Os humanos modernos exterminaram os neandertais? Eis o que sabemos

0
161
(Créditos: Chokniti Khongchum/EyeEm/Getty Images)

Traduzido por Julio Batista
Original de Eva Hamrud (Metafact) para o ScienceAlert

Depois de 400.000 anos vagando pela Europa e Ásia, os neandertais desapareceram. O motivo disso ter acontecido é um tópico controverso entre os especialistas. É possível que nossos ancestrais tenham contribuído direta ou indiretamente para essa extinção, mas a extensão de nosso papel ainda precisa ser determinada.

Nossos primos distantes, os Neandertais, viveram por cerca de 400.000 anos na Europa e em algumas partes da Ásia. A partir de 80.000 anos atrás, suas populações começaram a diminuir e, eventualmente, desapareceram 50.000 anos depois.

Nossa espécie, Homo sapiens, evoluiu na África há cerca de 200.000 anos. Na época em que as populações de Neandertal estavam diminuindo, o H. sapiens começou a deixar o continente africano e a povoar a Ásia e a Europa.

Nossos ancestrais simplesmente se mudaram para os territórios que os neandertais deixaram para trás ou foi seu movimento para o norte a razão para a queda dos neandertais? Perguntamos a 16 especialistas em paleoantropologia se o H. sapiens levou os neandertais à extinção – o consenso era “incerto” com uma divisão de 50 por cento. Aqui está o que nós encontramos.

Há alguma evidência de que o Homo sapiens e os neandertais lutaram entre si?

Devido ao retrato clássico do ‘homem das cavernas’ sendo de natureza violenta, como sugerem fósseis que mostram que H. sapiens e neandertais frequentemente sofreram ferimentos traumáticos, podemos supor que nossos ancestrais mataram brutalmente todos os neandertais.

Houve uma sobreposição de pelo menos 100.000 anos entre as duas espécies, mas as evidências arqueológicas sugerem que, na maioria das áreas, os humanos modernos só chegaram depois que os Neandertais morreram.

A evidência genética, por outro lado, mostra que alguma troca de genes ocorreu entre as duas espécies, o que significa que elas se reproduziram. Como resultado disso, cerca de  2 por cento do DNA de descendentes não-africanos é Neandertal. O especialista Paul Pettitt, da Universidade de Durham (Reino Unido), acredita que esse contato próximo “provavelmente ocorreu nas fronteiras de suas áreas de atuação, ou seja, na Ásia ocidental e central, e não em seu núcleo europeu.”

Ele acrescenta que “embora o contato obviamente tenha ocorrido de vez em quando, e que tal contato pudesse ter sido violento, se isso ocorreu foi excepcional, e certamente estaria longe o suficiente para causar, ou provavelmente até contribuir de uma forma menor, para a extinção do Neandertal.”

O professor Chris Hunt acredita que mais dados são necessários para responder com segurança a essa pergunta. Ele acredita que “temos que concentrar esforços em sítios onde pareça que não houve lacuna entre os neandertais e o H. sapiens.

“Isso requer uma datação de alta resolução para demonstrar que a lacuna entre um e outro era muito curta e uma exploração cuidadosa de evidências sobre o que os neandertais e H. sapiens estavam fazendo no local, como viviam, a ecologia e clima da época e assim por diante.”

Essa investigação está ocorrendo atualmente na caverna de Shanidar, no Iraque.

Há alguma evidência de que o Homo sapiens competiu com os neandertais por recursos e territórios?

Os neandertais compartilhavam muitas semelhanças com nossos ancestrais. Como o antigo H. sapiens, eles faziam fogueiras, caçavam animais de grande porte e até cuidavam dos feridos.

Essas semelhanças sugerem que as duas espécies teriam prosperado em territórios semelhantes. O Dr. Andrew Sorensen, da Universidade de Leiden (Países Baixos), disse que “o fluxo de pessoas da África teria aumentado a competição por recursos alimentares”.

Essa teoria pressupõe que o H. sapiens tinha certas vantagens sobre os neandertais, como inteligência superior, adaptabilidade ou força.

Embora a natureza exata dessa vantagem não seja clara, as evidências arqueológicas sugerem que a população de nossos ancestrais aumentou dez vezes à medida que substituíram os neandertais na Europa.

Será que os Neandertais foram dizimados pelas mudanças climáticas?

“Os neandertais foram extintos em uma época em que muitas outros eventos ecológicos estavam acontecendo. Houveram extinções de uma série de grandes mamíferos durante essa época, incluindo o urso-das-cavernas e a hiena das cavernas”, disse o Dr. John Stewart da Universidade de Bournemouth (Reino Unido).

Isso significa que outros fatores, como o clima, podem ter influenciado o desaparecimento dos neandertais.

O professor John Shea observa que o momento da extinção do Neandertal coincide com “o evento Heinrich H5, parte de um processo de mudanças climáticas de vários milhares de anos, onde condições já muito frias se alteraram para condições ainda mais frias… o evento H5 provavelmente eliminou a maioria deles, e de forma rápida, pois esses eventos acontecem de forma rápida. Os sobreviventes podem ter vivido em bolsões ao longo do Mediterrâneo, onde seu número diminuiu.”

Existem outras explicações para a extinção dos Neandertais?

Uma publicação recente perguntou a 216 paleoantropólogos o que eles achavam que levou à extinção dos neandertais. Os motivos mais populares foram fatores demográficos.

Isso significa fatores estatísticos que influenciam as populações, como tamanho inicial da população, endogamia e estocasticidade. A população de Neandertal era provavelmente  muito pequena, o que a tornava vulnerável à extinção resultante até mesmo de pequenas mudanças ambientais.

Curiosamente, uma publicação de 2017 usou um modelo de computador para mostrar que a extinção do Neandertal poderia ocorrer sem a necessidade de competição de H. sapiens ou mudanças climáticas. Outro modelo feito em 2019 conseguiu simular a extinção dos neandertais simplesmente por meio de mudanças naturais nas taxas de natalidade e mortalidade da população.

Quando a migração de H. sapiens foi incluída neste modelo, nossos ancestrais só precisaram migrar para os territórios até que a já pequena população de Neandertal se fragmentasse – nenhuma competição foi necessária.

Em conclusão, não há um consenso claro sobre o que causou a extinção dos neandertais e se nossos ancestrais são os culpados.

A maioria dos pesquisadores da área concorda com o professor Joshua Akey que “uma série de razões provavelmente explicam porque a linhagem de Neandertal terminou há cerca de 30.000 anos”.

O Dr. Oren Kolodny acrescenta que “a maioria dos humanos vivos carrega em seus genes cerca de 1 a 2 por cento da sequência de DNA originada nos neandertais, então, em certo sentido, eles nunca foram extintos”.


Artigo baseado em 16 respostas de especialistas a esta pergunta: o Homo sapiens levou os neandertais à extinção?