A verdade sobre a Superlua do dia 14 de novembro

6
2784
Créditos da Imagem: Toby Melville.

Cuidado com algumas informações que estão sendo divulgadas na internet sobre a Superlua do dia 14 de novembro:

O que é o fenômeno astronômico Superlua?

Ocorre pois a órbita da Lua é elíptica, e o centro dessa elipse não coincide com o centro da Terra, com isso existe um momento no período orbital lunar em que a Lua está mais próxima da Terra, nesse momento ocorre a Superlua.

O que eu vou ver no céu?

É um fenômeno quase imperceptível, onde a Lua fica sutilmente com um tamanho maior no céu (aproximadamente 15% maior), e com mais brilho (aproximadamente 30% mais brilhante).

O que vai acontecer dia 14/11/2016?

Haverá superlua, porém não será a maior do século como vem sido compartilhado nas redes sociais. A maior superlua do século ocorrerá no dia 06 de dezembro de 2052, onde a Lua estará apenas 94 quilômetros mais próxima que a do dia 14/11/2016, ou seja, não vai ser nada extraordinária.

Eu preciso sair da cidade para ver a superlua?

Não. A lua é um dos objetos mais brilhantes do céu e você não precisa fugir da poluição luminosa para observar.

Como eu observo a superlua?

Você pode observar a olho nu, ou fotografar com uma lente teleobjetiva, ou com um telescópio. Ou acompanhar a transmissão ao vivo no dia 14 de novembro a partir das 20h pelo canal Ciência e Astronomia, que poderá ser acompanhado no link abaixo:

Artigo anteriorUm robô para aprender a engatinhar
Próximo artigoO Santo Graal dos astrônomos
Gaúcho, 26 anos, natural de Gravataí/RS, estudante de Engenharia Química e curioso. Fundador do Projeto Ciência e Astronomia e do podcast M42Cast, tendo o intuito de compartilhar informações e atualidades das diversas áreas da ciência e astronomia para todos aqueles apaixonados pelo assunto, bem como divulgar e incentivar o interesse e estudos destas áreas no Brasil. Conheceu a Ciência quando criança através da Série Cosmos, apresentada pelo astrônomo Carl Sagan. Seu principal objetivo é divulgar e popularizar a Ciência de todas as formas, com uma linguagem acessível para assim, conseguirmos atrair o público de todas as idades para o Mundo da Ciência, aprendendo a olhar o mundo de uma forma diferente.