos telômeros foi significantemente reduzido em crianças obesas, isso foi independente da educação materna, idade materna, idade da criança, sexo, etnia da criança e tabagismo materno durante a gestação.

Portanto, os dados desse estudo destacam que a obesidade em crianças de 6 a 11 anos já favorece o aparecimento de doenças cardiovasculares e metabólicas.

Referência

  • Clemente, D.B.P., Maitre, L., Bustamante, M. et al. Obesity is associated with shorter telomeres in 8 year-old children. Sci Rep 9, 18739 (2019) doi:10.1038/s41598-019-55283-8